10 de mar de 2018

ENTREVISTA DE DOMINGO: Elza Maria Teixeira Campanha


Casada, mãe de três filhos, vó de cinco netas, pedagoga, 56, professora na rede municipal desde 1988, tendo atuado como diretora da Pré-Escola Sossego da Mamãe por oito anos, levando-a a ser referência em educação infantil, a professora Elza Maria Teixeira Campanha é homenageada no mês da mulher no Blog do Ilivaldo Duarte na Entrevista de Domingo. Elza foi diretora da Escola Municipal Urupês por 13 anos, obtendo o melhor índice do IDEB municipal por duas edições seguidas. Com visão e espírito comunitário, apoiou e é fundadora da Escolinha Eliane de Futsal, entre outros projetos. É pedagoga e diretora auxiliar no Colégio Estadual prefeito Antônio Teodoro de Oliveira.

"Passei a minha infância em Engenheiro Beltrão, na zona rural, venho de uma família muito humilde. Meus pais tiveram 6 filhos e sou a segunda filha, desde muito pequena já trabalhava na roça, limpando tronco de café, colhendo algodão e capinando. "Em 1993 fui convidada pelo prefeito municipal Rubens Bueno para assumir a direção da Pré-Escola Municipal Sossego da Mamãe. De uma estrutura precária em madeira com 180 crianças, muito trabalho e esforço da equipe da escola e comunidade, ampliamos para 300 crianças." Por ocasião do Dia Internacional da Mulher, Elza foi uma das homenageadas em sessão solene, recebendo o prêmio de Mulher Cidadã. Conheça um pouco da história desta mulher de garra e fibra, de visão e humanidade, de competência e felicidade por tudo que tem e conquista no cenário pessoal, profissional e comunitário.
 
 QUEM É ELZA MARIA TEIXEIRA CAMPANHA? Sou uma pessoa que valoriza muito a vida, sou calma, amorosa e alegre. Prezo muito a minha família, sou devota de Nossa Senhora Aparecida e temente a Deus. Tenho o apelido de Ita, 56 anos, nasci em 11 de fevereiro de 1962 em Santo Antonio do Caiuá, Noroeste do Paraná. 
Sou filha de Joaquim Teixeira Filho (In memorian) e Natalina Cestálio Teixeira. 
Estou casada há 37 anos com Juvenato Marques Campanha e sou mãe de três filhos (Júlio César, Julieli e Joice), e sou vó de cinco lindas meninas (Maria Eduarda, Ana Clara, Antonela, Rebeca, Lívia, e em julho nascerá o meu primeiro neto - Davi).

ONDE E COMO FOI A SUA INFÂNCIA? 
Passei a minha infância em Engº Beltrão, na zona rural, venho de uma família muito humilde, o sítio onde morávamos era arrendado. Meus pais tiveram 6 filhos e eu sou a segunda filha deles, desde muito pequena já trabalhava na roça, limpando tronco de
café, colhendo algodão, capinando, gostava muito de brincar também. Estudava na cidade e fazia o trajeto de casa até a escola a pé, pois na época não tinha transporte escolar. Aos doze anos fomos morar na cidade e como eu e minha irmã éramos as mais velhas fomos trabalhar em casa de família para ajudar o pai. Aprendemos desde pequenos a participar da igreja, o pai sempre nos levava a missa aos domingos e fizemos a catequese. A vida na cidade foi sofrida, trabalhava durante o dia e estudava o antigo ginásio a noite, mas o pai sempre fez um esforço muito grande para que nós pudéssemos estudar. 



COMO FOI E ONDE SUA JUVENTUDE?Passei a minha juventude em Engº Beltrão, foi uma juventude de muito trabalho, mas muito feliz. Consegui um emprego no comércio aos dezesseis
anos, na loja de tecidos e confecções das Casas Pratas. Foi lá que conheci o meu marido, trabalhei lá até me casar, isso aos dezoito anos. Na juventude participava do grupo de jovens da Igreja, tinha um grupo de amigos muito bom.
Participávamos de todos os eventos da igreja. A minha irmã mais velha participava desse grupo de jovens também e foi através dele que ela descobriu a sua vocação para a vida religiosa - hoje ela é freira da Congregação das
Irmãs Missionárias do Santo Nome de Maria, 38 anos de vida religiosa. 
Fiz até a oitava série enquanto solteira e somente consegui cursar o magistério depois de casada e já tinha meus dois filhos mais velhos. - na foto, Elza laureada como a melhor aluna do Magistério. 
No ano de 1987 concluí o magistério e nesse mesmo ano me mudei para Campo Mourão. Prestei o vestibular para Pedagogia e em 1988 comecei a cursar a faculdade - a minha filha caçula nasceu quando estava no início do 2º ano da faculdade, mas graças a ajuda do meu marido não precisei parar, pois ele cuidava dos nossos três filhos para eu poder estudar. Concluí a faculdade em 1991, em 1997 conclui a minha 1ª pós-graduação em Educação Infantil e em 2003 concluí a Pós-graduação em Psicopedagogia.
COMO FOI E ONDE SUA TRAJETÓRIA PROFISSIONAL?Entrei na rede municipal de educação de Campo Mourão no dia 28 de fevereiro de 1988 contratada no regime CLT para dar aula na educação Infantil como professora na Escola Bento Mossurunga, onde trabalhei por cinco anos. Em 1993, o então prefeito municipal Rubens Bueno convidou-me para assumir a direção da Pré-Escola Municipal Sossego da Mamãe. Quando assumi, a escola tinha uma estrutura precária em madeira e possuía cerca de 180 crianças matriculadas. 
Mas com muito trabalho e esforço da equipe da escola e da comunidade, conseguimos a construção de um prédio novo (já na primeira administração do prefeito Tauillo Tezelli), ampliando consideravelmente o número de crianças matriculadas para em torno de 300 crianças. Durante o período da construção da Pré-escola Sossego da Mamãe o Santuário Nossa Senhora Aparecida cedeu para nós as salas da catequese para que pudéssemos manter a escola funcionando. Ficamos mais de um ano utilizando o espaço da
Igreja, sou muito grata ao padre Reinaldo (foto), que era o Pároco da época, pela sua generosidade em nos ceder o espaço. Foi um esforço coletivo para que tudo funcionasse da melhor forma possível, pois o local era improvisado e demandou um esforço e uma dedicação de toda a equipe da Escola Sossego da Mamãe, sempre contamos também com a colaboração dos pais, sempre nos apoiaram e souberam compreender as dificuldades do espaço adaptado. 
Outra peculiaridade deste período é que nós usávamos o salão paroquial (aquele salão antigo), fazíamos o lanche na cozinha adaptada e servíamos no salão e, por não dispor de espaço suficiente, utilizávamos o salão para atividades também, só que o salão também era usado pela comunidade para fazer velório pois ainda não tinha capelas mortuárias em Campo Mourão. Então, quando nós chegávamos de manhã e estava tendo velório, íamos para o portão conversar com cada pai e dispensar os alunos. No período em que estive na direção do Sossego da Mamãe, a escola se destacou positivamente na educação municipal, tornando-se referência em educação infantil, participando e sobressaindo em eventos de âmbito municipal.
Fiquei a frente da escola Sossego da Mamãe até 2001. Enquanto ainda estava na direção da Pré-Escola Municipal Sossego da Mamãe, a então Escola Estadual Urupês passou por processo de municipalização e fui convidada pelo prefeito Tauillo e pela Secretária da Educação da época a Professora Magali, para assumir a direção da Escola Urupês e, nesse ano de 2001 atendi a direção das duas escolas.
A partir de 2002 assumi definitivamente a direção da Escola Municipal Urupês, onde permaneci até dezembro de
2013. Nesses 13 anos em que estive à frente da escola Urupês houveram muitas conquistas, dentre elas, o melhor índice do IDEB municipal por duas edições seguidas, a implantação de diversos projetos como Escolinha de Futsal, Escolinha de Dança, Festival de Paródias, Dia da Família na escola com diversas atividades artísticas, culturais e serviços para as famílias (cabeleireiros, enfermeiros, profissionais de educação física, dentre outros), Mostra Cultural.
Um destaque positivo foi a abertura da escola para a comunidade, igrejas e clubes de serviço, sendo realizados diversos eventos no espaço escolar. A escola também era utilizada para eventos da Secretaria Municipal de Educação, Secretaria Municipal de Esportes e outras secretarias municipais. A direção sempre deu abertura para que a comunidade participasse ativamente da vida da escola, fazendo com que isso trouxesse muitas melhorias físicas e pedagógicas para o ambiente escolar, dentre essas melhorias destaca-se o fechamento da quadra de esportes com arquibancada e palco para eventos, melhorias no pátio, também com um palco para apresentações, adequações do ambiente administrativo (secretaria, sala dos professores, laboratório de informática, sala da equipe pedagógica), aumento de uma sala de aula e paisagismo e jardinagem da escola.
Uma das conquistas que conseguiu quando esteve à frente da Escola Municipal Urupês foi a viabilização de recursos para a reforma da escola e, para isso, buscou-se diversas e parcerias para a realização do projeto de reforma. Esse projeto foi elaborado com recursos próprios, inclusive com a direção da escola viajando até Brasília para conseguir recursos para a execução da obra. O projeto foi aprovado no final da gestão da minha gestão, começando a ser executado em 2014 quando eu não estava mais a frente da escol. Mas o atual diretor Walmir Ferreira de Lima conduziu os trabalhos da reforma com muita competência. Destaca-se que todo o trabalho realizado sempre foi no sentido de oferecer uma educação de qualidade para os estudantes da escola, pois o objetivo da educação é o sucesso na aprendizagem dos alunos. Vale ainda lembrar que a
Escolinha de Futsal Urupês foi implantada em 2002 com o apoio da orientadora educacional Eliane Alves da Silva (in memorian), com o objetivo de permanência dos alunos no espaço escolar, por meio de projetos esportivos e, mesmo após a minha saída da direção da escola Urupês, a escolinha continuou apoiando a escolinha, por meio da Associação Eliane de Futsal. Com um trabalho sério e de competência, a escolinha conquistou diversos títulos, sendo Campeão Paranaense Sub 9 em 2008, 3º lugar do Campeonato Paranaense Sub 11 em 2010, Vice Campeão da Liga Maringaense 2011, entre tantos outros títulos. 
Após este trabalho de 30 anos estou aposentada. Mas continuo trabalhando como pedagoga na rede estadual de ensino (iniciei em 1996) no Colégio Estadual Prefeito Antônio Teodoro de Oliveira, no jardim Paulino, Lar Paraná, e a partir do ano de 2018, como diretora auxiliar.
O QUE FEZ NO SEU TRABALHO QUE NÃO FARIA DE NOVO?  Faria Tudo de novo, pois sempre fiz tudo com muito amor e dedicação.
E A COMUNIDADE? Tive uma atuação bastante efetiva na  comunidade durante toda a minha trajetória profissional, e ainda hoje atuo como presidente da associação Eliane Futsal, participo da Catequese do Santuário Nossa Senhora Aparecida como catequista e também como ministra da palavra.
A EDUCAÇÃO EM SUA VIDA?  A minha primeira professora era encantadora, tinha um amor e um carinho todo especial pelos seus alunos e o exemplo de meu pai que contava histórias para mim e, através deles eu sempre senti um amor muito grande pela educação e desde pequena eu dizia que queria ser professora. Não medi esforços para estudar e ter a formação necessária para ingressar no magistério.
EXPERIÊNCIAS MARCANTES? O carinho que sempre recebi dos alunos e a participação e o reconhecimento que sempre tive dos pais (e que recebo ainda hoje) e o respeito e o reconhecimento de professores e funcionários que trabalharam comigo.
NA SUA HISTÓRIA NA EDUCAÇÃO, O QUE NÃO SAI DA MEMÓRIA?  Infelizmente a perda da minha companheira de trabalho e minha amiga Eliane, toda a comoção que houve por parte de todos por ocasião da sua enfermidade e a dor da sua morte.
QUAL O MELHOR TIME  COM QUEM  JÁ TRABALHOU? Fui muito abençoada na minha trajetória como diretora de escola, foram 21 anos a frente de muitos professores e funcionários e, tanto no Sossego da Mamãe como na Escola Urupês sempre contei com equipes maravilhosas, ninguém realiza um bom trabalho se não tiver uma equipe comprometida, por isso, todo o sucesso que obtive como diretora é fruto de um trabalho coletivo e participativo é o mérito e’ de todos que trabalharam comigo.
COMO É HOJE A EDUCAÇÃO? Infelizmente, nossos governantes não têm priorizado a educação, falta recursos físicos, materiais, falta condições de formação adequada para os professores, falta condições dignas de trabalho.
QUAL MANCHETE FICOU 
NA SUA HISTÓRIA? 
São tantos fatos, mas a manchete da minha vida foi ter recebido de Deus a graça de poder estar viva, de ter superado as adversidades e estar aqui hoje. Agradeço a Deus e a minha Mãe Santíssima o milagre da cura e da vida.
O valor que eu dou para minha família, a gratidão e o amor que tenho pelo meu marido, o melhor lugar para estar é o meu lar.
QUAL SEU ESPORTE, ÍDOLO E TIME? O meu esporte preferido é o futebol, não tenho nenhum ídolo, gosto de ver os bons jogadores e bons técnicos,  sou corintiana.
QUEM É EXEMPLO?  Paulo Freire.
QUAL CONQUISTA VIBROU? Ver meus três filhos formados.
PERSONALIDADE EM CAMPO MOURÃO? Rubens Bueno, Tauillo Tezeli, Sidnei Jardim.
CITE TRÊS PERSONALIDADES ESPORTIVAS.  Tite da seleção brasileira de futebol, Bernardinho do Vôlei, Gustavo Kirten do tênis.
ÉTICA EM UMA FRASE É...  “É necessário cuidar da ética para não anestesiarmos a nossa consciência e começarmos a achar que tudo é normal.” de Mário Sérgio Cortella.
O QUE AINDA NÃO FEZ QUE GOSTARIA DE FAZER?  Viajar com o meu marido e poder conhecer  outras regiões do Brasil.
QUAL SEU SENTIMENTO APÓS ESTA JORNADA VITORIOSA?
De dever cumprido, o sentimento de que sempre dei o meu máximo, que sempre procurei respeitar o outro e que pude contribuir com a educação de Campo Mourão. E posso dizer como Paulo  Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda.” 2 Timóteo 4:7-8.
VIRTUDES DO PROFESSOR?  Ter coragem para trabalhar, saber enfrentar as dificuldades com otimismo, buscar sempre o conhecimento e ter o orgulho em dizer que é professor.
JOGO RÁPIDO
MÚSICA: ‘Quão Grande és Tu”, André Valadão.
UM LIVRO:  O Pequeno Príncipe.
AUTOR?  Demerval Saviani.
PROFESSOR?  Minha professora da 1ª série Professora Dejanira.
SONHO?  envelhecer ao lado do meu marido e poder ver os meus filhos e netos realizados e felizes.
SAUDADE? DO QUE E DE QUEM?  Do meu pai...Eu acompanhei a sua partida até o seu último suspiro, ele sempre foi o meu maior exemplo.
MOMENTO INESQUECÍVEL?  A primeira conquista que os nossos alunos atletas tiveram no campeonato paranaense e ver a felicidade da Eliane com a conquista seu filho Felipinho fazendo parte dessa equipe que foi campeã.
HOBBY?  Assistir televisão.
ESCOLA MUNICIPAL URUPÊS: Fez parte da minha vida e da minha história e as lembranças nunca se apagarão.
MANIA?  Não sei.
PROGRAMA?  Estar com a família reunida.
FRUSTRAÇÃO?  Não ter acompanhado a reforma da Escola Urupês, pois quando saí da direção o recurso já estava aprovado. Foi uma luta muito grande para conseguir a aprovação dessa reforma, foi um grande empenho de toda a comunidade, mas sabendo que a escola está em boas mãos, pois o diretor professor Walmir acompanhou a reforma com muita competência.
FAMÍLIA É...  Meu porto seguro, lugar de afeto, amor, respeito, é tudo para mim.
ESCOLA ELIANE DE FUTSAL: Uma semente que foi plantada em 2002 e deu muitos frutos e que continua a ser cultivada e mudando a vida de tantas crianças, possibilitando  que elas desenvolvam suas habilidades motoras, o respeito pelo próximo, o espirito de equipe e a alegria das conquistas. Sinto feliz em poder ainda contribuir um pouco com a Escola Eliane de Futsal.
A CAMPO MOURÃO DO PRESENTE: A minha cidade, lugar que eu escolhi para morar e que gosto muito.

A CAMPO MOURÃO DO FUTURO?Espero em Deus que a Campo Mourão do futuro seja uma cidade ainda melhor para se viver.

QUAL O SENTIMENTO DE RECEBER ESTA HOMENAGEM E PARTILHAR UM POUCO DA SUA VIDA E DA SUA HISTÓRIA?  Sinto extremamente honrada por receber essa homenagem, agradeço a sua generosidade, você valoriza muito as pessoas e fiquei muito emocionada quando você me falou que contaria a minha história e que passaria um filme na minha cabeça. Sabe Ilivaldo, quando a gente está na correria do dia a dia, só nos preocupamos em trabalhar, nunca se imagina que um dia a sua trajetória de vida possa ser contada assim, da forma como você faz. Que Deus te abençoe e te dê em dobro todo esse carinho que você tem com as pessoas e que Nossa Senhora de Fátima cubra você e sua família com seu Manto Sagrado.
QUEM SUGERE PARA RECEBER HOMENAGEM NO NO BLOG?  A professora Maria Aparecida Bandeira.
QUAL O RECADO PARA OS LEITORES DO BLOG?  Viver é percorrer um
caminho em busca da vida Eterna e tudo o que fazemos nessa vida deve ser para a Honra e para a Glória de Deus, saibamos viver na prática dos Seus mandamentos, principalmente o amor, pois quem ama a Deus sobre todas as coisas saberá amar o próximo, respeitar, ser generoso e buscar a felicidade.
QUAL PERGUNTA QUE NÃO LHE FIZ QUE GOSTARIA DE TER RESPONDIDO? Acho que falei um pouco sobre tudo.
NOTA DO BLOG: a professora Elza Campanha participou no sábado 10 de março 2018 do programa Tocando de Primeira 1.250 na Rádio Colméia com Ilivaldo Duarte e recebeu homenagem surpresa dos meninos e dirigente da Escolinha Eliane de Futsal e o troféu Tocando de Primeira. Na homenagem ao vivo por telefone no rádio atenderam o convite da produção do programa e deram testemunho sobre a homenageada: Cleusa Correia, Rubens Bueno, padre Carlos César Cândido e o filho Júlio César, e ao vivo no estúdio o prefeito Tauillo Tezelli, Rinaldo "Gordo" Silva, Diair Corral e Ruth Borsuk.

Nenhum comentário:

Postar um comentário