30 de nov de 2015

EVANGELHO DO DIA segunda-feira, 30 de novembro 2015

Evangelho (Mt 4,18-22)  O Senhor esteja convosco.  Ele está no meio de nós.  Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Mateus.  Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, 18quando Jesus andava à beira do mar da Galileia, viu dois irmãos: Simão, chamado Pedro, e seu irmão André. Estavam lançando a rede ao mar, pois eram pescadores. 19Jesus disse a eles: “Segui-me, e eu farei de vós pescadores de homens”. 20Eles imediatamente deixaram as redes e o seguiram. 21Caminhando um pouco mais, Jesus viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João. Estavam na barca com seu pai Zebedeu, consertando as redes. Jesus os chamou. 22Eles imediatamente deixaram a barca e o pai, e o seguiram. — Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor.

COM POESIA E VERSOS DE RIMA padre Júnior Periquito faz bonita celebração no Cristo É Nosso Show em Campo Mourão

Os fiéis que em grande número participaram da Missa Sertaneja na tarde deste domingo (29/11|) no Cristo É Nosso Show em Campo Mourão gostaram do jeito e da homília do padre Júnior Periquito, batizado Valdevino Borges Júnior. "Foi em 2008 que comecei a trabalhar com a Missa para a Cultura Sertaneja. Estava com 20 dias de padre quando fui substituir um padre na “Missa Sertaneja” no Muquém, perto de Niquelândia (GO). Depois de presidir a Missa toda em poesia e versos de rimas, comecei a celebrar em todas as paroquias da Diocese de Uruaçu (GO), em seguida no Estado de Goiás e agora no Brasil. A Missa Para a Cultura Sertaneja foi reformulada, e graças a Dom Messias, meu Bispo, é que se tem essa possibilidade de continuarmos com a Nova Evangelização na Igreja Católica: anunciar o evangelho na linguagem de hoje e do povo", explica o padre Periquito. 

CM SEDIA PARANAENSE SUB-17 de Futsal esta semana no Lar Paraná

A Federação Paranaense de Futsal homologou a tabela da 2ª etapa da fase final do Campeonato Paranaense de Futsal Sub-17 para os dias 4, 5 e 6 de dezembro, em Campo Mourão, no ginásio Valternei de Oliveira. 
A estreia mourãoense será na sexta (4) contra o Clube Curitibano, às 19h30. 
Confira a tabela de jogos e faça sua agenda para torcer pelos craques mourãoenses dirigidos pelo técnico Beto Souza.

GRUPO “L” - EM CAMPO MOURÃO
1 - ACMF / FECAM MARCOVIC - CAMPO MOURÃO
2 - COLÉGIO LONDRINENSE - LONDRINA
3 - COPAGRIL / SEMPRE VIDA / PENALTY - MAL. RONDON
4 - CLUBE CURITIBANO - CURITIBA


1ª RODADA - DIA 04 DE DEZEMBRO - SEXTA-FEIRA
19H30 - ACMF / FECAM MARCOVIC X CLUBE CURITIBANO
20H45 - COL. LONDRINENSE X COPAGRIL

2ª RODADA - DIA 05 DE DEZEMBRO - SÁBADO 
16H00 - PERD JG SEXTA X PERD JG SEXTA
17H15 - VENC JG SEXTA X VENC JG SEXTA

3ª RODADA - DIA 06 DE DEZEMBRO - DOMINGO
09H00 - VENC 2º JG SEXTA X PERD 1º JG SEXTA
10H10 - VENC 1º JG SEXTA X PERD 2º JG SEXTA.

COLUNA DO PROFESSOR JOSÉ EUGÊNIO MACIEL: Gringo, o fim da partida; Amani, o grito que não silenciará

Ai de quem ama/ Quanta tristeza/ Há nesta vida/
Só incerteza/ Só despedida/ Amar é triste/ O que é que existe?/ O amor/Ama. canta/
Sofre tanta/ Tanta saudade/ Do seu carinho/ Quanta saudade/ Amar sozinho/ Ai de quem ama/ Vive dizendo/Adeus, adeus. Vinicius de Moraes.  
GRINGO, O FIM DA PARTIDA
É como se ele saísse da quadra, do campo. Foi para o vestiário De lá rumou numa nuvem que veio buscá-lo. Noutras vezes o céu mandou trazê-lo, mas o deixaram ficar “mais um pouco”. Foi ficando, certamente para o bem, próprio, da família, colegas de profissão e muitos amigos que lotariam qualquer grande praça esportiva.
O coração acelerado dava vazão às intensas emoções que ele era capaz de vivenciar, transmitir, receber. Com a família ou no trabalho foi um homem centrado, e assim foi, ao atender prontamente um atleta em Francisco Beltrão, nos Jogos Abertos do Paraná, o coração para de bater.  
É o coração de tanta gente a pulsar de tristeza, de ter que continuar sem a alegria dele. 
O público, torcedores de todas as cores levantam, sentam, se olham, indagam, onde ele está? Aplaudem, gritam o nome dele, agitam bandeiras. O ovacionar cede para silêncio gélido, profundo.  
Como o jogo, a competição, de um modo ou de outra maneira, tem que prosseguir, a delegação de Campo Mourão resolveu continuar nos Jogos para oferecer-lhe tal preito.
Sem deixar o sotaque latino, castelhano do Uruguai (nascido em Montevidéu), por aqui chegou nestas plagas, se abrasileirou, virou mourãoense,  Nestor Fernandez Carrera, o Gringo, 62 anos, morreu domingo passado, dia 22.  
AMANI, O GRITO QUE NÃO SILENCIARÁ
Agosto, 29, em Peabiru, ao encerrar a solenidade da posse dos novos integrantes da AML – Academia Mourãoense de Letras, entre o auditório da Casa da Cultura e o da Biblioteca Municipal, Amani Spachinski e eu iniciamos um diálogo que, hábito arraigado, para mim sempre foi fonte de grande aprendizado. Na conversa falava dele para ele, fatos que justificavam a minha admiração e respeito pelo sacerdócio dele (o significado não se restringe ao sacral), de ser esmerado na condução de esposo, pai, avô e nos afazeres idealistas, comprometimento com a cultura e educação tão bem expressos nos textos da prosa e nos versos poéticos, nas palestras, na motivação humana em todos os sentidos. Ele atentamente ouvia, sorria, brilhavam os olhos, que marejados ficaram. Pausadamente Amani dissera o que reiterava com enorme convicção e orgulho, que era um homem feliz, a começar pela família que tinha, suas origens e o quanto ela foi a base mais sólida, nela incluindo os amigos que tinha, e os amigos da sua família eram os deles também.    
Não lhe fazia favor algum e, mais até do que elogio merecido ao ser humano extraordinário que foi, era meu latente que, aliás, me fazia tão bem ao enaltecer o venerado amigo.
Ao produzir este texto, em meio ao vórtice da surpreendente despedida, coube-me a delicada missão de falar em nome da Academia Mourãoense de Letras. Tive que conter emoção e lágrimas para poder falar, homenageá-lo. Ao olhar o corpo sem vida, divisar a querida esposa dele, a professora Rita, o filho e familiares, é como se todos chorassem por mim, junto com os  acadêmicos que ali compareciam. Enfatizei no velório que Amani levava com ele o muito de nós, e nós a reter o bem bom que nos tornamos provenientes do Amani. Vai o amigo a deixar mais que saudade da ausência insubstituível, ficam as mais robustas rememorações que serão sempre grandiosos motivos de evocação à magnitude que sempre foi e a continuar pela história biográfica, tê-lo como amigo foi sempre o privilégio.
O famoso grito dele sempre que existia uma reunião, ecoa agora, ele finalizava: “eu amo vocês!” Nós também! Ele passou a ser saudade no dia 25, aos 63 anos.         
Fases de Fazer Frases
O desalinho não acaba ao trajar roupa de linho. 
Olhos, Vistos do Cotidiano
Antes de tudo é o nada?
Reminiscências em Preto e Branco
O esquecimento da dor a diminui, remediada pelo tempo. 
José Eugênio Maciel escreve aos domingos no jornal Tribuna do Interior e sua coluna é postada neste BLOG. Maciel é mourãoense, professor, sociólogo, advogado e membro da Academia Mourãoense de Letras e do Centro de Letras do Paraná. 

29 de nov de 2015

PADRE JÚNIOR PERIQUITO EM CM: você sabia que ele é goiano, mas não é palmeirense?

Foi excelente a missa sertaneja celebrada na tarde deste domingo (29/11) no Cristo É Nosso Show pelo padre  Valdivino Borges Junior, conhecido como padre Junior Periquito  ou padre Periquito. Mas você sabia que ele é goiano nascido em 31 de outubro de 1980 em Mara Rosa (GO), foi registrado em Formoso (GO), criado na fazenda Santa Luzia, município de Formoso, mas não é palmeirense? 
"Foi em 2008 que comecei a trabalhar com a Missa para a Cultura Sertaneja. Estava com 20 dias de padre quando fui substituir um padre na “Missa Sertaneja” no Muquém, perto de Niquelândia (GO). Depois de presidir a Missa toda em poesia e versos de rimas, comecei a celebrar em todas as paroquias da Diocese de Uruaçu (GO), em seguida no Estado de Goiás e agora no Brasil. A Missa Para a Cultura Sertaneja foi reformulada, e graças a Dom Messias, meu Bispo, é que se tem essa possibilidade de continuarmos com a Nova Evangelização na Igreja Católica: anunciar o evangelho na linguagem de hoje e do povo. 
E o nome “Periquito”?  "Meu avô materno Benedito José da Silva merece menção, pois dele advém toda a história do apelido ´Periquito´. O pai do meu avô comprou uma peça inteira de pano verde e mandou fazer roupa pra todos os filhos e depois de alguns dias, por ocasião de uma festa de casamento, ordenou a todos os filhos que fossem à festa com a roupa mais nova que tivessem, todos foram de verde. Quando chegaram de longe o povo viu todos de verde e disse: lá vem os periquitos. A partir daí, meu avô e seus irmãos passaram a ser conhecidos por esse codinome: Periquitos, Que depois foi passando de geração em geração até hoje, toda a nossa família, os 16 irmãos da minha mae e os mais de 70 primos dela com os mais de 40 netos e mais de 50 bisnetos e mais de 5 tataranetos do meu avô formamos a grande família dos Periquitos", conta o padre Valdivino Borges Júnior.

IMAGEM DE N. SRA DE LURDES na Santa Casa de CM

Quem entra na ala particular da Santa Casa de Misericórdia em Campo Mourão vê logo na entrada com uma imagem de Nossa Senhora de Lurdes - padroeira dos enfermos. Esta foi uma bonita iniciativa de voluntários e devotos de Nossa Senhora de Lurdes. E brevemente na Santa Casa haverá uma capela para orações dos fiéis. 
Nossa Senhora de Lurdes, rogai por nós!

MOMENTOS INESQUECÍVEIS professora Rita e professor Amani


O RECADO do professor Amani Spachinski de Oliveira

"É importante viver bem. Ter a consciência irrepreensível. Amar e respeitar as pessoas, os animais, a natureza e a vida. Plantar coisas boas para poder colher o que há de útil de de melhor para si e para a família. Quem planta o mal colherá o mal, é a lei da natureza. Minha sugestão para se viver melhor é a prática da leitura e da meditação diária. Isso sim nos faz perfeitos." Professor Amani Spachinski de Oliveira (1952-2015), na ENTREVISTA DE DOMINGO no BLOG DO Ilivaldo Duarte em 27 de fevereiro de 2011.

MOSTRAI-ME Ó SENHOR Vossos Caminhos e vossas estradas

Na belíssima imagem de Doreci Osmarin, o Salmo 24 deste domingo (29/11).

EVANGELHO DO DIA domingo, 29 de novembro 2015

Evangelho (Lc 21,25-28.34-36)  O Senhor esteja convosco.  Ele está no meio de nós!  PROCLAMAÇÃO do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.  Glória a vós, Senhor!Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 25Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. 26Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas. 27Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. 28Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima. 34Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra. 36Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar de tudo o que deve acontecer e para ficardes em pé diante do Filho do Homem”. Palavra da Salvação. Glória a Vós Senhor.

28 de nov de 2015

ORGULHO DE SER NETO de dois fundadores da Coamo

Neste sábado, 28 de novembro, em que a Coamo completa 45 anos de fundação, estou mais alegre e orgulhoso por fazer parte desta grande e abençoada família. Quando nasci, praticamente já nasci cooperativista, pois quando tinha cinco anos, meus dois avôs Paulo Teixeira Duarte e Romão Martins entraram e ajudaram a construir a história desta que é a maior cooperativa agrícola da América Latina, fazendo parte do grupo de 79 agricultores pioneiros. Dois avôs fundadores. E isso não é pouca coisa! Sou triplamente agraciado então, por ser neto de dois fundadores e por estar há 31 anos vestindo esta camisa com orgulho, dedicação, alegria e responsabilidade. 
Quando entrei na Coamo, ela estava a prestes a completar 15 anos, ainda guri vi muitas coisas, como por exemplo o prédio da administração central ser erguido, as filas sendo dimiuídas com as estruturas concluídas, mas sempre ficou evidente a força, união, vontade, orgulho, admiração e trabalho dos agricultores, sempre puxando do mesmo lado. Saudades dos meus dois avôs fundadores - Paulo Teixeira Duarte (matrícula 51) e Romão Martins (matrícula 67). Viva! Parabéns família Coamo. Deus seja louvado.Ah!, estas fotos históricas foram feitas pelo amigo jornalista e cooperativista Samuel Milléo Filho, da Ocepar, em uma de suas visitas a Campo Mourão.

MONUMENTO EM HOMENAGEM aos pioneiros da Coamo


COAMO, 45 ANOS: "O que ela mais plantou não está na terra, mas no coração dos agricultores"

“Parabéns aos associados, diretoria e funcionários, pois temos muito a comemorar. Creio que nos seus 45 anos de Coamo o que ela mais plantou não está na terra, mas no coração do agricultor, que acreditaram na força da cooperação. Plantamos a fé, nasceu a esperança”, comemora o engenheiro agrônomo, idealizador e presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini.

COAMO 45 ANOS, estrutura perto dos associados no PR, SC e MS

Cerca de 7 mil funcionários efetivos, com suas competências funcionais, são responsáveis pela condução das operações e atividades da Coamo.  A estrutura da cooperativa é composta por 119 unidades localizadas em 68 Municípios nos estados do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, para recebimento da produção agrícola anual de 7,0 milhões de toneladas, o que equivale a 3,6% da produção brasileira de grãos e fibras.

COAMO 45 ANOS, solidez e segurança

Fundada em 28 de novembro de 1970, em Campo Mourão, por um grupo de 79 agricultores na região Centro-Oeste do Estado do Paraná, a Coamo comemora 45 anos sendo uma cooperativa forte, garantindo segurança e solidez, e promove o desenvolvimento econômico, técnico, educacional e social para mais de 28 mil associados. 
Surgiu a Coamo nesse dia há 45 anos, graças aos idealismo dos 79 fundadores pioneiros que se uniram e iniciaram àquela que se tornou a maior cooperativa agrícola da América Latina. 
Com a Coamo foram sendo vencidos e ampliados os desafios, e o progresso e a tecnologia viraram realidade, transformando regiões e comunidades, com altas produtividades das lavouras. 
Em seus 45 anos de existência, a Coamo tem mantido um crescimento constante alicerçado na união, no trabalho e na busca de melhorias tecnológicas para o pleno desenvolvimento de suas atividades. 

EVANGELHO DO DIA SÁBADO, 28 DE NOVEMBRO 2015

Evangelho (Lc 21,34-36)  O Senhor esteja convosco.  Ele está no meio de nós.  Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.  Glória a vós, Senhor. Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 34“Tomai cuidado para que vossos corações não fiquem insensíveis por causa da gula, da embriaguez e das preocupações da vida, e esse dia não caia de repente sobre vós; 35pois esse dia cairá como uma armadilha sobre todos os habitantes de toda a terra. 36Portanto, ficai atentos e orai a todo momento, a fim de terdes força para escapar a tudo o que deve acontecer e para ficardes de pé diante do Filho do Homem”. — Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor.

