25 de fev de 2010

REFERÊNCIA: Coamo recebe visita do presidente da Bolsa de Chicago


A Coamo recebeu ontem (quarta-feira) no final da tarde a visita do presidente da Bolsa de Chicago (Grupo CME), Craig Donuhoe (o primeiro da esquerda para à direita) que esteve acompanhado do seu vice-presidente Charles Carey (o primeiro da direita para à esquerda) e outros diretores. Na mesa, ao lado dos americanos, o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini e o gerente de Commodities Rogério Tranin de Mello.
Entre os objetivos da visita de Donuhoe que pela primeira vez visitou uma cidade do interior brasileiro estão a troca de experiências, a avaliação das operações de mercado e as projeções de modalidades para a próxima safra.
A Bolsa de Chicago do grupo CME, presidida por Craig Donuhoe é o principal mercado regulador de preço agrícolas do mundo. Por dia são realizados mais de 100 mil contratos com operadores de 85 países.
Referência - A Coamo foi escolhida para receber esta visita inédita de Donuhoe por ser uma referência no agronegócio nacional e internacional. Para o presidente da Coamo, José Aroldo Gallassini, o encontro com a Bolsa de Chicago sempre foi positivo. Segundo ele a organização é importante para efetivação das operações e para proteção de preços das commodities agrícolas. "A bolsa de Chicago tem expandido suas atividades no Brasil e há vários anos conta com a Coamo para identificar a necessidade dos produtores brasileiros com relação à proteção dos preços", explica.
Imagem - O presidente da Bolsa de Chicago (Grupo CME), Craig Donuhoe disse na coletiva a imprensa que compareceu em grande número no auditório da administração central da Coamo que ficou impressionado com a estrutura da cooperativa e os serviços que ela oferece para os seus produtores associados. "Gostei muito do que vi, esta é a primeira vez que visito o interior do Brasil, nas outras vezes estive somente em São Paulo e no Rio de Janeiro. É muito bom ter uma parceira como a Coamo e ver que os seus associados já tem ferramentas de proteção a suas commodities como por exemplo venda antecipada e contrato futuro", avaliou Donuhoe.
Parceria - A Coamo opera na Bolsa de Chicago há 30 anos. A parceira da cooperativa com a Bolsa de Chicago já rendeu, inclusive, a participação de Gallassini, no ano passado, em campanha mundial de divulgação dos benefícios da instituição. Ele foi ainda a Chicago em anos anteriores participar do lançamento do contrato sul-americano de soja, como representante brasileiro. Fotos: Vanderlei Canargo / Assessoria Imprensa Coamo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário