31 de ago de 2009

"ZÉ DO MATO", 30 anos com o E.C. União


Poucos conhecem quem é José Pereira Geraldo. Mas, se alguém perguntar ou simplesmente falar em "Zé do Mato" (foto) , todos da Prefeitura de Campo Mourão saberão quem é. E o Zé do Mato, que há 30 anos é servidor público construindo pontes e trabalhano pelas estrada rurais do nosso Município, além de santista, também tem outra paixão no futebol: há 30 anos comanda todos os domingos de manhã o Esporte Clube União - um time de futebol suíço da Vila Urupês, que se encontra chova ou faça sol. "Quando chove a gente se reúne para comer uma carninha, tomar uma cervejinha e bater papo. Nesses anos todos temos vários pais e filhos jogando juntos, como o Segundo Gariboti e o seu filho Nei, o ´Segundinho´e agora o filho do Nei", explica orgulhoso Zé do Mato.
Por este feito e esta paixão, este cidadão nascido em Mamborê, pessoa simples e muito estimada, sábado (29/08) deixou de ser anônimo para participar do programa Tocando de Primeira e de surpresa, receber deste jornalista homenagem e o troféu "Tocando de Primeira", como reconhecimento pela sua dedicação ao nosso esporte. Participaram do programa o atleta Bruno Henrique, o vereador Ademir Franco de Lima, o "Pezão" e o líder comunitário e artista Toninho Barbosa.

OBERDAN, goleiro do Pameiras, entrevistado no Tocando de Primeira


Ao longo dos últimos dois anos, os ouvintes da Rádio Rural AM tem sido agraciados aos sábados com entrevistas de Celebridades do futebol brasileiro no programa Tocando de Primeira - uma das novidades no rádio mourãoense.
No último sábado, 29 de agosto, este blogueiro jornalista entrevistou por telefone, ao vivo e direto de São Paulo, Oberdan Catani (foto) - um dos maiores goleiros na história do Palmeiras.
Oberdan, aos 90 anos, demonstrou muita simpatia e enorme lucidez, falou no sábado que o clássico contra o São Paulo seria muito equilibrado, o que de fato, realmente foi. Contou que seu início foi na sua cidade natal (Sorocaba, no time Sete de Setembro) e que era chamado de "Fortaleza Voadora", porque tinha habilidade em sair do gol.
Oberdan também comentou sobre o Palmeiras de hoje e o de ontem, e até do Palestra Itália - primeiro nome do Palmeiras, em 1940, time pelo qual estreou em 3 de novembro de 1940 na vitória diante do SPR (atual Nacional-SP) por 5 a 1, pelo Campeonato Paulista, no estádio Palestra Italia.
Acompanhe a história do goleiro Oberdan no time palmeirense
* 2 de março de 1941: Estreia na equipe principal do Palestra Italia na vitoria diante do SPR por 1 a 0, pelo Torneio Início do Campeonato Paulista, no estádio do Pacaembu.
* 20 de novembro de 1942: Primeiro goleiro a se sagrar Campeão Paulista pela Sociedade Esportiva Palmeiras, no estádio do Pacaembu.
* 14 de maio de 1944: Estreia na seleção brasileira, na vitória contra o Uruguai por 6 a 1, no estádio de São Januário.
* 18 de dezembro de 1946: Em uma atuação de gala de Oberdan, o Palmeiras foi a única equipe a vencer por 2 a 1 do River Plate-ARG, em partida realizada no estádio do Pacaembu.
* 24 de abril de 1949 : No amistoso diante do São Bento de Marília, Oberdan sofre lesão no braço direito que o afastou dos gramados por oito meses.
* 8 de julho de 1951 :É acusado pelos dirigentes como culpado pela derrota por 4 a 0 da equipe alviverde para o Juventus-ITA, na primeira fase da Copa Rio,
* 7 de maio de 1954 : Faz seu último jogo pelo Palmeiras, na derrota por 2 a 1 para o São Paulo, pelo Campeonato Paulista.
* 15 de agosto de 1954 : Estreia com a camisa do Juventus , na vitória diante do São Bento de São Caetano por 2 a 1, em partida pelo Campeonato Paulista.
* 20 de outubro de 1954 : Faz a primeira partida contra o Palmeiras, na derrota juventina por 3 a 2, válida pelo Campeonato Paulista
* 13 e dezembro de 1954 :Despede-se do futebol atuando pelo Juventus, na vitória por 2 a 1 sobre o Ypiranga pelo ampeonato Paulista, no estádio Palestra Italia.
* 8 de março de 2004 : A diretoria da Sociedade Esportiva Palmeiras presta uma homenagem, esculpindo as mãos de Oberdan em bronze e colocando-as na Sala de Troféu do clube.

CASA DAS FRALDAS recebe rotarianos do Araucária

Um grupo de integrantes do Rotary Campo Mourão Araucária prestou serviço voluntário recentemente na Casa das Fraldas. A organização informa que os interessados em prestar serviço voluntário na Casa das Fraldas devem entrar em contato através do telefone (44) 3523 6449.
A unidade está instalada na rua Edmundo Mercer, 900 – entre as avenidas Capitão Índio Bandeira e Manoel Mendes de Camargo

LONDRINA perde e Chapecó e agora precisa ganhar em casa para se classificar


Em uma tarde inspirada do estreante Luis André, a Chapecoense venceu o Londrina-PR, ontem, por 2 a 1, no estádio Índio Condá, em Chapecó, pela terceira fase da Série D do Brasileiro.
Com maior volume de jogo, a Chapecoense criou boas oportunidades e abriu o placar aos 26 minutos da primeira etapa, com Luis André. O segundo gol da Chapecoense veio no segundo tempo. Em cobrança de escanteio de Cristiano, William Amaral ampliou para os donos da casa. Aos 45 do segundo tempo, Leandrinho descontou para o Londrina. Com este gol, o time paranaense precisa apenas de 1 a 0 no jogo de volta, no dia 13, para passar para a próxima fase.

30 de ago de 2009

ENTREVISTA DE DOMINGO: Jair Grasso


Nascido em Ivatuba e mourãoense de coração há mais de 40 anos, o professor de Educação Física e um dos ícones do handebol e do esporte mourãoense e paranaense, Jair Grasso, é o homenageado hoje da ENTREVISTA DE DOMINGO, numa data super especial: ele está completando hoje 50 anos de vida. Na foto ao lado, o santista Jair Grasso posa com o troféu Tocando de Primeira 838, após receber emocionante homenagem ontem (29/08) na rádio Rural AM no programa Tocando de Primeira.
Nesta ENTREVISTA DE DOMINGO Jair Grasso conta um pouco da sua história e trajetoria vitoriosa como cidadão, atleta, técnico e dirigente esportivo. Uma leitura emocionante e um presente aos leitores do BLOG, que poderão voltar no tempo e reviver grandes momentos do nosso esporte, que marcou época e será lembrado para sempre. Viva! Parabéns Jair, na sua pessoa o carinho, a gratidão e a homenagem dos mourãoenses ao nosso glorioso handebol.
QUEM É JAIR GRASSO? Nasci na cidade de Ivatuba (PR) em 30 de agosto de 1959, portanto, hoje estou completando 50 anos de vida. Sou filho de Agostinho Grasso e Otilia Souza Grasso. Tenho cinco irmãs e dois irmãos, sou casado há dez anos com Ligia Camargo Grasso e temos dois lindos filhos -Danilo e Gabriel Camargo Grasso - ao lado, a foto da família..
E A SUA INFÂNCIA, COMO FOI? MUITAS BRINCADEIRAS? Na minha infância, até os seis anos de idade residi em Ivatuba, na época, uma cidade calma e com poucos habitantes. Aos sete anos mudei com minha família para Campo Mourão. Moramos inicialmente em uma casa de madeira na Rua Muquilão, situada atrás do Estádio Municipal R.B. Meu pai tinha uma cafeeira e no terreno ao lado fizemos um campinho de futebol, de terra, onde comecei a jogar futebol. Colocávamos palha de café no gol e fazíamos disputa de "gol" praticamente o dia inteiro, dois contra dois, três contra três, e assim, sucessivamente, até anoitecer. Os lençóis de casa, que secavam no terreiro, muitas vezes serviam de rede do gol do nosso campinho de terra, para a “alegria” da minha mãe.
Na foto abaixo, Jair e a família.

Naquela época havia em Campo Mourão um time de futebol profissional, que era a AERM, a antiga mourãoense. Por diversas vezes, nos treinamentos da equipe, a bola ultrapassava o estádio e vinha parar no quintal da nossa casa e era eu quem levava a bola de volta até o campo. Recordo-me do goleiro Olavo, que era mopreno e alto, que falava bastante comigo e dava algumas instruções de como jogar no gol.

Na homenagem surpresa do programa Tocando de Primeira na Rural AM, ontem, dia 29/08, Jair ao lado da família - (sua irmã Cida, a mãe Otília, o pai Augustinho, a esposa Lígia e a irmã Maristela, e a frente com o troféu o filho Danilo.
ONDE O SENHOR ESTUDOU NA INFÂNCIA EM CAMPO MOURÃO?
Quando mudamos para Campo Mourão comecei a estudar no Colégio Vicentino Santa Cruz. Antes do início da aula, no intervalo e no final da mesma, eu e meus colegas fazíamos disputa de gol no corredor do colégio com uma pequena bola de plástico. A partir daí comecei a gostar muito do esporte, principalmente do futebol. Mas, havia, também, outras brincadeiras: fugir de casa para tomar banho no Rio do Campo, brincar na tulha e morro de palha de café que existia na cafeeira, além das disputas com carrinhos de rolimã no terreirão onde era secado o café. Tinha também a bolinha de gude e bafo com os meus irmãos e amigos.
O primeiro presente de Natal que ganhei dos meus pais foi uma bola de futebol número cinco. Tive uma infância muito feliz, sou muito grato aos meus amigos, aos meus irmãos e principalmente, aos meus pais (Agostinho e Otilia) que, com seus cuidados e exemplos, me tornou a pessoa que sou hoje.
COMO O SENHOR SE DEFINE? Sou sincero, calmo, quieto e religioso (católico). Gosto muito das minhas atividades profissionais. tenho o esporte como uma das principais atividades de lazer e curto muito a minha família, pois é nela que sempre procuro os bons exemplos para uma boa vida, com honestidade e lealdade, buscando constantemente fazer o bem no meio em que vivo.
CONTE-NOS UM POUCO SOBRE A SUA VIDA ESTUDANTIL. Iniciei o antigo primário na Escola Municipal de Ivatuba (PR) EM 1966 e ano ano seguinte minha família mudou para Campo Mourão e dei continuidade nos estudos no Colégio Vicentino Santa Cruz. Em 1970 comecei a 5ª série no Colégio Estadual e em 1979 terminei o 2º grau no Colégio Afirmativo.
Já em 1980 ingressei no curso de Educação Física, na Universidade Estadual de Ponta Grossa (UEPG), que conclui em 1983. Tive a oportunidade de fazer duas pós-graduações: Ensino da Educação Física, na Universidade Federal do Paraná (Curitiba) e Handebol, na Universidade Norte do Paraná (Londrina). Atualmente, estou concluindo o Mestrado em Ciências do Movimento Humano.
E A SUA TRAJETÓRIA PROFISSIONAL, COMO FOI? Em 1976, comecei a trabalhar no Escritório do "seo" Luiz Massareto -pessoa que admiro e que me deu muitos exemplos positivos. Tenho um carinho especial por ele e pela sua esposa, a dona Angelina .
Em 1979, iniciei o trabalho como professor de Educação Física na cidade de Goioerê e, em 1980, fui aprovado no concurso público como monitor de esportes na Universidade Estadual e na prefeitura de Ponta Grossa. Ao ingressar profissionalmente em uma das mais conceituadas universidades do Estado, busquei nos meus amigos e professores, exemplos a ser seguidos no esporte, e foi ali que aprendi muita coisa importante para a minha profissão. Destaco na área de organização de eventos esportivos, a instituição realiza e organiza os Jogos da Primavera onde tive a felicidade de em 1980 integrar a equipe organizadora do event. Em 1985, a convite do professor Paulo Gilmar Fuzeto (foto) retornei a Campo Mourão e comecei a trabalhar no departamento de Esportes (hoje Secretaria Especial de Esporte, Recreação e Lazer), onde continuo até hoje. Naquela época, uma das nossas prioridades era estruturar as equipes de handebol e vir a sediar novamente os Jogos Abertos do Paraná (JAP´s). Em 1985 concorremos com a cidade de Maringá e vencemos, adquirindo o direito de sediar os JAP´s em 1987.
Os JAP`s é considerado um marco positivo na organização na história do esporte do Paraná, na avaliação dos dirigentes esportivos do estado e jornalista londrinense Isnard Cordeiro, escreveu no livro "A história dos Jogos Abertos do Paraná, página 97" e faz referência a mim e aos amigos de Campo Mourão.
Após a administração municipal do prefeito professor José Pochaspki, retornei ao comando das equipes de handebol masculino e feminino. Em 1993, a convite do meu grande amigo Getulinho - Getúlio Ferrari Júnior (foto) - voltei a trabalhar na parte administrativa da Fecam, sendo definido em seminário esportivo municipal e com aprovação e apoio do então prefeito Rubens Bueno. Uma de suas prioridades era voltar a sediar grandes eventos esportivos na cidade e deu certo, com os Jogos Abertos do Paraná, Jogos da Juventude do Paraná, Jogos Abertos Brasileiros e outros grandes eventos, pautados sempre por primorosa organização, com a responsabilidade e compromisso de realizá-los da melhor maneira possível.
COMO FOI O TRABALHO DE ESTRUTURAÇÃO DAS EQUIPES E QUEM TRABALHAVA COM O SENHOR NA ÉPOCA NA FECAM? Elaborei diversos projetos para criação de programas visando auxiliar na estruturação de nossas equipes, com apoio de vários empresários. Sempre classifiquei o nosso município entre os seis melhores do Paraná e em 2000 nosso trabalho foi recompensado com o título de Campeão Geral dos JAP`s - conquista inédita e um marco no esporte amador desta cidade. Estes eventos buscou-se também reestruturar as nossas praças esportivas. A nossa equipe de trabalho sempre foi exemplar (Getulinho, Silvana, Carlão, Márcia Tomadon, Renato, Tininha, Gika, Edílson, Gringo, Toninho, Madalena, Sueli, Maria).
Em 1990 ingressei como professor de Educação Física na Fecilcam. Tive a honra de participar de todos os Jogos Abertos do Paraná que foram realizados em Campo Mourão (1976, 1987, 1995 e 2000). Ilivaldo, permita-me citar e agradecer alguns mourãoenses que nortearam a minha vida profissional: Getulio Ferrari Junior (Getulinho),Vicente Piazza Filho, Paulo Gilmar Fuzeto, Idevalci Ferreira Maia, Itamar Tagliari, Silvana Casali, Márcia Tomadon, Carlos Izidoro Koch (Carlão) e meus eternos atletas companheiros de todas as horas: Ubirajara Rodrigues, Marcelo de Oliveira Lima e Gislaine Cândida dos Santos (Gika).
NO ESPORTE, PROFESSOR JAIR, TENTE RESUMIR A SUA TRAJETORIA COM O JOGADOR E TREINADOR. Do Colégio Vicentino Santa Cruz, fui estudar no Colégio Estadual, naquela época, o Professor de Educação Física, Vicente Piazza Filho, juntamente com um aluno chamado Paulo, organizava o “Campeonato Inter Classe” de Futebol de Salão. Nós, como alunos da 1ª E, resolvemos formar uma equipe. Eu joguei no gol e fui um dos destaques da equipe. Neste campeonato nosso time ficou em terceiro lugar. Em 1973 quem chegou neste colégio para dar aula foi o professor Galdino e ele resolveu formar duas equipes para representar a escola nos Jogos Escolares Microrregional. Uma modalidade seria o Voleibol e a segunda, tinha que ser basquetebol ou handebol.
O professor Galdino mostrou uma bola de basquete e outra de handebol, ambas de borracha e explicou rapidamente como se praticava esses esportes. Em conjunto resolvemos jogar o handebol, o Antonio Marcelo da Silva Silveira pediu para eu jogar no gol e eu topei. Fomos vice campeões nas duas modalidades e nesse mesmo ano fomos assistir à final dos JAP`s em Maringá, e o amigo Rui Pinto, na época presidente da UMES, foi quem organizou a excursão.
Ficamos todos vidrados com esses jogos e no ano seguinte (1974) fomos convidados a treinar e disputar os JAP`s em Rolândia. Participei da Fase Regional como atleta de futebol de campo e fomos campeões. Na fase final optei por jogar handebol e futebol de salão e de lá para cá, não parei mais com o handebol.
Em 1979, recebi o convite do professor Nelson Rodrigues (Nelsinho) - na foto abaixo, para morar e jogar por Goioerê. Montamos uma boa equipe e fomos campeões paranaenses, e fui convocado para a Seleção Paranaense Adulto e Universitária de Handebol. Fomos competir em João Pessoa, na Paraíba e fomos campeões brasileiros.
No ano seguinte (1980), através do amigo Antonio Marcelo da Silva Silveira, recebi o convite para estudar e jogar em Ponta Grossa, tendo-o aceitado. Iniciei o curso de Educação Física na Universidade Estadual de Ponta Grossa e fui convidado pelo município e pela própria Universidade para iniciar como técnico de handebol feminino. Convite aceito, iniciei um trabalho nesta modalidade no município pontagrossense. Por diversas vezes integrei a Seleção Paranaense Universitária de Handebol e a Seleção principal do Paraná nesta modalidade.
Em 1982 recebi o convite da Federação Universitária para ser o auxiliar técnico das Seleções Universitárias (Masculino e Feminino). No ano de 1983 fui técnico da Seleção Universitária de Handebol Masculino e em 1985 da Seleção Universitária Feminina, na qual fomos campeões brasileiros em Goiana (GO).
Em 1985 retornei para Campo Mourão e comecei a trabalhar no Departamento de Esportes (Chefe da Divisão de Esportes e técnico do Handebol masculino e feminino). Resolvemos montar uma equipe competitiva, forte e fomos buscar as atletas Gika, Luciane Piantoni e Maria Cristina (Tininha) para morar em nossa cidade e formamos um grande time com o qual conquistamos diversos títulos a nível regional, estadual e Internacional.
COMO NASCEU ESTA PAIXÃO PELO HANDEBOL? Foi no ano de 1973, quando o Professor Galdino resolveu formar uma equipe de handebol masculino. Eu, que já jogava no gol no futebol de campo e no futebol de salão, fui jogar handebol no gol e gostei.
QUAIS OS PRINCIPAIS TITULOS DA SUA CARREIRA? Como atleta: 1974:Campeão da Fase Regional dos JAP`s no futebol de campo, 1977: Campeão da Regional dos JAP`s no handebol, 1976 e 1977: Vice-campeão dos JAP`s no handebol, 1979:Campeão Paranaense de handebol, adulto; Campeão Brasileiro de handebol, categoria Universitária; 1980:Vice-campeão Paranaense Universitário de Handebol. Na foto, equipe juvenil em 1977.
COMO TÉCNICO: HANDEBOL FEMININO: 1984- Campeão dos JAP`s em Londrina. 1985- Campeão Brasileiro Universitário de Handebol – Goiânia -GO. 1986–Vice Campeão dos JAP´s, em 1987 – Vice Campeão dos JAP´s em Campo Mourão e Campeão Sul-Americano de Handebol
HANDEBOL MASCULINO: 1987 – Vice Campeão dos JAP´s em C.Mourão, 1989 – Campeão da Fase Regional dos JAP´s. 1989 – Campeão dos JAP´s em Pato Branco. 2008 – Campeão Paranaense de Handebol Infanto Juvenil Masculino
COMO DIRETOR TÉCNICO: 1993 – Campeão dos JAP´s em Apucarana, 1994 – Campeão dos JAP´s em Ponta Grossa e em 1995, Campeão dos JAP´s em Campo Mourão.
COMO O SENHOR SE SENTE SENDO UMA CELEBRIDADE NO ESPORTE?Sinto-me honrado e muito feliz por ter tido condições de contribuir um pouco com esta modalidade. Se tivesse que fazer tudo de novo, faria com muito amor, dedicação e prazer. O esporte e o handebol sempre me deram muitas alegrias.
COM OS POLITICOS ATUAIS ESTE "BRAZILZÃO" TEM JEITO? Sim, temos que ter esperança, mas está difícil. Parece que neste segmento as coisas seguem sempre por caminhos tortuosos, nunca em águas calmas e tranqüilas. Todos os dias surgem fatos que envergonham a política e o povo brasileiro.
QUANTOS JOGOS O SENHOR JÁ JOGOU E QUANTOS GOLS TOMOU NA SUA CARREIRA? É difícil afirmar corretamente, pois foram 11 anos jogando. Acredito que algo em torno de 300 (trezentos) jogos e tomei entre 800 e 1000 gols.
ÉTICA EM UMA FRASE É....“Ser leal e honesto, buscando fazer o bem para as pessoas e a sociedade em que vivemos. A mesma deve nortear as nossas atitudes diariamente.”
A FAMILIA GRASSO É....A âncora da minha vida cotidiana. Busco na família os bons exemplos a serem seguidos e transmitidos aos meus filhos.
SER DIRIGENTE ESPORTIVO EM CM É....gratificante, pois devo muito a esta cidade. Foi nela que cresci, casei, meus filhos nasceram. E foi através dos meios esportivos que consegui ter ótimos amigos, desenvolvendo minhas atividades profissionais da melhor maneira possível. Sou muito grato a todos, sendo que por meio desta atividade busco constantemente a minha realização profissional e tenho tido retorno.
O MOMENTO ATUAL DO NOSSO HANDEBOL É.... bom, a modalidade está passando por uma reformulação. Em 2008 conseguimos ser campeões paranaenses na categoria infanto juvenil masculino, quarto lugar no Campeonato Paranaense e terceiro lugar nos JAP´s (masculino).
O QUE O SENHOR AINDA NÂO FEZ QUE SE TIVESSE CONDICÕES GOSTARIA DE FAZER? Um dos meus sonhos é poder participar ou assistir uma Olimpíada. Estou correndo atrás desse sonho.
CASO FOSSE SECRETARIO MUNICIPAL DE ESPORTES QUAIS SERIAM SUAS PRIORIDADES? Seriam várias, destacando as seguintes: Sediar grandes eventos esportivos. Fortalecer o trabalho de iniciação esportiva, principalmente nas escolas. Construção de um ginásio de esportes moderno que viesse contemplar todas as modalidades e eventos esportivos.
PODERIA CITAR ALGUNS FATOS PIROTESCOS QUE O SENHOR VIVEU? Foram muitos fatos pitorescos ao longo dessa trajetória. Vou descrever alguns.
Uniforme em Curitiba: fomos participar do Circuito Brasileiro de Handebol em 1988. Havia equipes de renome nacional – Niterói Hugby do Rio de Janeiro, Universidade Federal de Santa Maria – RS, Blumenau e o CEFET de Curitiba. O Roberto e o Adilson ficaram encarregados de levar os uniformes, mas esqueceram no Ginásio de Esportes JK. Resultado: tivemos que comprar umas camisas em uma loja do shopping para poder jogar. Como as camisas não tinham números e os árbitros exigiram que fossem colocados, fizemos uns números com esparadrapo e colamos nas costas. O problema é que os mesmos caiam com o suor. Em um determinado momento do jogo, estávamos ganhando bem da equipe do Rio de Janeiro, o Jonas Rodrigues saiu no contra ataque, o número caiu, o Vanderlei Ceste que estava junto no contra ataque, parou, pegou o número no chão e saiu atrás do Jonas para tentar colar novamente. O Ginásio veio abaixo, gritando, “pega, pega”.
Taça Brasil de Handebol em São Paulo: Essa foi demais. Nessa época jogava junto conosco o goleiro Armando de Curitiba, se não me engano foi em 1986, tínhamos um jogo contra Brasília (DF), que se ganhássemos estaríamos classificados entre as quatro melhores equipes do Brasil. Só precisávamos ganhar este jogo, pois nosso adversário já não tinha chance. Os outros clubes na competição eram Clube Sírio e Corinthians – SP. Estava fácil o nosso grupo. O Armando vendia camisetas comemorativas dos jogos e então solicitei a ele que oferecesse algumas delas ao pessoal de Brasília para facilitar o jogo para nos classificarmos. Resultado: tomamos uma verdadeira goleada, pela primeira vez tomamos um gol de goleiro. O problema é que o Armando combinou com o pessoal de Brasília, mas deu camisetas tamanho infantil, não servia nem nos braços dos caras. Aí eles, só de raiva, jogaram como nunca.
Jogos Abertos do Paraná em Pato Branco no ano de 1989: aquele ano foi realmente cheio de ótimas lembranças. Em um jogo da primeira fase, contra Andirá, aconteceu uma cena sensacional. Aliás esse jogo é, até hoje, o recorde de gols em uma partida de handebol em toda a história dos JAP´s, ganhamos de 69 a 9. Isso mesmo, deu mais de 1 gol por minuto. Mas vamos à cena. O Vanderlei, em determinado momento do jogo (aliás as coisas só aconteciam com ele), saiu no contra ataque e, vocês não vão acreditar, perdeu a prótese dentária no meio da quadra. Isso mesmo, a dentadura dele caiu. Ele largou a bola no chão e ninguém entendeu nada. Nós gritávamos “Vamos, Vanderlei, faz o gol!". E ele com a mão na boca olhando para o chão. Pensamos que alguém o tivesse agredido, ele veio correndo para o banco de reservas e disse: “Entra outro, entra outro!”. Eu perguntei: “Vanderlei, o que foi?” Ele respondeu falando murcho: “É que eu perdi a dentadura!”.
