28 de mai de 2013

ÉDER AGUIAR DA SILVA, o criador da bandeira da Academia Mourãoense de Letras (AML)

O mourãoense Éder Aguiar da Silva foi o vencedor do concurso que escolheu a bandeira da Academia Mourãoense de Letras (AML). Na imagem, Éder ao lado dos confrades Ilivaldo Duarte, Jair Elias e Helder Dal Col, na sessão solene comemorativa dos 11 anos de fundação da entidade. Éder recebeu na solenidade o prêmio de uma diária, com acompanhante, na Pousada A Fazendinha.
A Bandeira da Academia Mourãoense de Letras é representada por um retângulo de argenta, esquartelada em cruz, de cor azul, com o brasão, aplicada ao centro da bandeira, ladeado com uma coroa de louros, símbolo de vitória, com o termo "ad immortalitatem" (Para a imortalidade, para sempre), terminologia usada no brasão da Academia Brasileira de Letras. 
O brasão, aplicado ao centro da bandeira, representa o quadro de associados da entidade e seus respectivos patronos, e o círculo branco onde está contido simboliza a cidade de Campo Mourão; a cor branca é o símbolo heráldico da paz, amizade, trabalho, prosperidade, pureza, fé; as faixas brancas carregadas de faixas verdes representam expansão da Academia Mourãoense de Letras a todos os quadrantes do território de Campo Mourão e os quartéis de azul, assim constituídos, a educação e a cultura do povo mourãoense; o verde simboliza, em heráldica, a honra, civilidade, cortesia, abundância, alegria, e o azul, a justiça, nobreza, zelo, perseverança e lealdade.
De conformidade com as regras heráldicas, a Bandeira da Academia Mourãoense de Letras terá as dimensões oficiais adotadas para a Bandeira Nacional (Lei dos Símbolos Nacionais - Lei 5700/70), levando em consideração 14 (quatorze) módulos de altura da tralha por 20 (vinte) módulos de comprimento retângulo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário