29 de abr de 2011

COLUNA DE CAMILA ZAZULA: A importância da consciência fonológica para a leitura, escrita e fala



A consciência fonológica é a capacidade de reconhecer a seqüência de sons que integram a palavra falada e de compreender que esses sons, numa determinada ordem, podem formar palavras que têm um significado.
A consciência fonológica se refere à habilidade de perceber os sons do discurso, independentemente dos seus significados. Esta habilidade inclui a percepção de que as palavras podem ser divididas em uma seqüência de fonemas, esta sensibilidade refinada passa a se denominada de consciência fonêmica.
Quase todas as atividades iniciais de consciência fonológica são ensinadas sem escrita, mas está aumentando a evidência que as atividades iniciais da escrita, inclusive a soletração de palavras (soletração inventada ou provisória), parece promover mais consciência fonêmica refinada.
A capacidade de pensar conscientemente sobre os sons da fala e suas combinações assume especial relevo para a aprendizagem da leitura e escrita, que é a aquisição mais importante nos primeiros anos de escolaridade da criança. De forma sucinta, pode dizer-se que esta complexa tarefa resulta da relação entre a escrita das palavras e a oralidade, o que implica a capacidade de identificar os sons da fala (fonemas) e manipulá-los, de forma a estabelecer a relação necessária entre eles e a sua representação ortográfica
Alguns exercícios simples ajudam a desenvolver a consciência fonológica:
• rimas;
• separar palavras em sílabas;
• identificar palavras com o mesmo som inicial;
• identificar palavras ou sílabas com o mesmo som final;
• contar os sons que fazem parte das palavras;
Gostaria de agradecer a todos meus amigos e familiares pelas demonstrações de carinho no meu aniversário, muito obrigado.
Dúvidas, opiniões, observações: envie seu email para camilazazula@hotmail.com ou me procure na Clínica Betel (44 3017-5577) Rua Panambi 1966, em Campo Mourão-PR

Nenhum comentário:

Postar um comentário