13 de abr de 2011

PAPO COM MONSENHOR JONAS ABIB: Amar a Deus é algo muito concreto


Deus tem um plano para a nossa vida. Ele quer nos fazer à imagem de Seu Filho! Dentro desse projeto, O Altíssimo age como um hábil arquiteto. O nosso protótipo é Jesus Cristo.

Fazem parte de um projeto os momentos difíceis, as situações dolorosas problemas e dificuldades. Uma vez que o nosso projeto não é só uma construção, mas uma transformação, a realização de um ser, mas também acontecem momentos dolorosos: por causa da nossa dureza, desobediência, indocilidade e rebeldia. “Quem se apega aos meus mandamentos e os observa, este me ama: ora, aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu, por minha vez, o amarei e me manifestarei a ele” (Jo 14,21).

Muitos dizem: “Não consigo amar Deus com a emoção de gostaria”. Mas não se trata de sentimento. O começo do amor ao Senhor é árido: é levar a sério e colocar em prática os Seus mandamentos. Amar a Deus é algo muito concreto. Amamos mais com vontade do que com sentimentos.

A vontade do Pai é que sigamos os Seus mandamentos, e a Palavra de Deus contém muitas ordens. Precisamos levar a sério os preceitos do Senhor, guardar os Seus mandamentos. Colocá-los em prática é realizar o amor a Deus. “Quem se apega aos meus mandamentos e os observa, este me ama”.

O amor de Deus é algo concreto: é levar a sério os seus sentimentos. O mundo desvirtuou de tal maneira a nossa mente, que não levamos mais a sério as ordens de Deus. Agimos como crianças distraídas e até malcriadas que nem ligam para o que os pais dizem. Deus Pai fala, mas os homens nem ligam.

Não levamos em conta os Seus mandamentos. “Quem se apega aos meus mandamentos e os observa, este me ama: ora, aquele que me ama será amado por meu Pai, e eu, por minha vez, o amarei e me manifestarei a ele. Judas, não o Iscariotes, lhe disse: ‘Senhor, como é possível que tenhas de te manifestar a nós e não ao mundo?’ Jesus lhe respondeu: ‘Se alguém me ama, observará a minha palavra, e meu Pai o amará; nós viremos a ele e estabeleceremos a nossa morada. Aquele que não me ama não observa as minhas palavras’” (Jo 14,21-24).

Deus o abençoe! Monsenhor Jonas Abib Fundador da Comunidade Canção Nova (Trecho do livro "Vocação: um desafio de amor" de monsenhor Jonas Abib)

Nenhum comentário:

Postar um comentário