31 de ago de 2010

QUADRA do Sesc de Campo Mourão será coberta até 2011, garante Darci Piana


Para 2011, o Sesc Campo Mourão poderá promover seus eventos esportivos e culturais com mais tranquilidade, sem se preocupar com o mau tempo. A notícia é ótima e foi confirmada ontem para mim pelo empresário e presidente do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR e do Sebrae PR, Darci Piana (foto), Cidadão Honorário de C ampo Mourão, antes do embarque de São Paulo para Maringá. Piana disse que a cobertura da quadra do Sesc em Campo Mourão foi aprovada em reunião na última sexta-feira, em Curitiba.
A partir de agora serão iniciados os trãmites para licitação da obra, cuja previsão É estar pronta até o primeiro semestre do próximo ano.
Uma boa notícia com certeza não só para os pais dos alunos e atletas que disputam competições e eventos, mas também para a equipe do Serviço Social do Comércio em Campo Mourão. Viva!
Viva! Com a quadra (foto, no início desta terça-feira) coberta, mais conforto para os torcedores e nenhuma preocupação com chuvas e adiamento das rodadas do futsal.

HOMENAGEM: Colégio Estadual pode se chamar "Colégio Prof. Ephigênio José Carneiro"


Projeto de lei apresentado na Assembleia Legislativa nesta terça-feira (31/08) pelo deputado estadual Douglas Fabricio (PPS) propõe que o Colégio Estadual de Campo Mourão passe a ser denominado Colégio Estadual Professor Ephigênio José Carneiro. A solicitação foi enviada pela Câmara de Vereadores de Campo Mourão, por iniciativa do vereador Sidnei Jardim (PPS).
Ao justificar o projeto, Douglas explicou que trata-se de uma justa homenagem ao professor Ephigênio, que foi o primeiro diretor do Ginásio Campo Mourão, em 1956, que deu origem ao atual Colégio Estadual. O professor Ephigênio, que morreu na semana passada (25 de agosto), além de educador e bioquímico, também atuou na política em Campo Mourão, como vereador. Ele também foi governador do Lions e presidente da Associação de Câmaras da Microrregião Doze (Acamdoze).
Estou deputado já quase quatro anos e nunca apresentei projetos desta natureza, mas desta vez trata-se de homenagear uma pessoa que prestou um grande serviço para o desenvolvimento de Campo Mourão”, argumentou Douglas, ao lembrar que o professor Ephigênio também foi homenageado com o título de Cidadão Benemérito de Campo Mourão.
Fonte: Assessoria de Imprensa / Valdir Bonete

CONCURSO DE PIPAS foi atração domingo no Parque Joaquim Teodoro de Oliveira em CM


O domingo foi diferente em Campo Mourão no Parque do Lago "Joaquim Teodoro de Oliveira".
Crianças e adultos, de idades diversas participaram do 4º Concurso de Pipas que movimentou um dos cartões postais mais bonito da Capital do Centro-Oeste do Paraná.
O concurso atraiu famílias inteiras na tradicional atividade de lazer, foi promovido pelo Município de Campo Mourão, através da Fundacam (Fundação Cultural) e Centro de Criatividade. O objetivo foi incentivar a confecção e a prática de soltar pipas, valorizando a arte e ainda proporcionando o relacionamento e convivência entre as pessoas.
Os vencedores do Concurso de Pipas foram: Silvia Nascimento (Pipa mais engenhosa); Jean Felipe de Oliveira, que empinou a pipa com maior diâmetro (108 cm x 64 cm); Andréas Fernando Damas, com a menor pipa (8 cm x 4 cm); Roseli Teixeira, a participante com maior idade (51 anos); Alexandre Almeida Shwonka, participante com menor idade (2 anos) e João Victor Mainarde Rinaldo (Pipa mais bonita).

CATECISMO DA IGREJA 150: Fé I


O CATECISMO RESPONDE. O que a Igreja diz sobre isto ou aquilo? O Catecismo da Igreja Católica foi preparado para que você conheça a fé católica genuína, sem erro.
O post de hoje é o Catecismo da Igreja de número 150.
§150 A fé é primeiramente uma adesão pessoal do homem a Deus; é, ao mesmo tempo e inseparavelmente, o assentimento livre a toda a verdade que Deus revelou. Como adesão pessoal a Deus e assentimento à verdade que ele revelou, a fé cristã é diferente da fé em uma pessoa humana. E justo e bom entregar-se totalmente a Deus e crer absolutamente no que ele diz. Seria vão e falso pôr tal fé em uma criatura
Fonte: O Catecismo da Igreja responde de A a Z - Profº Felipe Aquino, Edições Loyola

30 de ago de 2010

FUTSAL CHAVE OURO: próximo jogo de CM será dia 11 de setembro em Cascavel


As equipes que disputam o Campeonato Paranaense de futsal terão um tempo de preparação para a reta final. A disputa nas três divisões masculinas, bem como o Feminino Adulto, só será reiniciada no dia 11 de setembro.
O período de paralisação, previsto no calendário anual da Federação Paranaense de Futebol de Salão, atende o anseio da maioria das equipes, que neste período estarão representando seus municípios na fase eliminatória dos Jogos Abertos do Paraná.
Serão dois finais de semana sem jogos pelo Campeonato Paranaense. Um já foi e neste que passou foi diferente, sem jogo para assistir pela TV ou ouvir pelo rádio.
Na Série Ouro, a disputa voltará já na reta final da 2ª fase. Tempo para Paraná Clube/Vale Fértil, Itvale/Posto Sol/Palotina e Campo Mourão/Fecam se prepararem para a briga pela última vaga que resta à sequência da competição. Os três fazem parte do grupo “B” e apenas um se classificará nas duas rodadas que restam.
Para se classificar Campo Mourão terá que ganhar seus jogos e torcer para que Paraná Clube e Palotina não vençam seus dois jogos no encerramento da fase.
A disputa tem çamapenas uma vaga em aberto porque os outros sete classificados se garantiram com antecipação. Já asseguraram presença na 3ª fase Zaeli/Gazin/Penalty, Marreco Futsal, Copagril/Faville/DalPonte, Ciagym/Pam/Maringá, Cascavel/Diplomata/Muffatão, Colégio Londrinense/Fel/Sercomtel e Guarapuava/Vivo Celluara/Mary.
Informações da Federação Paranaense de Futsal.

COLUNA DO PROFº MACIEL: Colégio Vinícius de Moraes, é preciso prosseguir!


COLÉGIO VINÍCIUS DE MORAES, É PRECISO PROSSEGUIR
“Se a educação sozinha não transforma a sociedade, sem ela, tampouco, a sociedade muda”. Paulo Freire

