11 de fev de 2016

PROFESSOR PAULINHO do Atletismo comemora 25 anos como garimpeiro e revelador de talentos vitoriosos nas pistas do Paraná, do Brasil e do mundo

Quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016. E lá se vão 25 anos que o técnico Paulo Cesar da Costa, o Paulinho, da equipe de atletismo de Campo Mourão, chegou na cidade para fazer história. O maringaense, filho de Dival Czelusniak da Costa e Vilma Santana da Costa, está nesta cidade desde 1991, a convite de Itamar Tagliari, secretário Municipal de Esporte, na época. 
Paulinho é um dos nomes mais importantes no atletismo paranaense e nacional e também com renome internacional. Com o apelido de “Garimpeiro”, sempre está em busca de novos atletas para a modalidade. Assim, descobre, lapida e transforma singelos iniciantes em grandes potências no esporte. Ele tem na Pista de Atletismo do Complexo Esportivo Roberto Brzezinski a sua segunda casa.
“Dos meus 14 anos até os 23, a convite de um professor de educação física, o João Borges, me destaquei numa competição colegial realizada em Londrina. Fui competir nos Jogos Colegiais do Paraná (Fase Final), em Ponta Grossa, fui convocado para a Seleção Paranaense, daí me apaixonei pela modalidade”, afirma. 
Depois, muitos momentos se passaram, até sua chegada a Campo Mourão, onde vem revolucionando a modalidade de atletismo nos últimos anos. Levou a cidade durante vários anos seguidos ao topo dos pódios e a conquista de medalhas e troféus, além, de receber reconhecimento internacional.
Em sua trajetória no atletismo local, Paulinho conquistou mais de 30 títulos paranaenses, esteve mais de 20 vezes na seleção brasileira e em pelo menos outras 50 no comando da seleção paranaense nas mais diversas categorias. 
Ao todo, foram nove títulos gerais nos Jogos da Juventude do Paraná (Jojup´s) e outras quatro conquistas gerais nos Jogos Abertos do Paraná (Jap´s). 
“Posso me considerar um dos técnicos mais vitoriosos dos Jogos da Juventude, pois estive 20 vezes no pódio da competição”, declara Paulinho.
Texto Diego dos Reis Pereira / Fecam. Fotos: Revista Metrópole e Divulgação Fecam.

Um comentário:

  1. Quem diria que um coleguinha meu de futebol que morou um certo período em Roncador-Pr iria se tornar um grande vencedor. Parabéns.

    ResponderExcluir