31 de mar de 2011

COLUNA DE CAMILA ZAZULA: A doença de parkinson e a Fonoaudiologia


A doença de Parkinson é um distúrbio degenerativo do sistema nervoso central, crônico e progressivo, caracterizada por prejuízo da função dos gânglios da base e circuitaria fronto-estriatal.

É freqüente observarmos a fala mais “baixa e fraca” (intensidade vocal reduzida), com certa monotonia no discurso (prosódia comprometida), além de dificuldades em efetuar os movimentos faciais necessários à fala (distúrbios articulatórios e face em máscara) em pessoas que têm o diagnóstico de doença de Parkinson.

O ato de engolir (distúrbios de deglutição) também pode ficar comprometido, manifestando-se através de lentificação para comer, engasgos, tosses, pigarros durante a alimentação ou ingestão de líquidos, podendo haver comprometimento no estado nutricional, saúde geral (ocorrência de broncopneumonias aspirativas) e na qualidade de vida dessas pessoas.

Cerca de 75% dos indivíduos com doença de Parkinson possuem distúrbios de fala que tornam a comunicação difícil e aproximadamente 50% deles apresentam alterações na deglutição.

A Fonoaudiologia muito pode contribuir. Na prática clínica, a maior procura em relação a esta doença tem sido quanto aos distúrbios de fala e deglutição. Cabe citar que, recentemente, as pesquisas têm apontado comprometimento cognitivo na doença de Parkinson, inclusive distúrbios de atenção, memória e linguagem. Um método de tratamento bem estabelecido e estudado no mundo todo por diversos estudos científicos chama-se “Lee Silverman Voice Treatment (LSVT)”. Consiste em um tratamento vocal elaborado especificamente para indivíduos parkinsonianos, embora atualmente também seja utilizado em outros casos (paralisia de prega vocal, presbiafonia e outras doenças neurológicas). O objetivo principal é melhorar a qualidade de comunicação com um enfoque terapêutico exclusivo em aumento de intensidade vocal, apresentando resultados eficazes.

Aguardo vocês na semana que vem com novas curiosidades sobre a Fonoaudiologia... Dúvidas, opiniões, observações: envie seu e-mail paracamilazazula@hotmail.com ou me procure na Clínica Betel (44 3017-5577) na Rua Panambi 1966, Campo Mourão - PR .

EVANGELHO DO DIA 31 de Março de 2011


Evangelho (Lucas 11,14-23)

Quinta-Feira, 31 de Março de 2011 -

3ª Semana da Quaresma

Naquele tempo, 14 Jesus estava expulsando um demônio que era mudo. Quando o demônio saiu, o mudo começou a falar, e as multidões ficaram admiradas. 15 Mas alguns disseram: “É por Belzebu, o príncipe dos demônios, que ele expulsa os demônios”. 16 Outros, para tentar Jesus, pediam-lhe um sinal do céu. 17 Mas, conhecendo seus pensamentos, Jesus disse-lhes: “Todo reino dividido contra si mesmo será destruído; e cairá uma casa por cima da outra. 18 Ora, se até Satanás está dividido contra si mesmo, como poderá sobreviver o seu reino? Vós dizeis que é por Belzebu que eu expulso os demônios. 19 Se é por meio de Belzebu que eu expulso demônios, vossos filhos os expulsam por meio de quem? Por isso, eles mesmos serão vossos juízes. 20 Mas, se é pelo dedo de Deus que eu expulso os demônios, então chegou para vós o Reino de Deus. 21 Quando um homem forte e bem armado guarda a própria casa, seus bens estão seguros. 22 Mas, quando chega um homem mais forte do que ele, vence-o, arranca-lhe a armadura na qual ele confiava, e reparte o que roubou. 23 Quem não está comigo está contra mim. E quem não recolhe comigo dispersa”.

Palavra da Salvação. - Glória a vós, Senhor.

30 de mar de 2011

PAPO DE RÁDIO: "Jornal 100" o mais novo programa jornalístico mourãoense na MUSICAL FM


"Jornal 100” ao vivo e em cores pelas ondas da Rádio Musical FM nos 100.9 Mhz, de segunda a sexta-feira, das 7h20 às 8 horas. Esta é a noviadade no rádio de Campo Mourão que estreou no último dia 21 com apresentação de dois experientes radialistas Nelson Silva e Luiz Donizete, com os comentários do jornalista Sid Sauer, titular do site Boca Santa.

“A rádio Musical FM sempre apostou no jornalismo como uma das formas de agradar seus ouvintes e agora estamos chegando a um formato que sempre sonhávamos”, conta o diretor-proprietário da emissora, Eloi Bonkoski.

O novo “Jornal 100” mantém uma das principais marcas do jornalismo da rádio Musical FM: a independência. “Sempre estivemos e sempre estaremos com as portas abertas a todos. Quem ouve a Musical FM sabe que não temos lado político”, comenta Bonkoski. “Esse é um princípio que não abrimos mão”.

O “Jornal 100” traz um resumo do dia, sempre enfatizando o noticiário de Campo Mourão e região, sem esquecer as notícias de maior importância do Brasil e do mundo. “As pessoas estão cada vez mais interessadas na informação, por isso decidimos aumentar, e bastante, o nosso conteúdo jornalístico”, comenta Eloi, filho de Ervin Bonkoski, um dos maiores radialistas da história da comunicação paranaense.

AULAS DE Dança Ucraniana e Dança do Ventre no Espaço da Cultura Popular em CM


O Espaço da Cultura Popular da Fundação Cultural de Campo Mourão (Fundacam) está com matrículas abertas para os interessados em aprender e aprimorar aulas de dança do ventre e dança folclórica ucraniana.

As matriculas estão abertas e as aulas serão na Casa da Cultura a partir do dia 5 de abril pela professora Fátima Ferreira, às terças e quintas-feiras das 19 às 20 horas.

As aulas de dança folclórica ucraniana adulto e infantil serão direcionadas para o Grupo Stchastia e acontecerão aos sábados e domingos das 13h30 às 17 horas. Mais informações sobre os cursos podem ser obtidas na Casa da Cultura ou pelo telefone 3523-7889 com Margarete.

DIA 15 DE JUNHO Receita começa a restituir IMPOSTO DE RENDA 2011


A Receita Federal fixou as datas de pagamento das restituições dos sete lotes do Imposto de Renda 2011, ano-calendário 2010. O calendário foi publicado nesta quarta-feira (30), por meio de instrução normativa, no "Diário Oficial da União".

As restituições do primeiro lote serão liberadas no dia 15 de junho, segundo a publicação. O sétimo e último lote será pago no dia 15 de dezembro. De acordo com a Receita, terão prioridade no recebimento os contribuintes idosos, conforme previsto no Estatuto do Idoso. Na sequência, deverão ser liberadas as restituições segundo a ordem de envio da declaração à Receita. O órgão afirma que, em qualquer uma das situações, é necessário que não haja nenhuma pendência ou irregularidade.

Calendário de pagamento

1º lote -15 de junho de 2011; 2º lote - 15 de julho de 2011; 3º lote - 15 de agosto de 2011; 4º lote - 15 de setembro de 2011; 5º lote - 17 de outubro de 2011; 6º lote - 16 de novembro de 2011 e 7º lote - 15 de dezembro de 2011.

Site g1.globo.com

BAILE DOS ANOS DOURADOS na Arcam


COMPORTAMENTO & BOAS MANEIRAS III com Lucilene de Araújo


Estes conselhos são dedicados aos homens e as mulheres, porque ambos podem ser empregados ou empregadores, chefes ou subordinados. Ambas as posições são delicadas e requerem tato para que haja uma atmosfera agradável, sem a qual o esforço é trancado ou diminuído por certo mal-estar. 6º. - Nunca se deve dar conselhos a um colega de trabalho do mesmo nível, sem que seja solicitado, a não ser quando a amizade pessoal está acima de qualquer melindre. Ao contrário, deve-se procurar aconselhar uma pessoa subordinada, se perceber que a pessoa tomaria o conselho com uma prova de boa amizade. 7º. - Nunca se delata um companheiro, a não ser quando o fato é de tal gravidade, que haja uma obrigação moral nesse sentido. Havendo uma atitude coletiva que pareça errada e vendo baldados os esforços para impedí-la, é melhor manter-se fora do debate, mostrando que a opinião pessoal não deve sobrepujar a coletiva. O "Espírito de Coleguismo" deve estar sempre vivo entre os colegas.

Ótimo dia e até a próxima semana.

NOVA DIRETORIA DA ARCAM para 2011/12

Em assembleia geral os associados da Arcam – Associação Recreativa dos Funcionários da Coamo aprovaram o balanço do exercício 2010 e elegeram a nova diretoria da associação para o biênio 2011/12. O gerente Financeiro Joel Makohin estará a frente da diretoria da Arcam nos próximos dois anos.

Na imagem acima, o presidente da Coamo e idealizador da Arcam, Dr. Aroldo Gallassini, ao lado do presidente da Arcam Joel Makohin e do vice-presidente da Arcam Aquiles de Oliveira Dias.

O associado da Arcam viveu intensamente a sua associação durante o ano de 2010. Colhemos durante o ano muita alegria, companheirismo e amizade, descarregamos o stress do dia a dia e carregamos nossas baterias para nos tornarmos pessoas melhores em todos os sentidos. Assim, a Arcam realmente cumpriu a sua missão. Agradecemos a diretoria da Coamo pelo apoio e presença constante em nossas atividades”, considera Makohin.


DIRETORIA EXECUTIVA -
Da esquerda para à direita: José Bezerra (Diretor 1º Secretário), Juscelino Costa (Diretor Orador), Ubirajara Ferreira Gonçalves (Diretor 2º tesoureiro), Maria Luiza Lopes (Diretora 2ª Secretária), Paulo Sérgio Mem (Diretor 1º tesoureiro), Joel Makohin (Diretor-Presidente), Aquiles de Oliveira Dias (Diretor Vice-Presidente), Ilivaldo Duarte (Diretor Divulgação), Leonardo Lucas (Diretor Esportes), Jorge Carrozza (Diretor Social e Jarbas Kleveston (Diretor de Patrimônio).

Grande número de associados prestigiaram a assembleia da Arcam que elegeu nova diretoria

EVANGELHO DO DIA 30 de Março de 2011


Evangelho (Mateus 5,17-19) Quarta-Feira, 30 de Março de 2011

3ª Semana da Quaresma

Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 17 “Não pen­seis que vim abolir a Lei e os Profetas”. Não vim para abolir, mas para dar-lhes pleno cumprimento. 18 Em verdade, eu vos digo: antes que o céu e a terra deixem de existir, nem uma só letra ou vírgula serão tiradas da lei, sem que tudo se cumpra.19 Portanto, quem desobedecer a um só desses mandamentos, por menor que seja, e ensinar os outros a fazerem o mesmo, será considerado o menor no Reino dos Céus. Porém, quem os praticar e ensinar será considerado grande no Reino dos Céus.

Palavra da Salvação. - Glória a vós, Senhor.

29 de mar de 2011

COLUNA DO PROFº MACIEL: A segurança do presidente em Campo Mourão


Tua segurança se perde, se não ficas atento”. Manúcio

Há poucos dias os meios de comunicação ao cobrirem a primeira visita do presidente dos Estados Unidos ao Brasil deram atenção ao grande esquema de segurança para Barack Obama.


Ao assistir o noticiário a respeito, me vieram lembranças de outro esquema de segurança estabelecido por causa da visita do então presidente da República Fernando Henrique Cardoso a Campo Mourão, ocorrida há exatos 16 anos, no dia 13 de fevereiro de 1995. Foi a primeira visita feita ao Paraná, FHC tinha assumido em janeiro, portanto não tinha dois meses no cargo. Ele esteve aqui para dois compromissos, como professor proferi uma aula e lançar o programa do ministério da educação Acorda, Brasil, ta na hora da escola; bem como inaugurar o Teatro Municipal.


Para se chegar naquele dia histórico foi necessário uma meticulosa preparação em termos de segurança, À época o prefeito era Rubens Bueno, que recebeu a chamada Equipe precursora, ligada ao gabinete da presidência, que veio tratar, entre outras questões da visita. Eu, secretário municipal da educação e cultura e outros secretários também estávamos mobilizados para viabilizar como seria a presença do presidente em nossa terra.


Citarei os fatos sem neles me estender e apenas para dar quem sabe uma noção das preocupações e medidas tomadas que garantissem todas as condições de segurança ao presidente. A primeira delas, qual o motivo para ter sido o Colégio Dom Bosco, sendo que outros estabelecimentos de ensino também foram vistoriados? Antes de responder, mencionarem outros fatos pensados e decididos em torno da visita.


A Equipe precursora era composta por representantes dos órgãos de inteligência, de segurança e das Forças Armadas. Vieram antecipadamente profissionais de várias áreas, como técnicos de comunicações, um médico, logística e por aí segue uma lista.


Já que mencionei um médico, ele veio para vistoriar o Pronto Socorro, as condições da UTI, assegurar que houvesse um estoque de sangue do tipo do presidente. Na ocasião uma UTI móvel ficou à disposição quando da visita, caso precisasse de atendimento por algum problema que surgisse, seja da falta de saúde ou em decorrência de incidente ou atentado.


Entre os aspectos técnicos, operacionais e logicamente de segurança, sigo aqui uma ordem do funcionamento do esquema de segurança. O nosso Aeroporto ficou inteiramente à disposição da comitiva, duas horas antes nenhuma aeronave poderia sobrevoar ou aterrissar.

Aliás, todo o sistema controlador de voo veio diretamente do SINDACTA de Porto Alegre, depois do trabalho, somente após uma hora o Aeroporto foi liberado.

As principais avenidas tinham policiais do Exército em todas as esquinas, e a decisão sobre qual a via a ser utilizada pelo presidente só foi tomada minutos antes. Lembro que nós da prefeitura estávamos todos com celulares para eventualmente nos comunicarmos. Porém, no dia nenhum deles funcionou, o sistema telefônico e de rádio foi isolado e apenas o da segurança presidencial exclusivamente operou.


O Colégio Estadual Campo Mourão foi visitado pela Equipe precursora. Eles examinaram o auditório, à época por só ter uma entrada, “se precisássemos retirar imediatamente o presidente não seria possível, pois só tem uma saída, que fica no sentido oposto”, disseram.


Levando em conta o trabalho da imprensa nacional que viria cobrir a visita, o Colégio Estadual Dom Bosco permitiria que ela fotografasse e filmasse tudo sem estar na sala de aula, uma vez que no lado de fora, no pátio foi montada uma mini arquibancada. Os pais que foram escolhidos para ter a aula com o presidente, tiveram que apresentar nome completo e outros dados antecipadamente para o serviço, o mesmo ocorrendo com todos os convidados do Teatro. No dia anterior poucas pessoas, apenas os alguns funcionários, tiveram acesso ao Colégio, inclusive o controle de todo o quarteirão contou com uma varredora, até um detector de metal passou junto de uma lixeira.