O Colégio Estadual Vinícius de Moraes tem uma história iniciada em 1983
, quando passou a funcionar para atender especialmente os moradores do Conjunto Habitacional Doutor Milton Luiz Pereira (COHAPAR) em Campo Mourão. Sem carecer descrever pormenorizadamente os fatos, é evidente que o Vinícius de Moraes vive o mais agudo e macabro momento da sua história, a morte das duas jovens Dimitria e Iara, ambas premeditada e friamente assassinadas pelo então caseiro do Colégio Raimundo Gregório, o “Ivan”. O maníaco confesso dilacerou os corpos e atirou-os na fossa, além de partes queimadas com as cinzas espalhadas na horta da escola.
A repercussão do fato ocupou o noticiário em todo o Brasil, assim como os seus desdobramentos, a descoberta dos ossos, os pertences das vítimas encontradas na casa do vigia, a prisão dele e o depoimento contendo relatos caracterizados por requintes de crueldade e frieza. As investigações continuam, será concluído o inquérito policial e a Justiça irá se pronunciar.
São 27 anos de história do Colégio Estadual agora infelizmente marcada por tais acontecimentos que por muitas décadas serão bem lembrados. Porém, a história tem que continuar e é preciso virar a página, é o momento de estabelecer maneiras, interesses e esforços conjuntos de superação, é imperioso que a história prossiga, a ser feita e contada com novos capítulos. Trata-se de uma tarefa nada fácil, contudo, necessário e possível.
Ânimos exaltados, mesmo que possa ser compreensível tal comportamento, se tornaram particularmente contrários ao bom senso, quando existiram manifestações iniciais (muitas das quais permanecem) querendo o afastamento definitivo do diretor, a mudança de nome do colégio e mesmo o encerramento das suas atividades.
Quanto ao diretor, não se trata de considerá-lo culpado, seja por ter alguma relação com os crimes ou por ter ficado omisso, caso tenha recebido alguma denúncia e tenha decidido não apurá-la. Deve-se aguardar pela conclusão das investigações e respeitar o princípio constitucional da presunção da inocência. A pronta intervenção da Secretaria Estadual da Educação, ao acatar o pedido da Polícia e determinar administrativamente o afastamento do diretor bem como o sensato posicionamento da assessora jurídica que esteve pessoalmente verificando e analisando a questão foram oportunos e a altura que o caso requer. Ademais, convém destacar que a decisão defendida pela secretaria é pelo funcionamento pleno do estabelecimento de ensino, afastada por completo a possibilidade de intervenção ou fechamento.
Fechar o Colégio ou mudar o nome dele apagaria das mentes e corações das pessoas a morte das duas jovens? Ou até mais radical ainda, demolir todo o prédio faria esquecer toda a tragédia? Claro que não. Daqui a trinta anos, por exemplo, o episódio será lembrado, quando também, como esse mesmo passar do tempo, espera-se que o “Ivan” ainda esteja preso.
Embora seja um momento difícil, é preciso adotar a ética da responsabilidade, tirar lições de todo o episódio para que se aprenda com os erros. Mas é preciso enfatizar que não será apenas ao Colégio que caberá tal missão. A responsabilidade dele pressupõe a participação de todos, especialmente da comunidade escolar, haja vista a Educação ser tarefa da qual ninguém é mais ou menos responsável, tanto é assim que cabe uma indagação quando se cobra (até com acusações) que funcionários, professores deveriam ter observado o caseiro. Ora, muitos não notaram nada e agora não podem ser simplesmente culpados por presunção. Que o diga a tia da Dimitria em suas entrevistas que afirma não ter desconfiado nada do “Ivan”, mesmo tendo se relacionado com ele com o qual tem um filho. Se ela que tinha um grau elevadíssimo de intimidade alega “não ter desconfiado de nada”, como poderia saber de antemão um professor, um orientador, uma pessoa da secretaria ou do administrativo do Colégio?
Uma das funções da Escola como instituição é o próprio educar, tarefa precípua que não excluirá jamais o papel da família, cabendo outra indagação: a educação se inicia em casa, tanto é assim que muitos estudantes do Colégio, inclusive tantas outras moças, jamais sentiram a necessidade ou se deixaram ser atraídas pela “lábia” do vigia, ficando elas longe da casa, espaço escolar não destinado aos estudantes. É fácil culpar os “outros” numa automática “auto-isenção” de si mesmo. É fácil, por exemplo, “culpar traficantes, a Polícia, a Justiça e a Escola”, cabendo uma outra pergunta: porque muitos jovens, por exemplo, jamais estiveram envolvidos em drogas e relacionamentos íntimos fúteis ou imaturos e sem qualquer responsabilidade?
Fases de Fazer Frases
O teórico é o melhor pragmático, com as palavras.
Olhos, Vistos do Cotidiano
Olhares se perdem em meio à multidão, mutirão de olhares em vão?
Reminiscências em Preto e Branco
Nesta segunda dia 30 os professores do Paraná irão se reunir para lembrar a data, quando, há 22 anos, realizavam uma greve pela melhoria salarial e das condições de trabalho. Eles estavam acampados na frente do Palácio Iguaçu aguardando serem recebidos pelo governo, que, por sua vez, colocou um enorme contingente de policiais e os professores foram vítimas de uma covarde violência visando expulsar todos de lá. O dia será de Luto e de Luta. Todos os anos a data é enfaticamente lembrada, sobretudo para que tais acontecimentos não mais ocorram. Mais do que a agressão física e moral aos professores, a violência foi contra cada escola, contra a Educação, contra um futuro melhor para todos, ainda almejado.
José Eugênio Maciel, professor, sociólogo, advogado e membro da Academia Mourãoense de Letras. Escreve aos domingos no jornal Tribuna do Interior, coluna que é postada durante a semana no Nosso BLOG.

COLUNA DO SHAPIRO: Devo reclamar se meu chefe privilegia alguém?


Trabalho há quatro anos em uma multinacional de origem alemã. Na minha equipe existe uma moça jovem e muito bonita. Embora ela seja inteligente e competente, acho que está sendo supervalorizada pelo meu chefe, que está claramente interessado nela. Na verdade, já existem boatos na empresa de que os dois estão saindo juntos, ainda que meu chefe seja casado e muito mais velho que ela. Embora isso não seja da minha conta, acho que a relação entre eles pode atrapalhar a minha carreira. Isso porque existe uma vaga aberta para uma posição de gerência e o meu chefe vai fazer as avaliações de desempenho e escolher quem da equipe preencherá a vaga. Como devo lidar com essa situação?

Seu relato não caracteriza um caso de assédio moral no ambiente de trabalho e, aparentemente, não configura um problema da empresa. Mas há a possibilidade deste caso vir a importar a empresa. No que se refere ao suposto caso amoroso entre o seu chefe com a moça em questão, a princípio, não é um problema que compete à organização resolver. Ambos são adultos e, portanto, podem agir conforme sua consciência e responderem por seus atos em suas vidas privadas.

O que pode se tornar um problema para a empresa é o fato deste suposto relacionamento amoroso passar a interferir na avaliação dos subordinados, por trazer privilégios para uma pessoa especificamente por questões pessoais. Isso afeta a percepção de justiça e meritocracia, que são condições necessárias para a manutenção das expectativas positivas e a motivação geral de uma equipe.

É importante compreender que o exercício eficiente da autoridade dentro das hierarquias é legitimado pelo acolhimento do comportamento moral de quem ocupa um cargo. O enfraquecimento desta condição implica na ausência de credibilidade para o exercício do cargo. Isso, por sua vez, impacta diretamente nas relações de confiança entre chefes e subordinados, que ao final implica em mais conflitos e maiores custos de transação.

Além disso, há um aspecto cultural importante a ser observado. No Brasil, a vida pessoal se mistura facilmente com a vida profissional. Tal característica favorece casos como o que você descreve. Diferentemente do que tende a ocorrer em países que combinam cultura individualista e igualdade social, onde o domínio das relações pessoais está bem definido e separado do domínio das relações profissionais, países que combinam cultura coletivista e alta desigualdade, como o caso do Brasil, tendem a aproximar estes domínios. Isso acaba promovendo ambiguidades entre vida profissional e pessoal. Nesse sentido, um caso amoroso como este tende a ter menos impacto na vida das pessoas, no ambiente de trabalho e a ser percebido pelos demais como um assunto pouco importante.

No seu caso, penso que a melhor atitude é buscar agir de forma profissional, sem críticas diretas à relação do seu chefe com a moça. Caso esta situação realmente comece a interferir na avaliação de desempenho das pessoas de sua equipe, e venha a trazer prejuízos para as pessoas, resta-nos saber se a empresa possui canais confiáveis para o tratamento da conduta ética. Nesse caso, o órgão competente teria responsabilidade de pesar a situação e tomar uma decisão.
______________________________
Marco Túlio Zanini é professor de gestão de ativos intangíveis e estratégia de pessoas

CATECISMO DA IGREJA 942: Vocação dos Leigos V


O CATECISMO RESPONDE. O que a Igreja diz sobre isto ou aquilo?
O Catecismo da Igreja Católica foi preparado para que você conheça a fé católica genuína, sem erro.
O post de hoje é
o Catecismo da Igreja de número 942.
§942. Graças a sua missão profética, os leigos são também chamados a serem testemunhas de Cristo, em tudo, no meio da comunidade humana. Fonte: O Catecismo da Igreja responde de A a Z - Profº Felipe Aquino, Edições Loyola

28 de ago de 2010

ENTREVISTA DE DOMINGO:Sônia Okido Rodrigues


A missão da psicologia é promover o bem estar humano e a humildade, o conhecimento e o amor à profissão, são atributos que podem fazer um profissional de sucesso. Essa é a afirmação da professora e psicóloga Sonia Okido Rodrigues, homenageada desta semana na ENTREVISTA DE DOMINGO.
Araponguense de nascimento, assim como o global Tony Ramos, Sônia é uma pioneiras na área de Psicologia com atuação na Capital do Centro-Oeste do Paraná desde 1979. Ela chegou na cidade como psicóloga da Universidade Estadual de Maringá, do Núcleo de Psicologia Aplicada, para realizar Exames Psicológicos visando a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação.
“Campo Mourão é uma cidade acolhedora que aprendi a gostar, e valorizar”, diz Sônia Okido Rodrigues que nos conta entre outras coisas um pouco da sua história e da profissão que escolheu para sua realização pessoal e profissional.
Uma ótima leitura e excelente semana. A ENTREVISTA DE DOMINGO valoriza, eleva e homenageia personalidades de vários segmentos da nossa cidade. De forma merecida e em vida. Viva!
QUEM É SONIA YASSUE OKIDO RODRIGUES?
Nasci em 06 de março de 1955, em Arapongas, no Norte do Paraná.
Sou filha de pais comerciante Setoco Okido e Yone Tamayose Okido. Sou terceira filha entre 6 irmãos, de uma família numerosa, porém, comum para a época.
Meus pais educaram os filhos com muita sabedoria e consistentes valores morais e espirituais. Sou casada com Cézar Augusto Rodrigues, há quase trinta anos.
Tenho 3 filhos. Cezar Augusto Rodrigues Filho, de 25 anos, está cursando o 4º ano de medicina na Universidade Federal do Paraná; a filha mais nova, Sarah Sayuri Tiemi Rodrigues, 20 anos, está no primeiro ano de medicina, também na UFPR. A filha do meio, Samara Megume Rodrigues, 23 anos, está terminando o curso psicologia na UEM. Samara é casada com Antonio Gonçalves Ferreira, também psicólogo, que cursa o mestrado em Psicologia, na UEM. Meu marido Cezar Augusto Rodrigues, é filho e neto de pioneiros de Campo Mourão, da família de Licinio Rodrigues..
COMO FOI A SUA INFÂNCIA? Minha infância foi em Arapongas. Desde muito cedo aprendi a trabalhar, estudar e brincar. Éramos em quase vinte crianças da vizinhança que se reuniam à noite (após o fechamento do comércio) principalmente no verão para brincar de bola queimada, balança caixão, esconde-esconde, “Mandrake”, pula corda, salva, e amarelinha, enquanto os pais sentavam nas calçadas cada um trazendo suas cadeiras para contar as mais diversas historias, inclusive as histórias de assombrações, que todos nós ouvíamos atentamente. Foi uma época muito divertida.
DESDE QUANDO ESTÁ EM CAMPO MOURÃO? Vim para Campo Mourão em 1979, como funcionaria da Universidade Estadual de Maringá, psicóloga do Núcleo de Psicologia Aplicada, realizando Exames Psicológicos para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação.
COMO A SENHORA SE DEFINE? Acredito que sou uma boa mãe, companheira, profissional, educadora, que procura ajudar o próximo, acreditando sempre na capacidade de evolução e emancipação das pessoas.
ONDE ESTUDOU? Na Universidade Estadual de Londrina, fui da terceira turma de psicologia.
E A SUA TRAJETÓRIA PROFISSIONAL? Após concluir em 1979 o curso de psicologia na UEL, fui aprovada em uma seleção na Universidade Estadual de Maringá-UEM, designada a assumir o cargo de psicólogo do Núcleo de Psicologia Aplicada, uma extensão da UEM em Campo Mourão.
Em 1980, a convite do Sérgio Kfuri, passei a trabalhar também como Psicóloga da APAE na Escola Josephina W. Nunes onde aprendi muito como profissional e ser humano, porém, fiquei até 1991.
No período noturno em 1980 comecei a lecionar as disciplinas de Psicologias nos mais diversos cursos (Administração, Contábeis, Economia e Pedagogia) da faculdade, na época era uma instituição municipal denominada de Facilcam. Por questões de políticas administrativas em 1985 a UEM resolveu fechar todos os Núcleos de Extensão fora do município de Maringá com proposta de incorporação dos funcionários naquela instituição como os de Umuarama e Campo Mourão, obrigando a todos os munícipes destas regiões a se deslocarem até Maringá para obter ou renovar a Carteira de Habilitação.
Num esforço conjunto do Sr. Jintaro Ikeda, na época presidente da CDL, o professor Agenor Krull, presidente da Fundescam (instituição mantenedora da faculdade) e o Cézar Augusto Rodrigues, reabriram o Núcleo de Psicologia, incorporando à Facilcam.
Fiz pós-graduação pela UEL, Doutorado na Wisconsin International University. Atualmente estou cursando o Mestrado Profissional em Políticas Públicas pela Escola de Governo em convenio com a Universidade Estadual de Maringá.
E A OPÇÃO PELO CURSO? Creio que a escolha do curso fui influenciada pela minha mãe que apesar de ter pouco estudo era auto-didata, comprava livros e mais livros, procurando as causas e o alívio para o sofrimento humano.
Pelo Conselho Regional de Psicologia recebi o titulo de Psicólogo Especialista em Psicologia do Trânsito e em Psicologia Escolar e Educacional.
A Psicologia designada pelo Conselho Federal de Psicologia como Ciência e Profissão, é uma área de ampla, profunda e apaixonante do saber humano. Gosto de clinicar e lecionar. Atualmente, o Núcleo de Psicologia Aplicada através do Pró-Diretor de Gestão e Administração, professor Eder Rogério Stela, estamos implantando um serviço de atendimento psicológico a professores, funcionários e alunos da Fecilcam, com o objetivo de auxiliar no enfrentamento as intrépidas e bruscas mudanças do mundo contemporâneo aos quais estamos expostos.
QUAIS SÃO AS BOAS COISAS DA PSICOLOGIA? A boa coisa da psicologia é porque busca entender e auxiliar o ser humano que se encontra destoado no mundo de hoje. Acredito que a psicologia com auxilio de outros saberes como da medicina, sociologia, antropologia, filosofia e política, explicam o ser e o estar no mundo em todas as dimensões. Porém, a psicologia é a única ciência a explicar e a amparar o ser em sofrimento.
Vivemos num mundo cada vez mais complexo. Antes, o trabalho tomava toda parte da vida da pessoa. Antes da explosão da globalização (dec.80) os valores eram diferentes, a sociedade não era de consumo, era uma sociedade de produtores, em que o mais importante era ser um bom trabalhador, um bom pai de família...tinha uma moral bem estabelecida...os sofrimentos dos homens eram outros ...
Hoje o mundo é de consumo, os valores estão mudando, o homem passa a ser tratado como objeto, valendo até menos que um tênis, menos que um animal de estimação.
Neste mundo “coisificado”, ai está a Psicologia a se preocupar com o ser humano em primeiro lugar. Penso que a psicologia ainda é elitista, são poucos que tem acesso ou condições financeiras de ter um atendimento psicológico E a missão da psicologia é promover o bem estar humano.
COMO NASCE A VOCAÇÃO NA PSICOLOGIA?Acredito que a pessoa vai se fazendo nas relações familiares e sociais, e nessas relações vai despertando o interesse pela compreensão do homem. No meu ponto de vista a Vocação está ligada a predestinação. Se há destino certo, marcado para a pessoa... qual a importância da educação? estudo? trabalho? dedicação? da liberdade e das escolhas?
SER PSICÓLOGA É “JEITO” OU “FORÇA”? Acredito que seja uma mistura dos dois, onde o psicólogo com sua habilidade e através de sua técnica de investigação capta a subjetividade do fenômeno psíquico e o faz desvelar-se de forma organizada.
A PSICOLOGIA DE HOJE É BEM DIFERENTE. É POSSÍVEL MENSURAR ISSO? A psicologia como ciência e profissão ela também é dinâmica, como a evolução dos conhecimentos, do pensar humano, que inserido no mundo de hoje e com as grandes e visíveis transformações, da tecnologia, da cultura, da vida pós-moderna, e devido as crescentes exigências que outrora não havia, na esfera intelectual (tem que saber mais), profissional (tem que fazer melhor), emocional(tem que ser mais controlado) social (tem que relacionar melhor), exigi do homem contemporâneo a excelência em tudo que faz, com desafios cada vez mais complexos e intensos, muitas vezes maior que a capacidade de elaboração e execução.
Assim, a pessoa frente a tantas tensões emocionais acumuladas, se vê fragilizado e vulnerável ao adoecimento mental. Entendo que a saúde mental é a condição primeira para uma melhor qualidade de vida e que todos almejam.
Houve sim mudanças, e é difícil mensurá-las, porém, ela é visível a todos, pelo aumento de casos como: depressão; pânico: hiperatividade; bulling; drogadiçã o, violência etc.
QUAL O CONSELHO PARA QUEM QUER SER PSICÓLOGO? A psicologia como área que estuda a psiqué tem um campo vasto de investigação e como profissão tem um campo vastíssimo de aplicação, a escolha pela profissão não deve ser baseada pelo possível retorno financeiro, mas a escolha deve ser por uma opção altruísta, na preocupação do bem estar do outro.
QUAL A ÁREA DE MAIOR EVIDENCIA NA PSICOLOGIA? Como outras ciências, vê-se a ampliação das áreas de atuação da psicologia, como por exemplo a Psicologia do Esporte, a Psicologia Jurídica, Comunitária, da Saúde, talvez motivado pelo momento político, acredito que a necessidade atual da sociedade é a do Psicólogo Social.
Em uma sociedade que se diz democrática o povo deve exercer plenamente a sua cidadania, deve aprender a exercer conscientemente seus direitos civis, políticos e sociais. Pesquisas apontam que a violência social é inversamente proporcional as garantias dos direitos atendidos. Quanto mais injusta é uma sociedade, maior é o numero de violências.
Na foto abaixo, algumas psicólogas de Campo Mourão.
QUEM SÃO AS PSICÓLOGAS MAIS EXPERIENTES EM CM? Existem boas psicólogas em Campo Mourão... Destacar as experientes e exemplos posso estar cometendo injustiça. Porém, é certo que muitos profissionais exercem sua profissão com responsabilidade, pois hoje em dia, aqui em Campo Mourão, são vários setores da atividade humana que sentem a necessidade de um psicólogo. E essa necessidade reconhecida não vem só pelos meios de comunicação ou de uns poucos profissionais, mas de todo uma classe de profissionais que dedicam com afinco a sua profissão.
O QUE A SENHORA AINDA NÃO FEZ QUE AINDA GOSTARIA DE FAZER. Gostaria de viajar, conhecer novos lugares.
E A SUA TRAJETÓRIA ESPORTIVA?. Meu pai foi atleta, especialista em corrida de 200 e 400 metros. Ele dizia que essa categoria exigia força, propulsão e rapidez. Durante a infância até a universidade, praticava vôlei, basquete e handebol, e algumas modalidades no atletismo como corridas salto de extensão. Porém, com o trabalho e filhos, infelizmente a pratica desportiva tem ficado de lado. Meu esporte preferido é o vôlei. Sonia, na foto com parentes e amigos.
QUAL É A SUA ATUAÇÃO NA COMUNIDADE? Como associada da Sonibram, quando possível, participo das campanhas que também tem suas atividades filantrópicas. Frequentemente sou chamada pelas escolas do município e da região para palestrar com os pais sobre a educação dos filhos. Ideia advinda em 1995 com a Escola de Pais. Atendo também os egressos do Programa Pró-Egresso de Campo Mourão e convivo diariamente com a complexidade das questões que envolvem a violência e a drogadição no município e na região de Campo Mourão.
COMO PROFESSORA, TEM IDÉIA DE QUANTOS ALUNOS JÁ TEVE? Nesses 30 anos como professora da Fecilcam, vejo que é difícil quantificar o números de alunos que já tive, porém, sinto muito orgulhosa ao ver muitos e muitos alunos bem sucedidos e ocuparem posições de destaque espalhadas por todo o Brasil.
ÉTICA EM UMA FRASE É.... o respeito à pessoa humana.
O MOMENTO ATUAL DA SUA VIDA É...De sublime sentimento de gratidão à vida pela gravidez da cunhada Grazi e imensa alegria na espera do neto Raul que está para nascer.
A FECILCAM É.... Uma instituição pública que está crescendo tanto em termos quantitativos como qualitativos que tem ampliado seus compromissos sociais com o município e região. A Fecilcam completou recentemente 38 anos de fundação. Na foto, Joani Teixeira, um dos professores da Instituição e o sonso" Futura Universidade da Comcam".
O POVO BRASILEIRO SABE VOTAR? O povo está aprendendo a votar. Acredito que se o voto não fosse obrigatório, já teria aprendido. Foto do lançamento do movimento Acorda Comcam na Acicam.
COMO A SENHORA VÊ O MOVIMENTO ACORDA COMCAM PARA ELEGER CANDIDATOS DA REGIÃO? Acredito que é um movimento necessário para despertar a consciência de cidadania, da importância da representatividade a nível estadual e federal. Porém, acho que esse movimento teria que partir da junção (difícil, porem não impossível) dos partidos políticos do município e da região acordarem entre si, lançando números de candidatos passiveis de serem eleitos. Pois só assim nós eleitores sentiremos o interesse pela melhoria regional e passaremos a acreditar em nossos políticos, uma classe desacreditada em todo o pais.
A SENHORA ACREDITA QUE CM ELEGERÁ DEPUTADOS EM 2010?É o que todos esperamos e necessitamos... de se ver representar nossos anseios e desejos a nível estadual e federal.
CITE TRÊS PERSONALIDADES ESPORTIVAS EM CM: Sérgio Ueda, Itamar Tagliari e Jair Grasso. Na foto, Jair Grasso, o segundo da esquerda para à direita e Itamar Tagliari, o primeiro da direita para à esquerda: comemorações da conquista do handebol de ouro masculino mourãonse.
CITE TRÊS PERSONALIDADES EM CAMPO MOURÃO? Dr. Edgar Rieki, Aroldo Galassini e Dirce Bortotti Salvadori (foto, com quem tive o privilégio de estudar na Fecilcam, no curso de Pedagogia, na década de 80, tendo a psicológa como um de nossas professoras). SER PSICÓLOGA É... Acreditar na capacidade humana e que o mundo pode se tornar melhor.
QUAIS ATRIBUTOS FAZEM UM GRANDE PSICÓLOGO? A humildade, conhecimento e amor a profissão.
A CAMPO MOURÃO DO PRESENTE É... uma cidade acolhedora que aprendi a gostar, e valorizar. Sou Campo Mourão de Coração, e me interesso por tudo que ocorre nela. É
Uma cidade boa para se viver, em constante crescimento, com problemas iguais as outras, que necessita de união política para maior crescimento e desenvolvimento. Imagem aérea de Mariana Cavali
A CAMPO MOURÃO DO FUTURO SERÁ..... Uma cidade cada vez melhor e com uma boa qualidade de vida.
QUAL O SENTIMENTO EM RECEBER ESTA HOMENAGEM E PARTILHAR UM POUCO DA SUA VIDA? É com muito orgulho e sinto extremamente lisonjeada em receber tamanha homenagem, ainda mais vindo do Ilivaldo, uma pessoa que sempre respeitei e admirei pela atenção e dedicação por tudo aquilo que faz ao longo dos anos de sua vida no meio público.
QUEM GOSTARIA DE VER HOMENAGEADO AQUI NA ENTREVISTA DE DOMINGO? Gostaria de ver homenageado os professores Assabido Rhoden e Agenor Krull, por tudo que fizeram pelo ensino superior em Campo Mourão.
QUAL O RECADO PARA OS LEITORES DO BLOG? O BLOG é um meio de informação e formação diferenciado, que ressalta principalmente as boas coisas de Campo Mourão, propiciando um sentimento de identidade de pertencimento a uma localidade, como um prenúncio de ação conjunta para a melhoria da qualidade de vida do município e da região.
JOGO RÁPIDO
MUSICA?
Aquarela - Toquinho e Vinicius
UM LIVRO: Perdas Necessárias e A Verdade da Vida
QUE LIVRO ESTÁ LENDO AGORA: História do Pensamento Econômico
UM AUTOR: Jurgen Habermas
UM PROFESSOR: Assabido Rhoden
COMIDA?; Italiana
SONHO? Um mundo melhor
SAUDADES DO QUE? E DE QUEM? Saudades dos que se foram: minha mãe; minha irmã e minha sogra. Saudades do tempo que passei com a minha sogra, de tudo que compartilhamos.
MOMENTO INESQUECÍVEL? Nascimento dos filhos
HOBBY? filmes
MANIA? Dizem que sou detalhista
PROGRAMA? Noticias ...
JOGO? Vôlei
FRUSTRAÇÃO? nenhuma
FAMÍLIA É... a base de tudo, da educação, do amparo, compreensão e aceitação, do respeito e união.
Nota do BLOG: Obrigado professora Sônia. Pela confiança e amizade. Com simpatia, inteligência, dedicação e sabedoria, abençoada por Deus você com certeza representa com excelência não só a Classe dos Psicólogos, mas também as dos professores, mães e cidadãos, que educam e formam cidadãos para o mundo melhor.

PLANTÃO DO BLOG: CM vence Cascavel e garante presença na 2ª fase da Taça Paraná Sub-11


O jogo foi difícil, o adversário (Cascavel) de qualidade, o público incentivando o tempo todo e o resultado não poderia ter sido melhor: vitória.
Assim, o Campo Mourão Futsal (Eliane Futsal Escola Urupês) venceu a Associação Atlética Comercial por 3 a 2 (gols de Vitinho) e garantiu a sua classificação para a segunda fase da Taça Paraná Pré-Mirim.Na preliminar, o Maringá derrotou Paraná Clube, por 2 a 0.
A última rodada será neste domingo no Valternei de Oliveira a partir das 9h30 com Cascavel x Maringá e Campo Mourão x Paraná Clube.
O Campo Mourão Futsal é comandado pelos técnicos Rinaldo Santos (Gordo) e Ronaldo Gonçalves, tem os atletas Brendon, Felipe, Vitinho, Dodo, Kevin, Marcelo, Gabriel Real, Andrei, Rafael, Luan, Ruan e Léo
Na segunda-feira, imagens exclusivas da conquista mourãoense aqui no Nosso BLOG.

27 de ago de 2010

PLANTÃO DO BLOG II: em jogo emocionante, CM derrota Londrina no Paranaense de Basquete


Em jogo emocionante e como era esperado, com muito equilíbrio e decidido nos detalhes, o Campo Mourão Basquete conseguiu derrotar na noite de sexta-feira (27) o forte time do Londrina pelo Campeonato Paranaense de Basquete, pelo placar de 98 a 91.
O atual Campeão Paranaense de basquetebol e Campeão dos Jogos Abertos, Integrado/Fecam/Campo Mourão, terminou perdendo o primeiro tempo por 49 a 47, mas no final no jogo, com superação marcou a sua segunda vitória do time no certame.
O jogo no ginasinho JK reuniu em torno de 500 pessoas que fizeram a diferença, sendo decisiva nos minutos finais da partida.
Fernando Reis (foto) um dos novos reforços do time mourãoense foi o cestinha de Campo Mourão anotando 22 pontos.
Para Emerson Souza, treinador mourãoense, a vitória foi motivada pelo desejo de ganhar e da superação. "Este time mostrou mais uma vez que é unido e tem a superação como meta. Ganhar de Londrina, um time muito forte sempre é muito bom. Vamos continuar trabalhando para continuar conquistando bons resultados na temporada", considera Emerson.

PLANTÃO DO BLOG :CM vence Mgá na Sub-11 e joga com Cascavel neste sábado a tarde no Lar Paraná


O Campo Mourão Futsal estreou muito bem nesta noite de sexta-feira na segunda fase da Taça Paraná de Futsal Sub-11 ao vencer Maringá por 2 a 0. No outro jogo, no ginásio Valternei de Oliveira, o Cascavel derrotou o Paraná Clube pelo placar de 4 a 2.
Neste sábado, o time dirigido pelo técnico Rinaldo Santos, o "Gordo" - na foto, ao lado do craque e filho Felipinho- jogará às 16h30 contra o Cascavel, e na preliminar, às 16 horas, em quadra os perdedores de sexta-feira Maringá e Paraná Clube.
Gordo estará ao vivo e em cores, neste sábado, às 11 horas no nosso programa Tocando de Primeira, pelas ondaas médias da Rádio Colméia AM.
Na foto do Serginho, uma imagem maravilhosa: pai e filho comemorando gol e vitória.
E viva o CM sub-11 rumo à terceira fase da Taça Paraná.

PARQUE DO LAGO sedia domingo Concurso de Pipas


Pipas de vários formatos e tamanhos disputam neste domingo (29) a partir das 09 horas no Parque do Lago “Joaquim Teodoro de Oliveira”, o 4º Concurso de Pipas-Arte no Céu.
O Centro de Criatividade da Fundacam é quem organiza a revoada e pretende premiar os participantes mais criativos nas seguintes modalidades: mais engenhosa, mais bonita, maior e menor pipa. Aos melhores de cada modalidade serão entregues pipas industrializadas e troféus. O vencedor vai ganhar também uma biruta.
Incentivando os participantes durante esta semana o Cecria já promoveu oficina de oficinas de construção de pipas.
As inscrições para a revoada e o Concurso devem ser feitos no Parque do Lago à partir das 09 horas. Na competição não poderão participar pipas industrializadas, ou seja somente serão aceitas inscrições de participantes que confeccionaram individualmente, ou em grupo a sua própria pipa.
Fonte: Assessoria Comunicação Município de Campo Mourão

COLUNA DA PROFª MARIA JOANA: Porque há tanta corrupção no Brasil?


Uma pesquisa do Ibope constatou que 70% dos entrevistados admitem já ter cometido algum tipo de prática antiética e 75 % deles afirmaram que cometeriam algum tipo de corrupção política caso tivessem oportunidade. Isso, obviamente, acaba criando um certo grau de tolerância com o que se faz de errado. Talvez esteja aí uma explicação para o fato de alguns políticos com ficha não muito limpa e outros personagens muito conhecidos ainda não terem sido punidos, podendo, podendo ser reeleitos.
.Um texto que circula na internet, de autor desconhecido, nos faz pensar sobre nossas ações, a tolerância ao erro, a falta de ética e as nossas críticas aos outros “corruptos”... Parabéns aos brasileiros que não fazem estas coisas.
“ O brasileiro -Saqueia carga de veículos acidentados nas estradas.
- Estaciona nas calçadas e debaixo de placas proibitivas.
- Estaciona em vagas exclusivas para deficientes.
- Suborna ou tenta subornar quando é pego cometendo infração.
- Troca votos por qualquer coisa: areia, cimento, tijolo, dentadura, caixa d’água, etc.
- Fala no celular enquanto dirige.
- Nos congestionamentos trafega pela direita nos acostamentos.
- Para em filas duplas e triplas em frente às escolas.
- Viola a lei do silêncio.
- Dirige após consumir bebida alcoólica.
- Fura filas nos bancos utilizando-se das mais esfarrapadas desculpas.
- Pega atestados médicos sem estar doente para faltar ao trabalho.
- Faz gato de luz, água e TV a cabo.
- Registra imóveis no cartório em valor abaixo do comprado, ainda que irrisório, para pagar menos impostos.
- Compra recibos para abater na declaração do imposto de renda e pagar menos imposto.
- Quando viaja a serviço da empresa ou come fora, pede nota fiscal a maior para enganar o patrão.
- Comercializa objetos doados nas campanhas de catástrofes.
- Adultera o velocímetro do carro para vendê-lo como se fosse pouco rodado.
- Compra produtos piratas com a plena consciência de que são piratas.
- Substitui o catalisador do carro por um que só tem a casca.
- Diminui a idade do filho para que passe por baixo da roleta do ônibus.
- Emplaca o carro fora do seu d omicílio para pagar menos IPVA.
- Freqüenta os caça-níqueis e faz fezinha no jogo de bicho.
- Leva da empresa onde trabalha pequenos objetos como clipes, envelopes, canetas, e lápis, como se isso não fosse roubo.
- Comercializa os vales-transporte e vales-refeição que recebe das empresas onde trabalha.
- Falsifica tudo, tudo mesmo. Só não falsifica aquilo que ainda não foi inventado.
- Quando volta do exterior, nunca fala a verdade quando na alfândega perguntam o que traz na bagagem.
- Quando encontra algum objeto perdido, não devolve.
E quer que os políticos sejam honestos, se escandaliza com a farra das passagens aéreas, o nepotismo e os escândalos no Congresso, nas assembléias Legislativas e Câmaras de Vereadores. Estes políticos que aí estão saíram do meio desse mesmo povo? Ou não? Brasileiro reclama de quê, afinal?”
Maria Joana Titton Calderari – membro da Academia Mourãoense de Letras, graduada Letras UFPR, especialização Filosofia-FECILCAM e Ensino Religioso-PUC- majocalderari@yahoo.com.br

PROFª SÔNIA OKIDO estará na ENTREVISTA DE DOMINGO


Hoje, 27 de agosto é Dia do Piscólogo, e para marcar a data e homenagear a classe, a homenageada desta semana aqui no Nosso BLOG na ENTREVISTA DE DOMINGO será a psicóloga Sonia Maria Yassue Okido Rodrigues, uma das pioneiras na área na Capital do Centro-Oeste do Paraná.
Araponguense de nascimento, Sônia veio em 1979 para Campo Mourão, como funcionaria psicóloga da Universidade Estadual de Maringá, do Núcleo de Psicologia Aplicada, realizando Exames Psicológicos para obtenção da Carteira Nacional de Habilitação.
“Comecei a lecionar as disciplinas de Psicologias nos mais diversos cursos (Administração, Contábeis, Economia e Pedagogia) da faculdade, na época era uma instituição municipal denominada de Facilcam, hoje Fecilcam”, conta a professora Sônia.
NA ENTREVISTA DE DOMINGO, Sônia conta um pouco da sua história, da sua trajetória vitoriosa e comenta sobre os desafios, virtudes e alegrias vividas na sua profissão. “Acredito que a missão da psicologia é promover o bem estar humano”, assegura a psicóloga Sonia Okido Rodrigues.
Não perca! Amanhã a tarde a ENTREVISTA DE DOMINGO.

