11 de abr de 2011

PARQUE MUNICIPAL Joaquim Teodoro de Oliveira completa em maio 40 anos de existência


O vereador e ex-prefeito José Pochapski apresentou proposição na Câmara Municipal de Campo Mourão para que a Prefeitura, através da Fundação Cultural, viabilize a realização de eventos comemorativos alusivos aos 40 anos de inauguração do Parque Municipal “Joaquim Teodoro de Oliveira” (popularmente conhecido por Parque do Lago).

A imagem acima registrei nas minhas férias de janeiro de 2011.

Trata-se da mais bem estruturada área verde pública de lazer da cidade, que foi inaugurada no dia 1 de maio de 1971.

Pochapski também propôs o plantio de mudas de cerejeira (sakura) no Parque Municipal Joaquim Teodoro de Oliveira, em homenagem à comunidade nipônica radicada em Campo Mourão, dentro das comemorações do aniversário do logradouro. A cerejeira e suas flores são símbolos do Japão e a florada marca o início da primavera, data que é comemorada pelos japoneses com piqueniques embaixo dessas árvores (o hanami). O vereador solicitou ainda a administração municipal que viabilize parceria entre a Fundação Cultural e a empresa Vivo para a instalação de uma unidade do Biblioparque no Parque Municipal “Joaquim Teodoro de Oliveira”. O Biblioparque é itinerante e conta com estantes de livros de títulos atuais da literatura brasileira e estrangeira, além de acomodar mesas, cadeiras e pufs. “A idéia é incentivar o hábito da literatura entre os mourãoenses”, explica José Pochapski. Outras reivindicações apresentadas pelo vereador: realização de eventos no Coreto “Alberto Nogarolli” (praça Getúlio Vargas), visando valorizar o espaço declarado patrimônio Histórico do Município, promoção do Dia Cívico (a cada segunda segunda-feira dos meses de março, junho, setembro e novembro) e a colocação de placas denominativas do Centro Social Urbano “Edemilson Zarpelon”, Gibiteca “Jonas Bento de Deus”, Horto Municipal “Pedro Ovídio Pereira” e do Posto de Saúde “Dr. José Carlos Ferreira” (jardim Paulista). Também pediu a colocação de placa contendo informações na Cruz Histórica e na Capela Santa Cruz sobre o tombamento histórico.

Fonte: Assessoria

Nenhum comentário:

Postar um comentário