Além do Teatro todo monitorado, no prédio da Faculdade da Fecilcam atiradores de elite discretamente estiveram posicionados tendo a frente o próprio Teatro. Outro detalhe que me lembro bem. Ao examinarem o espaço interno, foi solicitado que providenciássemos uma mesma para ser colocada num canto do palco, atrás de uma cortina, “precisamos instalar uma linha telefônica, caso o presidente tenha que falar ou receber uma ligação de algum presidente”. Naquele momento, iríamos pedir para a Telepar, então veio a resposta, “podem deixar, virá um técnico que fará toda a instalação, por razões de segurança”.


Tive o privilégio, depois da visita caminhar para o encerramento, já no Aeroporto, ouvir guarda presidencial tocar a corneta e anunciar que o presidente deixava o solo paranaense. Em ordem todos o cumprimentaram no seu retorno, tendo viajado com ele o então governador Jaime Lerner e o Rubens Bueno.

Não houve qualquer incidente, mas o certo é que a segurança tinha o pleno controle da situação, caso precisasse agir, o nome de todo mundo, o papel de cada um, tudo previamente estabelecido, a Equipe várias vezes contou os passos que seriam dados pelo presidente no Teatro, o tempo levado, a cadeira na qual ele sentaria, assim como fizeram várias vezes o trajeto das avenidas, cronometrando o tempo, examinando cada quarteirão. Quando estava longe de se tornar presidente, FHC esteve aqui como senador paulista. Claro, sem nenhum esquema de segurança, fato a ser relembrado numa outra oportunidade, com curiosidades.

Fases de Fazer Frases

Não pense em soltar a imaginação, aja para jamais prendê-la


Olhos, Vistos do Cotidiano

Na fila de um banco a senhora reclama da falta de educação do povo, “nem podemos entrar direito na agência, tá cheio de bicicreta na porta!” E ela tem razão.


Reminiscências em Preto e Branco

A profissão de ferreiro desapareceu. Como também o hábito de pregar na parede uma ferradura para dar sorte. Na bigorna o tempo não pode voltar atrás, ainda que seja tentado, como malhar em ferro fio.

José Eugênio Maciel é sociológo, professor, advogado, membro da Academia Mourãoense de Letras. Escreve aos domingos no jornal Tribuna do Interior e durante a semana sua coluna é publicada neste BLOG.

MONSENHOR JONAS ABID: Durma com Deus


Minha mãe dizia que ela e meu pai nunca dormiram brigados. Quando brigavam e iam deitar, eles nunca conseguiam dormir e um tinha de ter a coragem de perguntar: “Bem, você esta acordado?” O outro respondia, meio enfezado, que "sim", e acabavam pedindo desculpas um ao outro. Em sua simplicidade, minha mãe dizia: "Quando a gente dorme brigado, o diabo dorme no meio".


Se não nos reconciliamos, no dia seguinte a briga "acorda" maior. Da mesma forma acontece em nossa mente e em nosso coração, quando assistimos a programas ou vídeos pornográficos ou ouvimos músicas com apelo sensual e vamos dormir. É por meio dessas coisas que o diabo povoa nossa imaginação e nossos sentimentos, corroendo nossa alma. Por isso, não podemos fazer essas coisas e ir para a cama como se nada tivesse acontecido.


Se, ao contrário, quando rezamos, lemos a Bíblia, buscamos estar em comunhão com Deus, tenha a certeza: os anjos estão conosco! Eles povoam e invadem nossa casa, nosso coração, nosso espírito e nossa mente também.


Existe uma maneira de ficar unido a Deus durante a noite inteira: deite-se com Deus, reze na cama, antes de dormir. É como se você passasse a noite de mãos dadas com o Senhor. Assim como fica toda a tentação dentro de nós quando deixamos uma brecha para o diabo, assim, a realidade do Pai, Filho e Espírito Santo também “dorme” unida a nós.


Quando rezamos o terço à noite, já deitados, às vezes acordamos durante o sono ainda com a Ave-Maria na cabeça. Estamos, então, unidos aos céus mesmo durante a noite. Nossa Senhora fala, em alguma de suas aparições, que quando a gente reza o terço e acaba adormecendo, os anjos continuam rezando por nós. Você dorme com os anjos, ao lado de Nossa Senhora e de Deus e o Céu está com você.Deus o abençoe!


Monsenhor Jonas AbibFundador da Comunidade Canção Nova

(Trecho do livro "Anjos Companheiros do dia a dia" de monsenhor Jonas Abib).

EVANGELHO DO DIA 29 de Março de 2011


Evangelho (Mateus 18,21-35)

Terça-Feira, 29 de Março de 2011

3ª Semana da Quaresma

Naquele tempo, 21 Pedro aproximou-se de Jesus e perguntou: “Senhor, quantas vezes devo perdoar, se meu irmão pecar contra mim? Até sete vezes?”22 Jesus respondeu: “Não te digo até sete vezes, mas até setenta vezes sete. 23 Porque o Reino dos Céus é como um rei que resolveu acertar as contas com seus empregados. 24 Quando começou o acerto, trouxeram-lhe um que lhe devia uma enorme fortuna. 25 Como o empregado não tivesse com que pagar, o patrão mandou que fosse vendido como escravo, junto com a mulher e seus filhos e tudo o que possuía, para que pagasse a dívida. 26 O empregado, porém, caiu aos pés do patrão, e prostrado, suplicava: ‘Dá-me um prazo! e eu te pagarei tudo’. 27 Diante disso, o patrão teve compaixão, soltou o empregado e perdoou-lhe a dívida. 28 Ao sair dali, aquele empregado encontrou um de seus companheiros que lhe devia apenas cem moedas. Ele o agarrou e começou a sufocá-lo, dizendo: ‘Paga o que me deves’. 29 O companheiro, caindo aos seus pés, suplicava: ‘Dá-me um prazo! e eu te pagarei’. 30 Mas o empregado não quis saber disso. Saiu e mandou jogá-lo na prisão, até que ele pagasse o que devia. 31 Vendo o que havia acontecido, os outros empregados ficaram muito tristes, procuraram o patrão e lhe contaram tudo. 32 Então o patrão mandou chamá-lo e lhe disse: ‘Empregado perverso, eu te perdoei toda a tua dívida, porque tu me suplicaste. 33 Não devias tu também, ter compaixão do teu companheiro, como eu tive compaixão de ti?’ 34 O patrão indignou-se e mandou entregar aquele empregado aos torturadores, até que pagasse toda a sua dívida. 35 É assim que meu Pai que está nos céus fará convosco, se cada um não perdoar de coração ao seu irmão”.

- Palavra da Salvação. - Glória a vós, Senhor.

28 de mar de 2011

PAPA ENSINA QUE ENCONTRO COM JESUS É garantia de verdadeira felicidade


O Papa Bento XVI refletiu, antes da tradicional oração mariana do Angelus diante de milhares de fiéis reunidos ontem na Praça de São Pedro sobre o Evangelho que narra o encontro de Jesus com a Samaritana. "Cada um de nós pode identificar-se com a mulher Samaritana: Jesus nos espera, especialmente neste tempo de Quaresma, para falar ao nosso, ao meu coração. Ajude-nos a Virgem Maria a não esquecer desse encontro, do qual depende a nossa verdadeira felicidade", disse. O Pontífice explicou que o "cansaço da viagem" (Jo 4,6), sentido por Jesus, é sinal da sua verdadeira humanidade e também prelúdio da paixão com a qual Ele levou a cumprimento a obra da redenção humana."Deus pai enviou-o para saciar a nossa sede de vida eterna, doando-nos o seu amor, mas para nos dar esse dom Jesus pede a nossa fé. A onipotência do Amor respeita sempre a liberdade do homem; bate à porta do coração e espera com paciência a sua resposta", afirmou.

O Papa Bento XVI disse que é graças ao encontro com Jesus e o dom do Espírito Santo que a fé do homem alcança o seu cumprimento.

EVANGELHO DO DIA 28 de Março de 2011


Evangelho (Lucas 4,24-30)

Segunda-Feira, 28 de Março de 2011

3ª Semana da Quaresma

Jesus, vindo a Nazaré, disse ao povo na sinagoga: 24 “Em verdade eu vos digo que nenhum profeta é bem recebido em sua pátria. 25 De fato, eu vos digo: no tempo do profeta Elias, quando não choveu durante três anos e seis meses e houve grande fome em toda a região, havia muitas viúvas em Israel. 26 No entanto, a nenhuma delas foi enviado Elias, senão a uma viúva em Sarepta, na Sidônia. 27 E no tempo do profeta Eliseu, havia muitos leprosos em Israel. Contudo, nenhum deles foi curado, mas sim Naamã, o sírio”. 28 Quando ouviram estas palavras de Jesus, todos na sinagoga ficaram furiosos. 29 Levantaram-se e o expulsaram da cidade. Levaram-no até o alto do monte sobre o qual a cidade estava construída, com a intenção de lançá-lo no precipício. 30 Jesus, porém, passando pelo meio deles, continuou o seu caminho.

- Palavra da Salvação. - Glória a vós, Senhor.

27 de mar de 2011

PARANAENSE ROGÉRIO CENI marca 100º gol e tricolor quebra jejum de 4 anos sobre o timão

Após 20 anos de carreira, exatas 965 partidas disputadas e a conquista de 15 títulos, o goleiro Rogério Ceni, paranaense de Pato Branco que surgiu para ao futebol no Sinop em Mato Grosso, escreveu na tarde deste domingo 27 de março de 2011 jogando pelo São Paulo Futebol Clubeno uma maravilhosa história. Contra o Corinthians, na vitória por 2 a 1, Ceni, o maior goleiro artilheiro do mundo marcou o seu centésimo gol no futebol.
Façanha que jamais será esquecida pela torcida do tricolor do Morumbi, com gol de falta, cobrado com maestria no ângulo direito da meta de Júlio César.

Além do gol número 100 de Rogério Ceni, o tricolor derrubou um jejum de quatro anos sem vitórias sobre o Corinthians, em doze jogos disputados.

Fonte: Globo Esporte e foto de Wander Roberto/Vipcomm

ENTREVISTA DE DOMINGO: ÍRIS LORENZONI TAGLIARI




Perto de completar seus 82 anos e uma vida muito bem vivida e exemplar, Dona Iris Lorenzoni Tagliari, é uma pessoa muito especial que tem muito a ver com a educação e o sucesso de uma das famílias mais tradicionais e importantes da nossa cidade. Dona Íris, esposa do seo Itacyr Tagliari - falecido há sete anos-, mãe dos conhecidos Carlão, Itamar, Vanderlei, Luisinho e Sônia Tagliari, é a homenageada desta semana na ENTREVISTA DE DOMINGO.

Pessoa determinada, de pulso firme mas com uma coração enorme. Simpática, de boas histórias e conversas, católica praticante e cativante, Dona Íris é uma dessas pessoas que a gente fica conversando horas e horas, entre um chimarrão e outro. Mãe de cinco filhos, avó de 11 netos e bisavó de três bisnetos, ela não cansa de levantar as mãos e dar graças a Deus pela vida que tem, e por sua família. “Tudo vale a pena, tenho uma rica família, com jóias raras."

Esta ENTREVISTA DE DOMINGO é especial.Conheça um pouco, parte da história de vida da Dona Íris. E que as imagens possam falar por si, mostrando momentos marcantes da vida de uma grande família. Viva!








Ao lado dos filhos Carlão e Itamar, e do neto Itamar, que sempre será Itamarzinho, dona Íris, catarinense de Oimerê conta sobre o dia em que conheceu seu esposo em Pinheiro Preto. "Conheci o Itacyr numa festa em Pinheiro Preto, perto de Oimerê, ele era muito festeiro, animado. Eu fazia teatro e naquela noite interpretava um personagem num papel de negrinho. Eu o vi no clube e naquela mesma noite começamos a namorar, eu tinha uns 15 anos. Ele morava em Tangará e trabalhava comprando gado para os açougue. E foi lá que nos casamos” Origem - Oimerê, é um nome que originou-se da língua tupi-guarani, cujo significado é Clareira Branca ou Campo Branco. O primeiro nome da comunidade foi Fachinal Branco, dado pela Companhia Colonizadora Selbach & Kröef. Mais tarde, mudou para São Luiz (homenagem ao primeiro colonizador), depois passou a se chamar Iomerê, que emancipou-se do então distrito de Videira em 20 de julho com a Lei Estadual nº 9.898. Iomerê sempre foi um lugar privilegiado pela configuração da natureza. Lugar alto e cercado por elevações que emprestam um colorido verde maravilhoso. É uma concha verde aberta para um dos lados, onde se avistam as ondulações das montanhas a perder de vista. A região tinha a paina de cor esbranquiçada, vista por entre o verde da vegetação, que fez imaginar grandes clareiras e que deu origem ao município localizado no Meio-Oeste, na microrregião de Videira, a 418km de Florianópolis, com altitude de 720 metros acima do nível do mar. Tem como cidades próximas Videira, Pinheiro Preto, Ibicaré, Arroio Trinta. Vinda para Campo Mourão - De Oimerê e Tangará a família foi para Arapongas no Paraná onde nasceram os filhos Itamar e Carlão, para trabalhar com gado e açougue. Do Paraná foram para Anápolis, em Goiás – lá nasceram a Sônia e o Luisinho-. Eles moravam perto da Catedral Bom Jesus (foto abaixo). Eles vinham nas férias para Campo Mourão, pois aqui morava Giocondo, sogro de Dona Íris. Em uma dessas viagens em 1954 a família veio passear e acabaram ficando, pois o sogro tinha açougue na Rua Mato Grosso, bem pertinho de onde fica a Oficina Cometa. E aqui permaneceram para tocar os negócios em frente.” Paixão pelo esporte - O seu Itacyr e os filhos gostavam muito de futebol e um dia dona Íris sugeriu para que eles jogassem juntos num mesmo time da família. Primeiro com o são-paulinho, nas cores vermelho, preto e branco, que seguiram na Associação Tagliari.

E assim surgiu ao time dos Tagliari, com muitos e muitos jogos aos domingos. Mas com uma condição, que o filho Itamar conata. “Desde pequeno a gente jogava bola de manhã, mas tinha que ir na missa antes do jogo. Depois, podia jogar à vontade.” “Procurem sempre a religião e ter Deus que é o principal em nossas vidas”, recomenda a matriarca da família Tagliari. O casal em momentos inesquecíveis

A família reunida

Nas imagens acima, alguns momentos dos times com a família Tagliari

Alguns momentos dos avós Itacyr e Íris com os netos A neta Carla, orgulhosa da vó Ìris. O neto Itamarzinho e a vó: admiração e amor. O filho Itamar, o neto Itamarzinho e o filho Carlos, em momento marcante esta semana ao lado da mãe Íris Tagliari nas imagens para a ENTREVISTA DE DOMINGO.

Dona Íris no Teatro Municipal, em dezembro de 2000, ao lado dos seus “filhos” - jogadores que conquistaram em 1975 o primeiro título do futsal para Campo Mourão, em Paranavaí - por ocasião da entrega do troféu “Tocando de Primeira 2000- comemorando junto com os campeões, os 25 anos da emocionante conquista.
Na imagem, Beline Fuzeto discursa em nome dos homenageados da noite do Oscar Mourãoense.