26 de ago de 2010

BASQUETE DE NÍVEL: CM x Londrina, hoje no ginasinho JK em Campo Mourão


O basquete masculino adulto do Integrado/Fecam/Campo Mourão enfrenta a tradicional equipe de Londrina, na noite de hoje, às 20 horas no ginasinho JK, em Campo Mourão. O jogo é válido pelo Campeonato Paranaense e os convites custam R$ 3,00 e podem ser adquiridos no local.
O Campeonato Paranaense tem uma grande novidade no seu regulamento. O campeão e o vice serão os representantes do Paraná na Copa do Brasil 2011. E a Copa do Brasil, por sua vez, será classificatória para a Super Copa Brasil, que tem o status de segunda divisão da Liga Nacional.
Desta maneira, as duas melhores equipes terão duas vagas para o Campeonato Brasileiro de 2011 e uma vaga para o Campeonato Sul-Americano. O Campeonato Paranaense passa a ser uma das portas de entrada para a Liga Nacional.
E viva o basquete mourãoense. Todos juntos hoje no ginasinho JK.
"Sonhando em chegar a elite do basquete Brasileiro, o basquete Mourãoense vai com tudo para cima de Londrina e espera derrotar a maior força do basquete Paranaense, e se firmar como uma das fortes candidatas a essa vaga", explica o técnico Emerson Luis de Souza.

DIA DO PSICOLÓGO:CYBELE CARVALHO TONET e a verdadeira psicologia


"Como é maravilhoso completar vinte anos de formada em Psicologia e sentir a forma que meu corpo e minha alma conquistaram vivendo esta profissão! Costumo dizer que devo minha vida à Psicologia. E após todos esses anos exercendo em minha clínica, eu tenho a plena certeza que meu trabalho não curou somente aos outros, curou a mim mesma.
Aprendemos técnicas, linhas de trabalho, filosofia, ética, psicopatologias, condutas de caso, especializações, enfim estudamos e nos dedicamos para apreendermos toda teoria possível, e hoje percebo que a verdadeira psicologia está no simples, no olhar generoso e não julgador para o paciente, na paciência e amor incondicional pelo ser humano, e acima de tudo a crença na sua cura!
Hoje percebo que tudo isso foi possível porque sempre acreditei em mim mesma, busquei e escolhi uma conduta de vida sintonizada com minha verdade e minha alma! OBRIGADA à Psicologia e OBRIGADA a todos os pacientes que a mim confiaram suas vidas!"
Cybele Pinheiro de Carvalho Tonet, psicóloga em Campo Mourão, que escreveu o depoimento acima, a pedido deste blogueiro jornalista.
Obrigado Cybele.
Viva todos os psicólogos e psicólogas.
Fique por dentro: Dia 27 de agosto é o Dia do Psicólogo! Viva!
O profissional de psicologia é, como o próprio nome da teoria sugere, um conhecedor da mente humana. A palavra deriva do grego e significa psyche (mente ou alma) e logos (conhecimento), ou seja, "ciência da alma": sua definição mais antiga. Tudo começou com os filósofos, os primeiros a fazer especulações em relação a problemas psicológicos, em busca de respostas sobre a natureza da alma e de sua relação com o corpo. Daí o costume de se dizer que a filosofia é a mãe da psicologia ou que os filósofos foram os precursores dos psicólogos.
Hoje, a definição da psicologia é outra e cabe ao psicólogo "estudar os fenômenos da mente e do comportamento do homem com o objetivo de orientar os indivíduos a enfrentar suas dificuldades emocionais e ajudá-los a encontrar o equilíbrio entre a razão e a emoção".
O objeto de estudo do psicólogo é o comportamento humano e o seu principal objetivo é compreender o homem.

JAP´S: Roncador sedia fase regional a partir desta sexta-feira com 28 Municípios


O Município de Roncador, 97 km de Campo Mourão, na região Centro-Oeste, sedia a partir desta sexta-feira (27) e término dia 4 de setembro, uma das fases regionais dos 53º Jogos Abertos do Paraná, com os Municípios da Região 8. O evento é promovido pelo Governo do Paraná (Secretaria de Estado da Educação/Paraná Esporte) em parceria com a Prefeitura Municipal de Roncador e a solenidade de abertura acontece às 19 horas, no ginásio de esportes 5 de Novembro e no dia seguinte, sábado, começa o primeiro dia de competições.
Em disputa nove modalidades: basquetebol feminino e masculino, bocha masculino, bolão feminino e masculino, futebol masculino, futsal feminino e masculino, handebol feminino e masculino, voleibol feminino e masculino, vôlei de praia feminino e masculino e xadrez masculino. Vinte e oito Municípios estarão em ação com 94 equipes. Com o maior número de equipes participantes será Roncador (10 equipes), seguido de Campo Mourão (9).
Confira os grupamentos das equipes que participam da disputa:
Basquetebol Feminino A
Grupo Único: Apucarana
Basquetebol Masculino B
Grupo A: Roncador, Jardim Alegre, Arapongas e Marilândia do Sul
Grupo B: Apucarana, Palmital e Ivaiporã

Bocha Masculino B
Grupo Único: Campo Mourão, Nova Cantu, Mamborê e Palmital

Bolão Feminino B
Grupo Único: Campo Mourão e Roncador

Bolão Masculino B
Grupo Único: Campo Mourão e Roncador

Futebol Masculino B
Grupo A: Roncador, Campina da Lagoa, Borrazópolis e Marilândia do Sul
Grupo B: Barbosa Ferraz, Mamborê, Palmital e Manoel Ribas

Futsal Feminino B
Grupo A: Roncador, Palmital e Nova Cantu
Grupo B: Apucarana, Laranjal e Luiziana
Grupo C: Engenheiro Beltrão, Faxinal, Campina da Lagoa e Jardim Alegre
Grupo D: Pitanga, Santa Maria do Oeste e Nova Tebas

Futsal Masculino B
Grupo A: Roncador, Nova Tebas e Mato Rico
Grupo B: Ivaiporã, Laranjal e Iretama
Grupo C: Manoel Ribas, Palmital e Mamborê
Grupo D: Faxinal, Altamira do Paraná e Santa Maria do Oeste
Grupo E: Pitanga, Nova Cantu e Luiziana
Grupo F: Engenheiro Beltrão, Campina da Lagoa e Apucarana

Handebol Feminino B
Grupo A: Campo Mourão, Bom Sucesso, Jardim Alegre e Barbosa Ferraz
Grupo B: Quinta do Sol, Apucarana e Campina da Lagoa

Handebol Masculino B
Grupo A: Roncador, Faxinal e Apucarana
Grupo B: Bom Sucesso, Barbosa Ferraz, Luiziana e Arapongas
Grupo C: Jandaia do Sul, Quinta do Sol e Palmital

Voleibol Feminino B
Grupo Único: Apucarana e Ivaiporã

Voleibol Masculino B
Grupo A: Roncador, Manoel Ribas, Ivaiporã e Araruna
Grupo B: Apucarana, Campo Mourão e Altamira do Paraná

Vôlei de Praia Feminino B
Grupo Único: Campo Mourão e Roncador

Vôlei de Praia Masculino B
Grupo Único: Roncador, Laranjal, Quinta do Sol, Campo Mourão, Ivaiporã e Arapongas

Xadrez Masculino B
Altamira do Paraná, Arapongas, Campo Mourão e Palmital

Xadrez Feminino B
Não haverá disputa, pois Campo Mourão foi à única equipe a se inscrever, já estando automaticamente classificada para a Fase Final da competição.
Fonte: Diego Reis / Paraná Esporte

COLUNA DO SHAPIRO: Barreiras nos relacionamentos


Imagine uma vizinha de apartamento, no seu prédio, cujo tubo do ar-condicionado pinga diretamente sobre o seu carro, no estacionamento. Você pediu delicadamente para ela desviar o duto, mas ela sempre esquece. Todas as manhãs seu carro está coberto por uma pasta marrom de poeira e a água. Já lhe perguntaram se é arte moderna.

O que você faria? Gritaria? Diria "poucas e boas"?

Isto aconteceu com um amigo meu. Vendedor excelente e estudioso da arte de relacionar-se com pessoas, ele agiu de modo esperto. Comprou flores! A vizinha ficou perplexa ao abrir a porta da sala e vê-lo com um buquê na mão. "Por que você está me dando flores?" – perguntou ela. "Apreciaria muito o seu esforço de evitar que a água de seu ar condicionado caia sobre o meu carro", ele disse. Meio confusa, ela agradeceu e fechou a porta. Nunca mais se esqueceu de mover a bendita mangueira. Afinal, é muito fácil lembrar-se de alguém que lhe trouxe um presente inesperado.

A vida é uma série interminável de dificuldades. Grande parte delas está nos relacionamentos. Superar? Não é questão de ciência. Mas de criatividade.

Nossa primeira reação frente aos problemas é pensar: “Não é justo; o que eu fiz para merecer isto?” Procuramos culpar alguém. Mas há culpados?

Uma regra para se resolver atritos é: determine a realidade da situação sob a seguinte ótica: “O que devo fazer para superar este empecilho e aprender o que é necessário?”; “Haverá algum propósito que eu não esteja conseguindo ver?”

Deste modo, a situação enquadra-se em sua devida perspectiva. E resfriam as emoções.

Sede por justiça - e honestidade - vira desejo de vingança. Assim, em vez do resultado ser satisfatório, torna-se destrutivo. “Quem procura vingança deve cavar duas sepulturas”. Vingança é a pior opção. A melhor é o autodomínio. “O que é tardio de se enervar é superior ao homem poderoso”, disse Salomão.

Outra regra é: considere as possíveis soluções e suas conseqüências. Você perceberá que muitas das que parecem viáveis e vantajosas acabarão causando prejuízos pessoais – senão cadeia! O sucesso de nossas ações resulta da capacidade de prever o resultado antecipado.

Não estamos neste mundo com o objetivo de ter conforto o tempo todo, mas para enfrentar desafios. Isto é que nos desenvolve. As pessoas fazem parte deles. Enxergá-los como paredes ou degraus é uma escolha que depende de cada um!
Abraham Shapiro é consultor e coach de líderes. Sua filosofia de trabalho, em uma só palavra, é: simplicidade. Contatos: shapiro@shapiro.com.br ou (43) 8814 1473

CATECISMO DA IGREJA 2442: Vocação dos Leigos IV


O CATECISMO RESPONDE. O que a Igreja diz sobre isto ou aquilo? O Catecismo da Igreja Católica foi preparado para que você conheça a fé católica genuína, sem erro.
O post de hoje é o Catecismo da Igreja de número 2442.

§2442 Não cabe aos pastores da Igreja intervir diretamente na construção política e na organização da vida social. Essa tarefa faz parte da vocação dos fiéis leigos, que agem por própria iniciativa com seus concidadãos. A ação social pode implicar uma pluralidade de caminhos concretos. Terá sempre em vista o bem comum e se conformará com a mensagem evangélica e com a doutrina da Igreja. Cabe aos fiéis leigos "animar as realidades temporais com um zelo cristão e comportar-se como artesãos da paz e da justiça". Fonte: O Catecismo da Igreja responde de A a Z - Profº Felipe Aquino, Edições Loyola

25 de ago de 2010

PROFESSOR EPHIGÊNIO: relato dos primeiros momentos em CM em julho de 1955


Campo Mourão perdeu um pioneiro, professor biquímico, político e indubitavelmente, um cidadão: Ephigênio José Carneiro- na foto de 10 de outubro de 1968, ao lado do zagueiro e capitão Beline, do Atlético Paranaense e Seleção Brasileira, Augustinho Vechi,no estádio Roberto Brzezinski, no amistoso entre Mourãoense e Atlético.
O historiador Pedro da Veiga publica no seu BLOG e no livro "Campo Mourão, Centro do Progresso" relato do professor Ephigênio da sua chegada e objetivos em Campo Mourão.
"Naqueles dias de 1955, tornara-se insopitável, por imposição do ideal de desenvolvimento e a necessidade de aperfeiçoamento das gerações, a instalação de um Ginásio. Seria sem dúvida, então, a maior conquista, a melhor benesse.
Veio trazê-la, com a munificência de seu idealismo e o vigor de suas iniciativas, o Professor Ephigênio José Carneiro.
Como venceu e porque venceu só ele é quem sabe.
E é ele próprio, em artigo publicado pelo jornal “O PIQUIRIVAÍ”, de 5 de dezembro de 1959, às páginas 12, quem afirma:
Numa bela tarde de inverno a 29 de julho de 1955, pelas graças de Deus, cheguei pela primeira vez em Campo Mourão. No geral, felizmente, tive boas impressões. O aeroporto era modestíssimo, mas percebia-se que o local era bom, possibilitando futuros melhoramentos.
Ao dirigirmo-nos para a cidade, passamos pela cidade dos mortos, onde pudemos reverenciar os pioneiros que lutaram pelo desbravamento desta rica região. Que Deus os tenha na paz eterna é o que desejamos.
Entramos pela Avenida Capitão Índio Bandeira... Com aquele sol mortiço da tarde fria, a terra vermelha, as casas baixas e distanciadas umas das outras, fazia lembrar-nos um cenário do “far-West”.
Ao percorrer a avenida lembrei-me da Professora Áurea, que me dissera na véspera, diante de certa indecisão minha:
- “Afinal, você vai ou não vai construir esse Ginásio em Campo Mourão?”
Na mesma hora fui tratar da passagem.
Chegamos ao Hotel. Papai aguardava-me ansioso, pois fora ele o incentivador de minha viagem. Após várias apresentações, combinou-se uma reunião para o dia seguinte, em casa do Dr. Armando [Queiroz de Morais]. Lá nos reunimos, e ficou constituída a Comissão de Construção do Ginásio “Campo Mourão”: Odilon Joffre Tayer, Alphonso Germano Hruschka, Bonifácio Paes Carneiro e Teodoro Metchko.
No dia 1º de agosto [de 1955], considerado como dia da fundação do Ginásio “Campo Mourão”, foi lavrada a ata no livro de subscrições de empréstimos para a construção do prédio. Prestaram inestimável apoio nesta oportunidade os Senhores Dr. Daniel Portella, então Prefeito Municipal e o nosso pranteado Roberto Brzezinski.
Com os esforços conjugados, em setembro foi iniciada a construção, que, em apenas seis meses esteve concluída. Nesse meio tempo estive tratando da documentação junto ao Ministério de Educação e Cultura, sendo que a 22 de fevereiro de 1956, foi assinada a Portaria Ministerial [nº 518] autorizando o funcionamento do Ginásio “Campo Mourão”.
No primeiro exame de admissão inscreveram-se perto de cem candidatos, dos quais oitenta foram aprovados. A 1º de março iniciamos, com grande emoção, as aulas com duas turmas da 1ª série, uma da 2ª série e uma da terceira série.
Desde sua fundação o Ginásio “Campo Mourão” tem funcionado em situação financeira deficitária, fato este que muita gente não quer acreditar, não se dignificando, entretanto, de irem sentir de perto a nossa situação.
Ao conferirmos o grau de ginasianos à turma de 1959, sentimos a satisfação do dever cumprido. Para que possam prosseguir seus estudos, sem necessidade de saírem de Campo Mourão, aí está a Escola Técnica de Comércio “Santo Inácio”, com o Curso Técnico de Contabilidade. Com o diploma de contabilista, terão uma profissão digna e rendosa e poderão prosseguir seus estudos na Universidade, se assim o desejarem. A todos quantos tem colaborado conosco, nossos agradecimentos. "

O Professor Ephigênio José Carneiro foi, portanto, o primeiro Diretor do Ginásio “Campo Mourão”, com os seguintes Professores, formando o corpo docente no primeiro ano de funcionamento: Nelson Bittencourt Prado, Iran Martins Sanches, Armando Queiroz de Morais, Ephigênio José Carneiro, Aurea Margarida Carneiro, Odilon Joffre Tayer, Augustinho Kauling, Dinah Saldanha Muniz e Lady Rosa Amaral.

EXEMPLO: PROFESSOR EPHIGÊNIO, uma vida dedicada à educação e a comunidade


Professor, pioneiro, político e bioquímico, mas acima de tudo um professor, um educador, da escola participativa com o envolvimento e comprometimento da comunidade. "Um pioneiro da Educação, da escola envolvida com a comunidade, um professor de várias gerações", assim definiu o professor José Eugênio Maciel ao Nosso BLOG.
É muito fácil definir Ephigênio José Carneiro, que na foto aparece no recebimento do título de Cidadão Honorário de Campo Mourão, em agosto de 2005, ao lado do professor Egídio Martello e dos historiadores Pedro da Veiga e Jair Elias-.
Professor Ephigênio faleceu na madrugada desta quarta-feira (25/08) em Curitiba, onde estava internado e convivendo há alguns meses com problemas de saúde.
Tive a oportunidade de conviver com esta Celebridade e a oportunidade de prestar uma singela homenagem a ele no nosso Tocando de Primeira, na Rádio Colméia.
Com 83 anos bem vividos, o professor Ephigênio deixa para várias gerações um grande legado. Catarinense de Porto União, chegou em Campo Mourão no dia 29 de julho de 1955, quando para cá mudou-se a convite do seu pai que aqui residia - Bonifácio Paes Carneiro, e veio com o propósito de fundar escolas. E a primeira foi o Ginásio Campo Mourão.
Ephigênio foi vereador por quatro mandatos nos períodos de 1964-1968,1969-1972; 1977-1982 e 1983-1988.
Além do ginásio, o Professor Ephigênio José Carneiro participou da fundação de diversas instituições na cidade, como a Escola Técnica do Comércio Santo Inácio, o Mini-Ginásio 10 de outubro, Ginásio Botelho Mourão, Lions Clube de Campo Mourão e a Faculdade do município, que na época era chamada de Fundescam (Fundação de Ensino Superior de Campo Mourão).
E uma bonita homenagem ao professor Ephigênio seria e merecidamente dar o seu nome ao Colégio Estadual: Colégio Estadual Professor Ephigênio José Carneiro.
Descanse em paz, professor Ephigênio! Condolências à família e amigos. Campo Mourão perde um cidadão que tinha seu nome, sua vida, seu sentimento e seu trabalho dedicado à Educação.

CATECISMO DA IGREJA 900: Vocação dos Leigos III


O CATECISMO RESPONDE. O que a Igreja diz sobre isto ou aquilo? O Catecismo da Igreja Católica foi preparado para que você conheça a fé católica genuína, sem erro.
O post de hoje é o Catecismo da Igreja de número 900.
§900 Uma vez que, como todos os fiéis, os leigos são encarregados por Deus do apostolado em virtude do Batismo e da Confirmação, eles têm a obrigação e gozam do direito, individualmente ou agrupados em associações, de trabalhar para que a mensagem divina da salvação seja conhecida e recebida por todos os homens e por toda a terra; esta obrigação é ainda mais presente se levarmos em conta que é somente por meio deles que os homens podem ouvir o Evangelho e conhecer a Cristo. Nas comunidades eclesiais, a ação deles é tão necessária que sem ela o apostolado dos pastores não pode, o mais das vezes, obter seu pleno efeito.
Fonte: O Catecismo da Igreja responde de A a Z - Profº Felipe Aquino, Edições Loyola

24 de ago de 2010

CÂMARA APROVA: MARTA KAISER, a mais nova Cidadã Benemérita de Campo Mourão


A professora, advogada e secretária executiva da Acicam, a mourãoense Marta Paulina Kaiser Leitner, homenageada em 26 de julho de 2009, na ENTREVISTA DE DOMINGO do Nosso BLOG, e na foto, como Celebridade do programa Tocando de Primeira, no rádio mourãoense, é a mais nova Cidadã Benemérita de Campo Mourão.
Em sessão solene na noite desta terça-feira, a Câmara Municipal aprovou por unanimidade o projeto de autoria do vereador e ex-prefeito José Pochapski (PPS), subscrito por mais seis vereadores.
A homenageada é a idealizadora da Casa das Fraldas, projeto de responsabilidade social encabeçado pela Acicam e o Integrado – Colégio e Faculdade, que em dois anos de atividade, produziu e distribuiu gratuitamente mais de 160 mil fraldas descartáveis (geriátricas e pediátricas) para entidades sociais não governamentais da cidade, além de pessoas comprovadamente carentes.
A Casa das Fraldas tem divulgado Campo Mourão e o projeto destaca-se não apenas pelo alcance social da ação, mas também pelo envolvimento de empresas, clubes de serviço, entidades classistas e até a Justiça Federal como parceiros. Outra característica é a produção das fraldas exclusivamente por grupos de voluntários. O fornecimento das fraldas gera grande economia para as entidades beneficiadas (algumas atendidas em 100 por cento da demanda) e para muitas famílias de baixa renda.
Na mensagem justificativa do projeto, o vereador José Pochapski reproduz uma frase do ministro aposentado do STJ e ex-prefeito de Campo Mourão, Milton Luiz Pereira: “Nada mais comum que se homenagear àqueles que se destacam por serviços prestados à coletividade. Os prêmios são honoríficos, mas espelham a sensibilidade e o reconhecimento do espírito comunitário”. Segundo Pochapski, Casa das Fraldas é atualmente uma das maiores referências de programas de ação social de Campo Mourão.
Confira a ENTREVISTA DE DOMINGO com Marta Kaiser acessando
http://ilivaldoduarte.blogspot.com/2009/07/entrevista-de-domingo-marta-kaiser.html

TAÇA PARANÁ: CM fica em 1º no Sub-9 e joga segunda fase do futsal em Curitiba


Duas vitórias da Escola Municipal Urupês em Foz do Iguaçu. Está foi a campanha da equipe mourãoense Sub-9 (Fraldinhas) na primeira fase da Taça Paraná de futsal no final de semana. No jogo de sábado, Campo Mourão marcou 3 a 2 dianta de Sec . Cultura e no domigo, vitória de 2 a 1 sobre o tradicional Sport Mania, de Foz.
A segunda fase será nos dias 10, 11 e 12 de setembro, em Curitiba.
Os adversários de Campo Mourão no grupo H serão Cancun Esportes (Curitiba), Clube Curitibano e Bem Bem Futsal (Londrina).
Mas, antes, neste final de semana, Campo Mourão sedia no Valternei de Oliveira, a Taça Paraná Sub-11. Assunto para amanhã no Nosso BLOG.

JOGÃO DE BASQUETE NESTA SEXTA NO JK: CM x Londrina pelo Campeonato Paranaense


Campo Mourão e Londrina pelo Paranaense de Basquete. Um jogão nesta sexta-feira no JK pela segunda rodada do Campeonato Estadual Adulto. O jogo começa às 20 horas, os convites custam R$ 3,00 e podem ser adquiridos no local do jogo.
As duas equipes venceram na primeira rodada e quem vencer, passa à liderança do Paranaense.
O time de Londrina sempre foi forte e neste momento passa por reestruturação, após viver momentos de crise financeira.
Campo Mourão, do técnico Emerson Souza, não poderá contar com Gledman Lima, o “Borracha” Lima, contundido. “Nosso grupo tem treinado muito forte e acredito na vitória contra Londrina, em casa. Com isso daremos um passo importante à classificação para o play-off final e uma das vagas para a Copa do Brasil”, prevê.
O basquete mourãoense é patrocinado pela Fecam e Faculdade Integrado através da lei de incentivo ao esporte. Cristófoli, Tribuna do Interior, Gelo Sapeka, Restaurante Minuano, Fisioterapia Betel, Agroindustrial Contabilidade, Carajás Esporte, Rádio Musical, Gazeta do Centro Oeste e Academia Trainer são os parceiros que também apóiam a modalidade.
Foto: Basquetecampomourão.blogspot.com