29 de jul de 2016

HOMENAGEM A CLAUDETE Kurta, 30 anos de Arcam

Claudete Maria Kurta completou dia 28 de julho seus 30 anos de serviços na Arcam. Ela recebeu homenagens e alguns amigos elogiaram sua conduta pessoal e profissional.
Segundo seus amigos, Claudete é uma pessoa:
- “Claudete, uma pessoa dedicada, participativa, eficiente, responsável e alegre” Auri.
- “Falar da Claudete é muito fácil, mulher batalhadora, profissional competente em tudo que faz, amiga exemplar e sempre disposta a ajudar. Mulher nota 10, atuante nos eventos sociais e sempre com um sorriso estampado no rosto. Quero poder sempre rogar a Deus por sua vida pois o meu desejo é vê-la no mais alto do pódio colhendo todos os frutos que você plantou e planta na trajetória da sua vida”, Carminha.
- “Claudete, extrovertida e de coração alegre; muito dedicada não mede esforços para que tudo o que faz saia perfeito. Mulher generosa, de fé e de coragem! Sempre podemos contar com sua amizade.” Julcivane.
- “Extremamente dedicada à Arcam. Pessoa simples, humilde com grande conhecimento e muita facilidade e ensinar. Extremamente prestativa, gosta de ajudar o próximo. Religiosa, é muito família.” Vânia.
- “A gente não tem nem palavras pra falar de uma pessoa como a Claudete, porque pelo carisma, dedicação, carinho e respeito, e alegria que ela tem conosco. Ela faz a gente se sentir em casa, fora de casa, com um tratamento de mãe para filho, principalmente com os mais novos. Por isso é a Rainha dos Calouros, em ela o Festicam não existe”. Jorge Luiz, Goioerê, participante de mais de quinze Festival de Música da Arcam.
- “Prestativa, muito alegre, amiga até debaixo dágua, criativa, com um coração enorme”, Terezinha Queiróz.
- “São tantas coisas boas da Claudete: pessoa agradável, dedicada, ela ouve a gente, é conselheira, companheira pra todas as horas”. Gilberto Abílio.
- “Ela foi catequista, se envolvia com a coisas e todo mundo gostava dela. Vinha tomar chimarrão com a gente, conversava e dava muita risada. Ela é muito alegre, irradia alegria, nunca vi ela triste, é uma pessoa de Deus”.  Irmã Maria, da paróquia Santíssima Trindade em CM.

Nenhum comentário:

Postar um comentário