17 de fev de 2010

COMEÇA hoje a Quaresma e a Campanha da Fraternidade Ecumênica: Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro"


A Campanha da Fraternidade 2010 terá como tema "Economia" e como lema "Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro", frase extraída do Evangelho de São Mateus.

A Igreja Católica realiza a Campanha da Fraternidade desde 1964. A deste ano será a terceira Campanha Ecumênica. A primeira foi realizada no ano 2000 e a segunda em 2005.

"Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro" (Mt 6,24). Este é o lema da Campanha da Fraternidade (CF) 2010 que abordará o tema "Economia e Vida", com o objetivo de promover uma economia a serviço da vida, sem exclusões e criando uma cultura de solidariedade e paz. A CF de 2010, de caráter ecumênico, está sob a responsabilidade do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs no Brasil (CONIC).

O Reverendo Luiz Alberto Barbosa, do CONIC, disse que "o intuito é mostrar para a sociedade que as igrejas, mesmo com denominações diferentes, estão unidas no mesmo ideal de fraternidade e solidariedade". A proposta é trabalhar no conceito de inclusão social em favor de uma economia que gere a vida e não a morte, comentou o religioso.

A Campanha da Fraternidade terá atividades até o dia 28 de março, Domingo de Ramos, dia em que, segundo o reverendo, será feita a Coleta Ecumênica da Solidariedade nas igrejas. O dinheiro arrecadado será revertido ao Fundo Ecumênico de Solidariedade que deve destinar recursos a projetos sociais que podem receber valores entre R$ 10 mil e R$ 50 mil reais.

O reverendo comenta que, durante o período da Quaresma, é importante praticar a solidariedade e refletir sobre o tipo de economia que desejamos para a nossa vida. Ele também enfatiza a importância de que todas as pessoas, independente de seu credo religioso, reflitam sobre a questão da economia, já que ela faz parte da vida mesmo antes do nascimento. "A Economia está presente desde a gestação até a morte", resumiu.

De acordo com o texto base da campanha, a economia existe para a pessoa e para o bem comum, e não as pessoas para a economia. O Reverendo Luiz Alberto comentou que a proposta da Campanha da Fraternidade é transformar o coração e a vida das pessoas de boa vontade em relação ao dinheiro. "O dinheiro não é o mais importante".

"O dinheiro deve ser usado para servir ao bem comum das pessoas, na partilha e na solidariedade", expressa o texto base da CF. A vida econômica deveria ser orientada por princípios éticos e não apenas pelo consumo desvairado e lucro a qualquer preço.

Ele disse ainda que 2010 será um ano importante para o Brasil, já que é um ano eleitoral, com eleições para vários cargos nos legislativos estaduais e federal. "A questão econômica é o ponto central de uma campanha eleitoral. Cabe a nós percebermos o que é bom ou ruim, de acordo com as propostas, para escolhermos qual tipo de economia queremos".

"O apelo é que todos se conscientizem e pensem antes de votar, porque ao votarmos, estamos também escolhendo um modelo econômico, entre outras coisas", finalizou o Reverendo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário