8 de abr de 2011

A NOVA diretoria da Amobasquete e a conquista de Lei do esporte federal


Na noite histórica de 6 de abril, foi apresentada a nova diretoria da amobasquete, composta por abnegados e amantes voluntários do basquete, que tem contribuído para que a modalidade tenha alcançado os ótimos resultados nos últimos anos. O presidente da Amobasquete é Edson Hirata, o "China"; vice-presidente Nelson Pedro Martins; tesoureiro Lucas Rodrigo Spadotto; secretário Iduarte Ferreira Lopes Júnior; Conselheiros Roque Burin, Idevalci Ferreira Maia, Vanderlei Maciel Camargo, Geraldo Diniz, Elói Ricardo Bonkoski e Jorge Oliveira Silva Filho. A notícia mais importante da história do basquete de Campo Mourão foi divulgada e antes mesmo havia sido criada uma grande expectativa para o seu anúncio, que foi comemorada, conforme mostra a imagem."É um fato que certamente mudará os rumos do basquete mourãoense. Poucos sabem, mas no início de março o Ministério dos Esportes aprovou um projeto da Amobasquete, um projeto aprovado em Brasília para a captação de recursos via Lei Federal. A Amobasquete sai na frente entre todas as equipes de basquete do Sul do país, sendo a primeira entidade esportiva de toda a Comcam e uma das primeiras do Paraná a ser contemplada com uma Lei de incentivo ao esporte a nível federal", explica Edson Hirata.

4 comentários:

  1. Ilivaldo,

    Você foi muito feliz quando disse que seria uma noite de "Gala" do basquete mourãonse.
    Foram muitos fatos importantes que aconteceram em uma só noite que você e a imprensa mourãoense retrataram muito bem.

    Esta união de forças e esta conquista da Lei Federal criam novas e promissoras perspectivas.

    Pensar em um esporte forte para cidade, um basquete vencedor, diz respeito, aquele sonho de fazer de Campo Mourão um lugar com mais qualidade de vida e desenvolvido através do esporte.

    Ser um sócio torcedor do basquete é um pouco de tudo isto, acreditar na cidade, levar Campo Mourão para o futuro, e acreditar que podemos ser cada mais vencedores.

    Obrigado pela força.

    ResponderExcluir
  2. Se a Coamo não for o patrocínio master via lei de incentivo ao esporte vai ficar feio,visto que a lei permite que se desconte 4% da alícota do imposto de renda sem qualquer tipo de contrapartida,ou seja,não tem desculpa para não aprovar.
    Lembro que a Verve Cia de Dança tinha esse mesmo direito na lei federal de incentivo a cultura,tinha os patrocínios master da Petrobrás e um outro que não lembro,acho que Brasil Telecom,e nada da Coamo,alí deu pra perceber quem é quem na cidade.Espero estar errado,mas assim como a Coamo se queimou e muito entre as pessoas do meio cultural,agora tende a se queimar no meio esportivo.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns AMOBASQUETE, Geraldo Vandré tinha razão “que sabe faz a hora não espera acontecer “
    prof. Idê

    ResponderExcluir
  4. Parabéns a todos,o basquetebol de Campo Mourão será ainda maior do que é.

    ResponderExcluir