7 de set de 2011

MARCA DE CRAQUE: Rogério Ceni comemora sua milésima partida como goleiro do São Paulo hoje no Morumbi


Rogério Ceni. Paranaense de Pato Branco e jogador a partir de Sinop no Mato Grosso, quando entrar hoje no Morumbi em São Paulo para enfrenatar o Clube Atlético Mineiro, pelo Campeonato Brasileiro de 2011, estará comemoarando a partida de número 1.000 com camisa tricolor. Uma façanha, indubitavelmenbte e digna de poucos, muitos poucos mortais.
Uma carreira de vtórias, derrotas, gol, pênaltis perdidos e polêmicas com arbitragem.
O camisa 1 do time do Morumbi, segundo levantamento do Globo Esporte, fez o jogo número 100 contra o Grêmio, em Campo Grande (MS) pela Copa dos Campeões Mundiais, com vitória por 2 a 1. A partida de número 200 foi com derrota por 2 a 1 para o Botafogo, pelo torneio Rio-São Paulo de 1999. O duelo 300, contra o Vitória, pela Copa dos Campeões de 2000, torneio no qual o São Paulo perdeu a decisão para o Flamengo, não mereceu maiores comentários do recordista são-paulino, que até se surpreendeu com o placar do jogo 400: São Paulo 7 x 0 Bangu, pelo Rio São-Paulo de 2002.
O de número 500 foi um amistoso contra o Bolton Wanderers, na Inglaterra, e terminou com o incrível placar de 6 a 3 para o Tricolor.
Na de 600 derrota para o Fluminense por 2 a 1, no Maracanã. E o de 700, outra derrota, para o Palmeiras por 3 a 1, em Presidente Prudente.
A partida 800 marcou o primeiro gol do maior goleiro-artilheiro do mundo em um jogo centenário. Foi na vitória por 3 a 1 sobre o Juventus, no estádio do Morumbi.
Para fechar, o duelo 900 mostrou Ceni perdendo um pênalti contra o Botafogo-SP no Morumbi. Menos mal que o time saiu de campo com uma vitória por 5 a 0.
E a milésima partida? Bem, a milésima é hoje, mas o que vale é a história deste cidadão e profissional para o São Paulo e o futebol brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário