18 de mai de 2013

É O FIM! FPF TIRA ÁRBITRO da final por prestar serviços ao Corinthians e ele se aposenta


Meus amigos leitores, a gente vai viver e não vai ver tudo nesse mundo. Pasmem, leiam mais esta barbaridade. O juiz escalado para apitar Santos e Corinthians amanhã na Vila Belmiro presta serviço para o timão apitando jogos internos no clube. Pode? E ele iria apitar a decisão amanhã do Paulistão? Como diria o Neto: É brincadeira!
Leia a matéria do site Globo Esporte. E depois é o time de parque São Jorge que é prejudicado com a arbitragem? A conclusão é sua.
A empresa de Rodrigo Braghetto tem contrato para apitar torneios internos no clube. Guilherme Ceretta de Lima é o novo árbitro para domingo. A Federação Paulista de Futebol (FPF) trocou na tarde desta sexta-feira a arbitragem para a final do Campeonato Paulista. entre Santos e Corinthians, no próximo domingo, às 16h, na Vila Belmiro. Inicialmente escalado, Rodrigo Braghetto está fora da grande final do torneio. Ele aproveitou o episódio e se aposentou. Em novo sorteio, Guilherme Ceretta de Lima foi o escolhido para substituí-lo.
Segundo o comunicado divulgado pela FPF, Braghetto pediu dispensa à Comissão de Arbitragem “a fim de evitar qualquer tipo de polêmica que pudesse prejudicar a competição, já que sua empresa, a Apto Esportes, presta serviços ao departamento  amador do Sport Club Corinthians Paulista”. O árbitro nega o pedido de dispensa.
- Não pedi, não. Falei apenas para o Coronel Marinho ficar à vontade como chefe da arbitragem, para que fosse feito o melhor para o futebol. Fiquei surpreso com isso (o fato de a FPF dizer que ele pediu dispensa). Não pedi em momento algum. Mas acredito que a decisão tenha a ver até pelos recentes fatos ocorridos com o Corinthians na Libertadores – disse Braghetto ao GLOBOESPORTE.COM.

2 comentários:

  1. A federação Paulista não tem coerencia nenhuma, mostrou que pessoas de fora mandam no futebol mesmo ( Pra que sorteio), O Rodrigo Braghetto atraves da sua empresa presta serviços para a Portuguesa, Corinthians, São Paulo e ministra palestras para as categorias de base do Santos,esse ano todos o jogos que ele apitou nenhum teve polemica, isso é uma vergonha no futebol brasileiro impedir um arbitro novo de apitar uma final de campeonato. Se a arbitragem no brasil fosse profissionalizada os árbitros não precisariam de outra fonte renda para poder sobreviver. E outro detalhe é a mesma coisa de proibirem a Liga de arbitragem de Campo Mourão que presta serviços para Fecam, de apitar campeonatos em que a Fecam esteja na final.......

    ResponderExcluir
  2. Realmente é o fim da picada, acabei de ler isso no jornal Folha de São Paulo, de acordo com a Folha a empresa dele tem como clientes além do Corinthians, a Portuguesa e o São Paulo e já prestou serviço a outros clubes da capital paulista.

    ResponderExcluir