13 de jan de 2016

ENTRE O JUSTO E O INJUSTO - Professor José Carlos Paraguaio

Bom dia Amigos, está muito difícil entender o comportamento humano, tudo bem, o importante é saber que somos diferentes, porém semelhantes. 
O País passando por uma crise moral e ética inexplicável não tem como uma sociedade sobreviver sem tem uma liderança, um governante e tentar pelo menos respeitar o Estado de Direito que entendo que seja de todos nós. 
Onde entra o justo e o injusto? 
Os governantes parecem-me que vivem numa outra galáxia; a questão da saúde no Rio de Janeiro é exemplo: inaugura um ginásio de esporte suntuoso e diz que não tem dinheiro para as UPAs, porque os ginásios de esporte não são construídos com investimento privados? – assustei com a fala da Hortência: sinto vontade de voltar a jogar – não estou dizendo que não se deve investir no esporte. 
O governo federal; cortando vagas dificultando a entrada de alunos nas universidades diminuindo cursos, verbas para o FIES, e olha os alunos que conseguem o financiamento devolvem o dinheiro e não precisa ir para a Justiça depois de formados. 
Cortam-se as verbas para a pesquisa, deixam de produzir remédios, vacinas, evidentemente aumentam os custos nos hospitais, simples é mais gente doente. 
Amigos, está difícil para termos uma sociedade com condições de sobrevivência. 
Professor José Carlos Paraguaio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário