26 de jun de 2016

HÁ SEIS ANOS, na Academia Mourãoense de Letras

Na noite de 24 de junho de 2010, em uma quinta-feira, a Academia Mourãoense de Letras empossou quatro novos membros. Foi com muita emoção e alegria, que tomei posse naquela histórica noite ao lado da  colunista e escritora Ester de Abreu Piacentini, da escritora Silvania Maria de Carvalho e da professora Nelci Mello Veiga, respectivamente nas cadeiras 28, 29, 30 e 31. Tivemos como patronos, por ordem, o jornalista e ex-vereador José Dutra de Almeida Lira, o médico José Carlos Ferreira, o professor Arthur Rodrigues Tramujas Filho e o Capitão Índio Bandeira.
A Academia Mourãoense de Letras passou a contar naquela oportunidade com 31 membros - felizmente, seis anos depois, está com as 40 cadeiras preenchidas. 
A AML tem por finalidade o cultivo, a preservação e a divulgação do vernáculo e da literatura, nos seus aspectos científico, histórico, literário e artístico, podendo participar de iniciativas úteis ao desenvolvimento cultural de Campo Mourão, do Paraná e do Brasil.
Acima, imagem com minha família e abaixo com as colegas confreiras, minha madrinha Silvana Casali e membros da Academia.
“Numa cidade que possue tantas raízes de amizade, e ao lado de amigos, estou emocionado, agradecido e orgulhoso, neste momento. Meu coração de mourãoense pulsa mais forte e uma emoção indescritível toma conta de mim nesta noite ímpar de minha vida. hoje é uma noite realmente, muito significativa, e que me deixa repleto de alegria.
Jamais imaginei que algum dia poderia estar num evento desta magnitude, a frente de uma plateia tão seleta e de tamanha importância, formada por pessoas cidadãs, para com alegria e emoção ingressar na Academia Mourãoense de Letras, como fundador de uma cadeira 28.
Como mourãoense apaixonado por Deus,
 minha família, meus amigos e minha cidade, tenho orgulho em receber esta honraria. Isto me deixa orgulhoso, agradecido e enobrecido."

Nenhum comentário:

Postar um comentário