5 de out de 2015

A POLÊMICA na arbitragem, em Chapecó

A goleada da Chapecoense em cima do Palmeiras por 5x1 ficou em segundo plano, durante e após o jogo. E vai continuar rendendo muito, em face de um fato inusitado provocado pela equipe de arbitragem. Na Arena Condá, o lateral Egídio havia sido expulso - equivocadamente- pelo árbitro Jaílson Macedo Freitas. Mas depois de mais de 4 minutos ele voltou atrás - antes da sequência do jogo- e anulou a expulsão do palmeirense após receber informação de que tinha errado na sua marcação, de falta e da expulsão. A demora da revogação da decisão e a entrada do quarto árbitro, com suspeita de interferência externa provocaram a polêmica, debatida exaustivamente pela imprensa na noite de domingo. O delegado da partida, Marco Antônio Martins, que é  presidente da Associação Nacional de Árbitros de Futebol (Anaf), negou o fato, mas admitiu que a decisão poderia ter sido bem mais rápida. Foi a primeira vez que assisti em uma partida do Campeonato Brasileiro uma situação como essa. Indícios de que é possível um dia a gente ver no futebol a tecnologia sendo usada a favor, como acontecem no basquete e voleibol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário