28 de jun de 2012

COLUNA DA FONOAUDIÓLOGA CAMILA ZAZULA: O que é Vectoeletronistagmografia?


A VECTOELETRONISTAGMOGRAFIA é parte fundamental da rotina da avaliação otoneurológica e através de diversas provas visa analisar de forma minuciosa os sistemas envolvidos na manutenção do equilíbrio corporal.
As principais indicações para o exame são para indivíduos que apresentam:
- Qualquer tipo de tontura ou desequilíbrio
- Zumbido e/ou perda auditiva sensorioneural
- Cinetoses,
- Cefaléia,
- Síndrome do pânico,
- Quedas,
- Sindromes de tronco encefálico e cerebelo.
Sendo a tontura o sintoma mais freqüente para indicação do exame. Estima-se que cerca de 42% dos adultos queixam-se de tontura em alguma época de suas vidas. Os diferentes tipos de tontura podem ocorrer em qualquer faixa etária, sendo mais comum em idosos e o sexo feminino parece ser o mais acometido. As tonturas podem afetar de diferentes modos a qualidade de vida. Podem ser leves, moderadas ou intensas, esporádicas, freqüentes ou constantes e, além da desconfortável sensação de perturbação do equilíbrio corporal, podem vir acompanhadas de prejuízo da memória, dificuldade para entender, fadiga física e mental, dificuldade para ler e escrever. A insegurança física gera insegurança psíquica, o que pode ocasionar ansiedade, depressão e pânico
O  profissional que realiza a vectoeletronistagmografia: é o Fonoaudiólogo. Os objetivos fundamentais do exame são:
- Confirmar o comprometimento vestibular
- Saber qual o lado lesado (direito, esquerdo ou ambos)
- Saber se o distúrbio é periférico (labirinto e VIII nervo), central (núcleos, vias e inter-relações com outras estruturas do sistema nervoso central) ou misto.
- Verificar o tipo da lesão vestibular (irritativa ou deficitária).
- Ajudar na identificação da causa, pela contribuição ao estabelecimento de uma hipótese diagnóstica
-  Estabelecer o prognóstico
- Monitorizar a evolução do paciente tratado e da sua doença
- Modificar, se necessário, a orientação terapêutica, com base no acompanhamento dos sinais objetivos aos exames.
- Decidir quando o tratamento deve ser encerrado, após a resolução dos sintomas e/ou sinais ou a obtenção do
O exame é indolor, dura aproximadamente 45 minutos e são utilizados eletrodos de superfície no rosto do paciente, semelhantes aos eletrodos usados em eletrocardiogramas, conectados a um programa de computador, que analisará os sinais originados de movimentos oculares involuntários, denominados nistagmos. Os pacientes são submetidos a testes visuais com barras luminosas, em que devem acompanhar com o olhar o deslocamento de sinais luminosos, e testes calóricos (com ar), em que as orelhas são expostas a ar quente e ar frio, que estimulam de forma diversa o labirinto.
Agende seu exame.Dúvidas, opiniões, sugestões: envie seu email para camilazazula@hotmail.com ou me procure na Clínica Betel (44 3017-5577) na Rua Panambi 1966, ou na Clínica Oto – Oftálmica (44 3016-2332), em Campo Mourão - PR.

Nenhum comentário:

Postar um comentário