11 de jun de 2016

ENTREVISTA DE DOMINGO: Eberton de Souza, o professor Beto

O professor e técnico da modalidade de futsal Eberton de Souza, o "Beto", bicampeão paranaense no comando so Sub-17,  com atividades na Faculdade Integrado e na Clinisport é o homenageado deste mês aqui no BLOG DO ILIVALDO na tradicional ENTREVISTA DE DOMINGO
No sábado, 11 de junho ele participou do programa campeão Tocando de Primeira de número 1.168 onde recebeu uma homenagem-surpresa, inclusive recebendo uma camisa autografada pelos atletas bicampeões mourãoenses.
Conheça esta bonita história deste jovem professor treinador que nasceu em Araruna e hoje tem Mestrado pela Faculdade Integrado, sendo referência para os mais jovens, com a certeza de ter aprendido os ensinamentos dos pais e amigos. "Iniciei no futsal com 7 anos e foi na Arcam. Passei minha infância como meus irmãos, jogava futebol na rua o dia todo, andava em muros dos vizinhos, jogava voleibol no portão de casa, andava de bicicleta na rua, entre outras atividades da época, das quais tenho saudades", conta o professor. Durante sua jornada centenas de atletas estiveram sob sua responsabilidade seja nos treinos, aulas ou competições oficiais em âmbito municipal e estadual. "
QUEM É EBERTON DE SOUZA?  Sou  Eberton Alves de Souza, conhecido como “Beto”, sollteiro e nascido em Araruna em 09/01/1982
ONDE E COMO FOI A SUA INFÂNCIA? Minha infância começou em Araruna, mas vim com minha família com dois anos para Campo Mourão, onde estudei na Escola Municipal Manoel Bandeira. Iniciei no futsal com sete anos na Arcam. Fora isso, passei minha infância como meus irmãos como uma criança normal da época, jogava futebol na rua o dia todo, andava em muros dos vizinhos, jogava voleibol no portão de casa, andava de bicicleta na rua, entre outras atividades da época.
COMO FOI SUA ATUAÇÃO NA JUVENTUDE E ONDE? Em Campo Mourão, minha juventude eu passei estudando no colégio Unidade Polo, onde também jogava pela instituição os jogos colegiais e municipais de futsal onde fiz amigos que cultivo até hoje. Além disso, treinava com os professores Marcio Rinaldo e Itamar Tagliari na equipe que representava o município nos jogos da juventude do Paraná.
QUE HISTÓRIAS OU FATOS LEMBRA? Me lembro que tinha deixado o futsal por não estar motivado, mas o técnico da equipe do colégio Unidade Polo, o Fabiano (Bocão), foi
na minha casa para convidar a voltar a jogar porque o time dele não tinha goleiro. Não era um grande goleiro, mas acho que era o único do colégio com a idade para a categoria na época. A partir daí nunca mais deixei o futsal, não fui um grande atleta, mas o esporte me motivou a estudar e a dar um rumo da minha vida, e hoje toda minha vida profissional e pessoal está diretamente ligado ao esporte.
COMO SE DEFINE? Talvez essa seja a pergunta mais difícil.Na minha vida pessoal sou discreto, não gosto muito de me aparecer em redes sociais mostrando minha vida particular, falo pouco em alguns momentos. Na vida
profissional, gosto de ver o Curso de Educação Física, a Clinisport e o Futsal aparecerem e estarem sempre em evidência. Amo o que faço, e trato vida profissional com muita dedicação. Gosto muito de ajudar meus companheiros de trabalho, amigos e família, bem como ver o esporte contribuindo para vida das pessoas.
QUANDO EM CM, POR ONDE PASSOU E O QUE FAZ HOJE? Como atleta, passei pelo Colégio Unidade Polo (onde estudei), Clube 10 de outubro e equipe dos jogos da juventude. Como profissional passei pelo clube 10 de outubro, ADC Tagliari, Associação dos Agrônomos, Associação da Copel, Equipe dos Jogos da Juventude e Equipe adulta de futsal. Hoje sou coordenador do curso de graduação em Educação Física e da Pós Graduação em Fisiologia do Exercício da Faculdade Integrado, sou professor da mesma Faculdade a 8 anos e sou sócio da Academia Clinisport.
COMO FOI E ONDE SUA TRAJETÓRIA PROFISSIONAL? Por ter sido esportista e já estar atuando como treinador de futsal para crianças e por incentivo da minha família e do professor Itamar Tagliari, iniciei o curso de Educação Física em 2003 na cidade de Maringá, paralelo a isso eu continuei trabalho com o futsal de Campo Mourão no qual eu já estava como técnico dos jogos da juventude e auxiliava o professor
Itamar na equipe adulta. Como o termino do Curso de Educação Física em 2006, fui para Curitiba realizar uma especialização em fisiologia do exercício. Com o termino da mesma em 2008, me ingressei como Docente do Curso de Educação Física da Faculdade Integrado de Campo Mourão, na qual estou até hoje. Em 2011, ingressei no mestrado em Fisiologia do Exercício também em Maringá, que encerrei em 2013, onde minha linha de estudos era a influência de modelos de treinamento físico nos aspectos fisiológicos dos atletas de futsal. Atualmente sou coordenador do curso de Educação Física Bacharelado e Licenciatura, coordeno também o curso de pós-graduação em Fisiologia do Exercício da mesma Instituição, e sou professor de Pós graduação da Unifamma de Maringá. Além disso, sou sócio da Academia Clinisport e faço parte da Associação Campo Mourão Futsal, onde também coordeno um projeto para crianças.
O QUE FEZ NO SEU TRABALHO QUE NÃO FARIA DE NOVO? Algumas atitudes ou decisões que tomei como técnico da equipe adulta, hoje penso que poderia ter feito diferente, porém como eu era muito jovem como treinador de uma equipe profissional, acredito que vários desses erros serviram para o crescimento e amadurecimento profissional.
E A SUA ATUAÇÃO NA COMUNIDADE? Hoje tenho orgulho de participar de um projeto social no qual atendemos junto com os monitores mais de 700 crianças dos bairros do nosso município. Isso é bastante gratificante pois damos a oportunidade através do esporte de tirar as crianças dos estímulos negativos das ruas, e procuramos através deste projeto formar cidadão de caráter que dê valor aos estudos,
a família e as suas condutas durante sua vida, com certeza quando se fala em iniciação esportiva o maior prêmio não é o troféu de um campeonato, mas sim, os valores pessoais que ele aprende em contato com o esporte. Inclusive temos alguns alunos no curso de Educação Física e em outros cursos da Faculdade Integrado que participaram do projeto Campo Mourão Futsal.
COMO ENTROU O FUTEBOL DE SALÃO EM SUA VIDA? Iniciei no Projeto Futuro de Futsal na Arcam em 1988 com os professores Carlão e Jonas. Depois participei de jogos Colegiais pelo Colégio Unidade Polo, Também jogava pelo Clube 10 de Outubro onde iniciei minha Carreira de treinador
auxiliando o Professor Jair Lençone. Paralelo a isso também representava Campo Mourão nos Jogos da Juventude do Paraná, tendo como técnico o professor Itamar Tagliari.
Em 1997 os professores Itamar Tagliari e Marcio Rinaldo me convidaram para ser treinador na escolinha de futsal Tagliari, onde atuei como treinador e técnico até o ano de 2000, quando o próprio professor Itamar me convidou para auxiliá-lo como técnico da equipe dos jogos da Juventude do Paraná, quando eu ainda tinha 18 anos.
Pelo fato da equipe adulta ocupar praticamente todo tempo do professor Itamar, eu acabei assumindo o comando da equipe dos jogos da juventude mesmo com ainda 18 anos, no qual estou até os dias atuais.
Essa minha atuação como treinador somada ao incentivo da minha família e do professor Itamar levou a iniciar minha carreira acadêmica em Maringá no curso de Educação Física.
Esta carreira acadêmica se desenvolveu junto com minha vida profissional no futsal, onde com 23 anos assumi como técnico a equipe adulta para disputa dos jogos abertos em 2005, que talvez tenha sido o maior desafio profissional em função da minha idade.
Trabalhei na comissão técnica da equipe adulta de futsal até o início de 2014, onde em função da Inauguração e do trabalho junto a Clinisport não tinha mais condição de continuar na equipe de futsal profissional.
SEMPRE TEM HISTÓRIAS PARA CONTAR, PODERIA CONTAR ALGUMAS? Uma história que ficou marcado foi quando participamos da copa sul em 2006, o campeonato mais qualificado que já vi Campo Mourão participar. Na ocasião classificamos para jogar semifinal contra a equipe de Johnn Deere em Palotina que era uma das grandes
potencias do futsal brasileiro, inclusive com vários jogadores da seleção (incluindo o goleiro Tiago). Foi uma viagem difícil, o ônibus quebrou, chegam sem tempo para aquecer e mal conversamos antes do jogo. Em um jogo incrível, marcamos como nunca e vencemos por 3x2. Após o jogo liguei para o Itamar para passar o resultado, ele me falou assim ``Esta tá bom Beto perdemos de pouco e não demos vexame``, mal ele sabia que tínhamos vencido o jogo, pois acho que foi um resultado que ninguém acreditava. Além disso, como vencemos teríamos que ficar em Palotina para fazer a final no outro dia, porém, vários atletas não levaram roupa para ficar, pois como não tinha disputa de terceiro, a equipe derrotada já voltaria para casa.
Outra é a seguinte: Na final dos jogos abertos do Paraná em 2006 em Maringá, contra o atual campeão paranaense da época o Pato Branco, o jogo terminou empatado e foi para os Pênaltis. Na hora de selecionar os cobradores, vários dos principais jogadores não terminaram o jogo por lesão e outros não estavam muito seguros para cobrar os pênaltis, foi quando dois atletas que não tinham praticamente participado da competição, se colocaram à disposição para cobrar, além disso eram muito jovens (Flavinho e cachorrinho). Enfim, eu deixei eles cobrarem, porém todo mundo preocupado e desconfiado com minha decisão, até porque não sei de onde veio minha coragem para deixá-los cobrar. Eles cobraram com muita maturidade e acertaram todas as cobranças, como isso conquistamos um dos grandes títulos da história do nosso futsal. Foi uma equipe incrível, onde somente um atleta não era do município (chocolate), mas tinha uma união e um espirito de grupo muito forte.
Além disso, já passamos algumas noites nas estradas em função de ônibus quebrados. Mas sempre fomos protegidos por Deus e nunca aconteceu nada de grave.
QUAIS, ENTRE TANTAS, SÃO EXPERIÊNCIAS QUE NÃO SAEM DA MEMORIA? Assumir a equipe adulta em 2005 com praticamente todos os principais atletas mais velhos que eu, com exceção do Paulinho.
QUAL O ESPORTE PREFERIDO, ÍDOLO E TIME? Futebol, Messi, Vasco. Porém tenho Roger Federer do tênis como um exemplo de atleta e conduta, coisa que é muito difícil no futebol.
QUAL EQUIPE COM QUEM TRABALHOU FOI MARCANTE? Cada equipe deixa uma marca, deixa um novo aprendizado, mas tenho algumas que realmente foram inesquecíveis. A equipe Campeão dos jogos da Juventude de 2003 de Campo Mourão. Equipe de 2006 que ganhamos a copa sul e Jogos Abertos com praticamente todos os jogadores do Município. E a equipe sub 17 de 2015, que foi campeão paranaense em casa, e encheu de orgulho e esperança toda cidade.
QUAL JOGO DO SEU TIME FOI SENSACIONAL? QUE TIME FOI ESSE? Campo Mourão de John Deere (Horizontina) na Copa Sul em 2006, pois foi a melhor equipe que vi Campo Mourão enfrentar, com Paulinho, Esquerda, Gelsinho, Fernando, Nikinha, Lambari, Tanaka, Werverton. Giva, Paulo Gil, Regis, Rheverson, Vinicius e Buiú.
No jogo da final do paranaense sub 17 contra o Clube Curitibano em Campo Mourão em 2015, onde fizemos uma partida praticamente perfeita, vencemos por 5x0 e conquistamos um título estadual inédito dentro de Campo Mourão e com um grande público no ginásio.
QUAL O MELHOR TIME DE FUTSAL OU FUTEBOL QUE VOCÊ VIU JOGAR? Futsal: Jaraguá do Sul, 2007, 2008 e 2009. Futebol: Barcelona dos últimos anos.
QUAL O MOMENTO E O FUTURO DO ESPORTE E DO NOSSO FUTSAL MOURÃOENSE?Todo mundo sabe que o momento do futsal realmente não é bom, afinal passamos por muitas dificuldades financeiras. Vivemos um momento
de crise, realmente conseguir patrocínios significativos não será fácil, o caminho serão as leis municipais e federais de incentivo ao esporte. Também acredito que incentivar estes garotos do sub 17 pode ser uma grande aposta para os próximos anos. Além disso, uma coisa é certa, só teremos um time competitivo de verdade se unir forças entre poder público, a nossa associação de futsal (ACMF) e os empresários, pois torcida apaixonada o município tem e merece um time realmente forte em nossa cidade.
POR QUE CHEGAMOS A ESSE MOMENTO DE TRANSIÇÃO NO FUTSAL? Por que a modalidade se tornou muito cara, e qualquer equipe que depender muito do poder público pode passar por dificuldade ou até acabar em algum momento. Acredito que Campo Mourão através de
sua associação deve se adaptar as novas de leis de incentivo ao esporte, coisa que já vem acontecendo. Acredito que logo Campo Mourão poderá ter uma equipe forte e competitiva como a cidade merece.
QUAIS ATRIBUTOS PARA SER UM PROFISSIONAL DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE QUALIDADE?  Comprometimento, responsabilidade conduta ética faz parte do perfil de todo profissional qualificado.
No âmbito do bacharelado, além dos treinamentos
esportivos hoje o profissional de Educação Física em sua grande maioria saúde e qualidade de vida para seus clientes, que por sua vez, estão cada vez mais exigentes e conscientes daquilo que precisam fazer. Sendo assim, o profissional apresenta uma responsabilidade muito grande na condução do seu trabalho, pois as pessoas apresentam características e necessidades diferentes quando procura
um profissional de Educação Física. Como isso, cabe ao mesmo saber identificar todos os pontos de interesse de seus clientes, para que o trabalho seja coerente as necessidades de cada indivíduo. Treinamento mal aplicado e não respeitando diversos princípios ao invés de contribuir, pode sim, comprometer a saúde das pessoas.

No âmbito da licenciatura, que são profissionais habilitados a trabalhar com a Educação Física Escolar tem uma responsabilidade muito grande no processo de formação educacional da criança.  Elaborar uma aula de Educação Física não simplesmente aplicar as atividades. 
Hoje a pratica da Educação Física escolar deve atender as necessidades das crianças e adolescentes sendo coerentes as suas faixas etárias. Neste sentido, cada atividade durante as aulas deve ser muito bem fundamentadas e discutidas com os alunos para que os mesmos tenham consciência e possam refletir sobre o que estão praticando. Além disso, as atividades das aulas vão muito além das modalidades esportivas, o que tornam as aulas mais exploradas e que favorecem o desenvolvimento motor, social e intelectual dos estudantes.
De modo geral, o profissional de Educação Física, assim como os demais profissionais de outras profissões devem estar sempre estudando e acompanhando as mudanças que vem acontecendo de forma muita rápida no mundo. Um profissional parado no tempo, pode já não ser mais tão adequado a sociedade atual.
QUAL O MOMENTO ATUAL DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA DO INTEGRADO?  Hoje o curso de Educação Física da Faculdade Integrado de Campo mourão está muito bem estruturado, o que faz do mesmo um dos melhores cursos do Paraná. Nossa instituição apresenta uma estrutura
física (laboratórios, ginásio de esportes, campo de futebol, pista de atletismo, entre outros) que supre todas as necessidades dos nossos Acadêmicos. Apresenta um corpo docente muito experiente e qualificado formado quase 100% de mestres e doutores. Estes fatores tornam nosso curso muito respeitado em nossa região. Além disso, temos uma grande proporção de alunos formados e já ingressados no mercado de trabalho. Inclusive vários profissionais que hoje são referências no mercado de trabalho em nossa região.

QUAL A DIFERENÇA NA FORMAÇÃO DOS ACADÊMICOS DE HOJE E O DE QUANDO SE FORMOU? Quando me formei o curso de Educação Física era unificado, hoje é separado em licenciatura (professor de Educação Física escolar) e Bacharelado (atua em todos os outros campos menos em escola). Essa divisão possibilita ao acadêmico uma formação mais específica e qualificada, preparando melhor o profissional para o mercado de trabalho.
QUAL A  MANCHETE FICOU NA HISTÓRIA DE SUA VIDA? 11 de Setembro.
QUAL MOMENTO QUE FICOU NA HISTÓRIA DE SUA VIDA COMO MUITO BOM? E O PIOR? Muito bom a defesa do meu título de mestrado.O pior- Perda do meu avô.
QUAL JOGADA QUE, SE PUDESSE VOLTAR NO TEMPO,JAMAIS TERIA FEITO? As inimizades que criei em função da competitividade dos jogos profissionais que algumas vezes saíram de dentro de quadra.
O QUE AINDA NÃO FEZ QUE, SE TIVESSE CONDIÇÕES, AINDA GOSTARIA DE FAZER? .
Filhos, ainda pretendo casar e ter filhos.
CITE TRÊS PERSONALIDADES ESPORTIVAS EM CAMPO MOURÃO Itamar Tagliari, Edson Hirata e Paulo César Costa.
CITE TRÊS PERSONALIDADES (FORA DO ESPORTE) EM CAMPO MOURÃO Padre Ricardo e meu pai Idalino (foto).
JOGO RÁPIDO
ÉTICA EM UMA FRASE: Fundamental para conduta pessoal e profissional de um ser humano.
MÚSICA: Noites Traiçoeiras (Padre Marcelo).
LIVRO:O monge e o executivo.
AUTOR:ames C. Hunter.
PROFESSOR: Wilson da Mata.
TÉCNICO: Itamar Tagliari.
JOGO: Brasil x Alemanha, final da Copa 2002.
GOL: segundo gol do Ronaldo na final da copa 2002
SONHO: Nunca parar de lutar pelos meus objetivos.
SAUDADE: DO QUÊ E DE QUEM? Muitas, dos meus familiares e amigos que perdi na vida.
MOMENTO INESQUECÍVEL: saída do meu irmão da UTI.
HOBBY: Jogar tênis.
MANIA:Achar que sempre esqueci de alguma coisa
PROGRAMA: Sportv News.
TÍTULO: Meu Mestrado.
FRUSTRAÇÃO: Derrotas que não aceitei.
FAMÍLIA É: base de tudo na minha vida.
RELIGIÃO É .....Reflexão e atitude.
TOCANDO DE PRIMEIRA É? Um programa Administrado com muita competência e categoria que acompanhou e acompanha toda minha trajetória profissional e de diversas pessoas de nosso município. O melhor programa
informativo esportivo e cultural que conheço, por isso que está há tanto tempo no ar, um programa que valoriza a família, a religião, os esportistas, autoridades, um programa que reconhece e valoriza as construções e as conquistas de nossos munícipes. Todo mundo se sente em casa quando entrevistando e os ouvintes tem um carinho muito grande, vejo pela minha família que sempre ouve mesmo quando não estou participante.
A CAMPO MOURÃO DO PRESENTE É uma cidade muito acolhedora, onde tenho grande amigos
A CAMPO MOURÃO DO FUTURO.Onde quero formar minha família.
QUAL O SENTIMENTO DE RECEBER ESTA HOMENAGEM E PARTILHAR UM POUCO DA SUA VIDA E DA SUA HISTÓRIA? Indescritível, me sinto muito reconhecido profissionalmente mesmo ainda 34 anos, pois sei que é um espaço de pessoas que fizeram muitas coisas boas pela cidade e deixaram aqui seus registros. Com certeza esta homenagem me motivará a fazer muitas coisas boas pessoais e profissionais, na realidade já encaro isso como uma responsabilidade.
QUEM GOSTARIA DE VER HOMENAGEADO AQUI NO BLOG? Ademar de Melo.
O MOMENTO ATUAL DA SUA VIDA É.....de desafios profissionais.
QUAL O RECADO PARA OS LEITORES DO BLOG? Acompanhem sempre, pois resgata histórias, destaca momentos importantes e valoriza as virtudes das pessoas de nossa cidade. Assim, é um canal rico em informação, que são repassadas de forma muito inteligente para o leitor, principalmente aqueles que valorizam os acontecimentos culturais e esportivos de Campo Mourão.
QUAL PERGUNTA QUE NÃO LHE FIZ QUE GOSTARIA DE TER RESPONDIDO? Só queria agradecer a você Ilivaldo: Em primeiro lugar a Deus por ter dado a vida que tenho.  A você Ilivaldo pela amizade e reconhecimento a minha história pessoal e profissional que você já acompanha há mais de 15 anos. 

Quero agradecer a toda minha Família em especial meus Pais (Idalino de Souza e Cleusa Alves de Souza) que sempre estão do meu lado. 

Ao professor Itamar Tagliari que me ajudou em decisões importante na minha vida. 

Aos meus amigos que fiz em Campo Mourão que sempre me apoiaram em diversos momentos da minha vida. E por fim, a todos os atletas que trabalharam comigo e me deixaram sempre um novo aprendizado profissional.


NOTA DO BLOG:na imagem abaixo, Beto com o professor Guilherme Guimarães e atletas bicampeões paranaenses na Escada da Fama do programa campeão Tocando de Primeira de número 1.168 na Rádio Colméia em 11 de junho de 2016.


Nenhum comentário:

Postar um comentário