27 de nov de 2015

HANDEBOL MASCULINO, um dos orgulhos de Campo Mourão





ATLETISMO MOURÃOENSE É campeão nos JAP´s 2015


HANDEBOL MOURÃOENSE É vice-campeão nos JAP´s 2015


TÊNIS DE MESA MOURÃOENSE, orgulho nos JAP´s 2015


PADRE DJ ZETON e Atletismo campeão, atrações no Tocando de Primeira

O Tocando de Primeira na Rádio Colméia é o programa campeão! E neste sábado,com o número 1.144, Ilivaldo Duarte vai entrevistar no primeiro tempo o padre DJ Zeton, celebrante da missa de abertura do Cristo É Nosso Show, e os voluntários do evento Rosiane Mattos e Ney Soares. 
No segundo tempo será a vez do dirigente do atletismo mourãoense campeão Jap´s 2015, Paulinho Costa e atletas campeões, ao vivo na Rádio Colméia. 
Mas tem o Paranaense de futsal sub-17, o basquete adulto, o Campeonato Citadino de Futsal, a Copa Getran e muito mais, no no programa campeão. 
Tocando de Primeira. Um golaço no rádio brasileiro. Ilivaldo Duarte, você e o rádio. Só não ouve quem não tem rádio ou não tem vizinho. Viva o rádio!

EVANGELHO DO DIA sexta-feira, 27 de novembro 2015

Evangelho (Lc 21,29-33)  O Senhor esteja convosco.  Ele está no meio de nós.  Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.  Glória a vós, Senhor.Naquele tempo, 29Jesus contou-lhes uma parábola: “Olhai a figueira e todas as árvores. 30Quando vedes que elas estão dando brotos, logo sabeis que o verão está perto. 31Vós também, quando virdes acontecer essas coisas, ficai sabendo que o Reino de Deus está perto. 32Em verdade, eu vos digo: tudo isso vai acontecer antes que passe esta geração. 33O céu e a terra passarão, mas as minhas palavras não hão de passar.— Palavra da Salvação. — Glória a vós, Senhor.

26 de nov de 2015

AMIGOS FALAM do professor Amani

“Que perda!  Um grande amigo. Um excelente professor. Amigo sei que Deus te acolhe e te recebe alegre, pois um poeta terás para encantar.”
Gilson Mendes de Góis
“Sempre vi o professor Amani como um sábio e guerreiro, além de um grande incentivador e entusiasta. Descanse em paz eterno professor.”

“ Com certeza, ele nos deixou uma grande mensagem... Eu te amo, sem dúvida alguma é uma frase poderosa que tem o poder de ultrapassar barreiras para alcançar o perdão construindo um ser humano melhor, digno das promessas do Pai E terno! Que Deus conforte nossos corações, de toda a família e amigos!”
João Lara
“Meus sentimentos à família. Perdemos um grande amigo e poeta. Um homem simples, sincero, honesto. Deus amoroso prolongou a sua vida por mais 16 anos porque ele era útil entre nós, fazia falta e vai fazer muita falta. Ele era criativo, instrutivo.”

“Saudades amigo de coração.”

“Meus sentimentos a família, ele era uma excelente pessoa, simples e de um coração enorme.”
Dalila Negrisoli de Carvalho
“Meus sentimentos à familia , muito triste , homem de Deus , tive a oportunidade de fazer alguns cursos com ele , filósofo , amoroso , que cativava a todos , que Deus o receba em sua infinita graça......”
Andrea Avelar
“O céu esta em festa . Feliz retorno a casa do pai.”

“Vai deixar muitas saudades.”
Dalva Araci Lopes Medeiros
“Grande sentimentos de dor pela perca do grande amigo grande poeta e entusiasta de nossa cultura. A morte bateu na porta e desta vez não teve tempo de pular pela janela. Siga em paz, e que o reencontro com os amigos seja um sarau de alegria. A vida é breve e a morte rápida demais. Meus sentimentos a família enlutada.”

“O professor Amani sempre foi uma pessoa muito bacana mesmo, com certeza, deixa boas e queridas lembranças. Que Deus o abençoe e a todos os seus familiares. Meus sentimentos à família.”


“Aprendi muito com o Amani. Grande amigo, companheiro solidário. Vamos sentir falta dele.”