Acontece que ele usou uma quantidade exagerada de cola de handebol nas mãos, com medo de escapar a bola, afinal era sua estréia em Jogos Abertos. Mas, infelizmente colocou a mão na boca e a dentadura se soltou. Bom, pelo menos achamos a sua prótese dentária no final do jogo.
QUAL O SEU ESPORTE PREFERIDO E O SEU TIME DO CORACAO?Esportes preferidos: futebol e handebol. Time do coração: Santos Futebol Clube e Ídolo: Pelé..
CM PODERA TER AINDA UM NOVO GINASIO DE ESPORTES? Creio que sim, pois é uma das prioridades da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer. Se formos sede da Fase Final dos Jogos da Juventude do Paraná em 2011, creio que tal objetivo se concretizará.
QUAL O MELHOR TIME QUE O SENHOR JÁ VIU JOGAR NO HANDEBOL? São dois, um no masculino e um feminino. No Masculino – Campeão dos JAP`s em 1989 - foto- no primeiro titulo do handebol masculino de CM em Jogos Abertos. ATLETAS: Ricardo, Ubiraci, Custódio, Marquinhos, Roberto Tonet, Bigu, Marcelo Silveira, Ubirajara (Birão), Luiz Carlos, Jonas, Adilson, Roberto, Marcelo Lima e Vanderlei (in memorian).
No Feminino: Equipe Campeã Sul Americana de Handebol em 1987 - foto abaixo- . ATLETAS: Gislaine (Gika), Márcia Tomadon, Vânia, Silvana Casali, Renata, Luciane (Bebê), Neia, Marlene Reis, Dionéia, Mayume, Maria de Lourdes (Pitika), Maria Cristina (Tininha), Solange e Lenamar.
QUAL FOI O MELHOR TIME EM QUE O SENHOR JOGOU OU TREINOU?Joguei em ótimas equipes. Uma das melhores foi a Seleção Paranaense de Handebol Universitário em 1979, nos JUB´s na Paraíba, fomos campeões brasileiros. ATLETAS: Jair, Paulinho, Mechior, Antonio Marcelo Silveira, Sebastião Mauro, Jose Lopes, Erivalto, Teixeira, Jose Luiz, Dayson, Didero. Técnico: Nelson Rodrigues.
CITE TRÊS PERSONALIDADES ESPORTIVAS DE CAMPO MOURÃO. São muitos e que contribuem para o nosso esporte. Desculpe-me, vou destacar mais que três: Paulo Gilmar Fuzeto, - Getúlio Ferrari Junior, Silvana Casali, Carlos Antonio Izidoro Koch, Márcia Regina Tomadon Moreira, Gislaine Cândida dos Santos.
CITE TRÊS PERSONALIDADES MOURAOENSES
. Agostinho Grasso (meu pai), um exemplo para toda a nossa família. Marcos Antonio Corpa (foto) – Sempre apoiou o esporte mourãoense, em especial o Handebol. José Aroldo Gallassini – visionário, empreendedor, profissional.
CITE TRÊS POLITICOS DE DESTAQUE. Renato Fernandes Silva – Por ter sido o primeiro prefeito a acreditar no nosso esporte, sendo idealizador da sede dos Jogos Abertos em 1976 e ter construído os dois principais Ginásio de Esporte deste município: Belin Carolo (Ginasião) e JK (Ginasinho). José Pochaspki – Por seu apoio total ao esporte mourãoense, em especial na sediação dos Jogos Abertos do Paraná, Taça Brasil de Handebol Feminino e Campeonato Sul Americano de Handebol. Rubens Bueno – Apoio integral ao esporte mourãoense em sua administração, exemplo disso com a sediação dos Jap`s em 1995, Jogos Abertos Brasileiros e outros grandes eventos. Tauillo Tezelli – Sempre apoiou o esporte, principalmente na sua gestão como prefeito, sediando a fase final dos Jogos da Juventude e Jogos Abertos do Paraná.
A CAMPO MOURAO DO PRESENTE É... Uma cidade tranqüila, com qualidade de vida excelente. Existem problemas como em qualquer outra cidade e tem que se buscar solução. Tenho o privilegio de viver nesta cidade com os meus amigos e a minha família.
A CAMPO MOURAO DO FUTURO SERÁ...Progressista, com mais qualidade de vida, lazer para todos os mourãoenses e trabalho voltado para o bem comum da população. Se os investimentos no setor educacional continuarem a existir, nossa cidade só tem a melhorar. Torço para que a nossas instituições de ensino superior continuem a crescer, assim nossa cidade será cada vez melhor. É necessário investir ainda mais na saúde e na segurança pública.
O GOVERNO NELSON TURECK É... Popular, carismático, idealista e batalhador.
O GOVERNO DO LULA É...Popular, que vem conduzindo a nação de sua maneira.
QUAL O SENTIMENTO DE RECEBER ESTA HOMENAGEM AQUI NESSE BLOG? Sinto-me lisonjeado e orgulhoso, pois são incentivos assim que fazem enaltecer ainda mais o esporte mourãoense. É uma honra para mim ter a oportunidade de compartilhar deste blog que é um sucesso perante a nossa sociedade. Amigo Ilivaldo, muito obrigado! Estou muito feliz.
Os convidados do Tocando de Primeira de ontem na homenagem a Jair Grasso: Birão Rodrigues, Luiz Carlos Prates, Getulinho Ferrari Jr, Marcelo Lima, Silvana Casali, Marcos Corpa e Marcelo Silveira - momento emocionante e inesquecível no rádio e no handebol mourãoense.
QUAL O RECADO PARA OS LEITORES DO BLOG?Procure viver da melhor maneira possível, fazendo o bem a todos. Nunca deixe de agradecer diariamente a “DEUS” pelo o dom da vida. Cultive boas amizades, viva e curta constantemente sua família, persiga a alegria e a felicidade, aproveite bem todos os dias de sua vida. Pratique uma atividade física, buscando conservar e melhorar a sua saúde.

29 de ago de 2009

PLANTÃO DO BLOG:Inter de Milão humilha o Milan em clássico de gols brasileiros


A julgar pelo clássico milanês deste sábado, no San Siro, o Milan está nesta temporada a anos-luz de distância de seu maior rival, o Inter de Milão. O time rubro-negro, que teve Ronaldinho Gaúcho e Pato titulares, foi impiedosamente goleado por 4 a 0.
Os brasileiros Thiago Motta (foto) e Maicon fizeram gols no passeio interista, com Milito e Stankovic completando o serviço. A partida marcou ainda a estreia de Sneijder no clube nerazzurro. O holandês, recém-contratado do Real Madrid, teve grande atuação.
O resultado fez o Inter se recuperar de seu tropeço diante do Bari na primeira rodada do Campeonato Italiano . O time soma agora quatro pontos, contra três do Milan, que jogou todo o segundo tempo com um a menos (Gattuso foi expulso). Genoa, Palermo, Lazio e Juventus são as equipes que podem tirar o tetracampeão da ponta neste domingo.
A goleada deste sábado ficou a um gol de igualar a maior já imposta pelo Inter sobre o arquirrival. Em 1910, o time conseguiu sua vitória mais elástica sobre o Milan: 5 a 0

Fonte: Globo Esporte

GANHE UMA PIZZA: quem é o "corneteiro" da foto?

A geração mais nova de Campo Mourão não sabe e nem imagina o que foi e quanto público o ginasião Belin Carolo recebia em dia ou noite de grandes jogos do futsal e do handebol.
O BLOG mostra abaixo uma foto de 1987 na final do Campeonato Sul-Americano de Handebol e lança um desafio: quem é o "corneteiro" da foto.
Ajude-me a reconhecê-lo, após 22 anos. O BLOG fará um sorteio entre os acertadores que concorrerão uma pizza da Super Fiorella.
Não perca tempo, envie o seu e-mail para
tocandodeprimeira@gmail.com ou poste o seu comentário ao final desta nota.O Handebol mourãoense, na década de 80, foi uma das mais importantes modalidades esportivas de Campo Mourão e do Paraná. Viva!

COLUNA DO NERY THOMÉ: Parece filme, mas não é


A cena é fácil de imaginar. Um repórter televisivo, destes de programas policiais, caminha por uma selva fechada, dizendo aos telespectadores que há cheiro de carne queimada no local. Mas adiante, a imagem de um corpo em chamas enche a tela da televisão. A vítima, um traficante de drogas assassinado por ordem do filho do apresentador do programa que levava ao ar tal “furo” de reportagem. Uma assustadora estratégia que une a prática de um crime em troca de alguns pontos da audiência.
Parece cena de um filme, certo? Errado. Trata-se de uma história real, que aconteceu na cidade de Manaus, através do programa Canal Livre que exibiu a imagem do corpo de um traficante queimado em 2008.
De acordo com o inquérito policial, Raphael Souza, filho do apresentador do programa Canal Livre, Wallace Souza, ao saber da possível apreensão de um carregamento de drogas no Porto de Manaus, reuniu policiais para matar o traficante, avisando, é claro, a equipe do programa de TV, que chegou a tempo de filmar a agonia da vítima, morta com quatro tiros. O filho e o apresentador foram denunciados, pelo Ministério Público, por seis homicídios.
Para “apimentar” ainda mais a história, Wallace Souza, é deputado estadual mais votado de Amazonas, votos que conseguiu utilizando a imagem de defensor das vítimas através de violência contra violência.
Esta é uma das facetas da busca desenfreada da mídia pela audiência, situação ainda mais agravada quando o resultado de tal programação pitoresca ainda é garantia de votos para “pseudos” defensores dos direitos dos mais oprimidos que utilizam dos veículos de comunicação para ludibriar seus eleitores.
Dizem que um povo tem o governo que merece. Eu me pergunto: e a audiência, tem os programas que merece ou os programas televisivos nos últimos anos nada mais são do que o reflexo dos desejos de seus telespectadores.
Todos os dias, sejam nos canais abertos ou fechados, há programas que, quando não nos chocam, nos envergonham por tal nível de baixaria ou de pura propaganda disfarçada de interesse jornalístico, que levam ao ar verdadeiras barbaridades. E não estou falando apenas dos programas com pouca audiência e muitas entradas de merchandising. Estou me referindo até aos grandes, que, em casos de comoção nacional, chegam a cometer verdadeiros abusos de invasão de privacidade, excesso de cobertura, apenas com o intuito de ganhar mais pontos de audiência.
O caso da menina Elóa, assassinada pelo namorado, é um exemplo da luta pela audiência a qualquer custo, já que apresentadores chegaram até a entrevistar Lindemberg, que manteve a namorada refém durante cem horas, antes do fim trágico. Especialistas debateram, na época, se o episódio duraria tanto tempo ou terminaria de maneira tão dramática se o sequestro não tivesse sido acompanhado avidamente pelas principais emissoras de televisão do país.
Tudo bem....você pode me dizer que basta apenas utilizar o poder que o controle remoto nos dá literalmente nas mãos, ou seja, selecionar o que assistimos. O problema é que está cada vez mais difícil fazer essa seleção e ainda mais complicado acreditar na veracidade do que chega aos nossos lares.
Nery Thomé é engenheiro agrônomo e jornalista, e escreve sua coluna aos sábados na Tribuna e neste BLOG.

PAPO DE RÁDIO: Hoje é dia do Tocando de Primeira, edição 838

Hoje é sábado e ele poderá ficar muito melhor a partir das 11 horas quando começar o programa Tocando de Primeira - um golaço no rádio brasileiro - pelos 730 KHZ da Rádio Rural AM.
Na edição de hoje, 29 de agosto de 2009, com a edição de número 838, o jornalista IIivaldo Duarte irá entrevistar no primeiro tempo, das 11 às 12 horas, o dirigente do Esporte Clube União, José Pereora Rogério, conhecidíssimo como "Zé do Mato" que há 30 anos reúne amigos para bater uma bolinha sempre aos domingos pela manhã; o vereador Ademir Franco de Lima, o "Pezão" e a dupla Toninho Barbosa e Celsinho, que cantarão algumas músicas ao vivo no programa.
No segundo tempo, a partir das 12 horas, o handebol mourãoense será destaque com as presenças do professor Jair Grasso e dos ex-atletas que fizeram história na modalidade em Campo Mourão - Birão Rodrigues, Luiz Carlos Prates e Marcelo Silveira.
Na foto abaixo, histórica, o time mourãoense de handebol masculino vice-campeão dos JAP´s erm 87 e que seria dois anos mais tarde, campeão pela primeira vez dos Jogos Abertos do Paraná, em Pato Branco.

Tocando de Primeira – um golaço no rádio brasileiro.
"Só não ouve o Tocando de Primeira quem não tem rádio ou não tem vizinho."

COLUNA DA PROFESSORA MARIA JOANA:Ipês floridos: é a festa da Vida!


De repente, em pleno agosto vemos os ipês amarelos dourando nossas ruas, para a alegria dos olhos dos que se encantam com o dourado de suas flores emolduradas no céu azul e desespero dos olham para o chão e acham que flor é lixo, é sujeira... E os ipês rosa ainda estão em tido seu esplendor apesar do inverno chuvoso. Nem a chuva, nem os ventos, nem o frio conseguiram derrubar as floradas de inverno que já antecipam a festa da primavera.
Afinal já é quase setembro e a primavera com sua promessa de LUZ se avizinha. A VIDA TEIMOSA RENASCE em cada broto novo das árvores, em cada flor de tantas árvores frutíferas que anunciam muita fartura para a próxima colheita. Já é tempo de primavera. Da mais simples flor do campo a mais exótica das flores, todas estão convidadas a participar desta grande festa de VIDA NOVA, sinal de esperança.
Nos países onde o inverno é muito rigoroso, a primavera é esperada com ansiedade, marcando o fim das longas noites escuras e dias curtos sombrios, com a natureza aparentemente morta, sem vida, sem verde, sem flor. “Moro num pa-tro-pi (país tropical), abençoado por Deus e bonito por natureza, mas que beleza” cantamos nós brasileiros que vivemos num clima abençoado, não vemos invernos longos e cinzas, a nossa natureza vive permanentemente em festa, aqui “em se plantando tudo dá” dizia Caminha, e dá o ano inteiro, podendo ser a mesa posta para a fome do mundo.
Por mais longa que seja à noite, o sol continua a brilhar... Por mais frio e chuvoso que seja o inverno, a primavera sempre vem com sua explosão de vida, teimando em renascer... Parece que a NATUREZA EXPLODE EM FESTA. É A FESTA DA VIDA! -“Olha que sol, que mar, que rios, que floresta. A natureza aqui está perpetuamente em festa... Vê que luz, que calor, que multidão de insetos, vê que grande extensão de mata onde impera, fecunda e luminosa, a eterna primavera.” Assim declamava-se nas antigas escolas primárias os versos de Olavo Bilac, sem valorizar seu real sentido, sem entender bem a nossa própria história. Eram outros tempos menos nebulosos que os de hoje... Agora é tempo de florir, ILUMINAR, nascer de NOVO especialmente na política (arte do bem comum) brasileira.
O Brasil tem todas as condições ecológicas, culturais e técnicas para dar certo, para trilhar um novo caminho que encerre os nossos 5 séculos de sofrimento, suor e lágrimas. Talvez por não passarmos pela dureza de invernos rigorosos, ou pela falta de guerras, o nosso povo seja assim como é: alegre, cordial, jeitoso, meio malandro para inventar “jeitinhos” de sobreviver, tão acolhedor que acolhe todas as nações do mundo que vieram. Aqui a COMUNIDADE HUMANA mostrou que é possível viver numa GRANDE FAMÍLIA.
Levas e levas de imigrantes, povos sofridos que abandonavam seus países dilacerados por guerras, fome, desemprego, para cá vieram em busca de LIBERDADE em uma TERRA chamada ESPERANÇA. Diziam não a todas as formas de imperialismos, nazismos, fascismos, comunismos e outros ismos. Muitos deixaram tudo e arriscaram a vida para aqui chegar, mas NÃO SE ENTREGARAM. Somos hoje, um país multicultural, pois todos que para cá vieram foram acolhidos cordialmente (vem de cordis-coração) como brasileiros, trouxeram na bagagem suas experiências, seus costumes, tradições e principalmente seus sonhos de uma VIDA NOVA. Mas não podemos confundir cordialidade, marca registrada do povo brasileiro, com burrice, alienação, passividade, aceitação do INACEITÁVEL...
E que a luz nova da primavera ilumine a consciência dos brasileiros para que possamos sair deste inverno escuro das sucessivas revelações das artimanhas para se manter no poder e resgatar a ESPERANÇA NA DEMOCRACIA, a CONFIANÇA NAS INSTITUIÇÕES. E não há mal que dure para sempre. Assim como nossos agricultores não se deixam abater pela crise, acreditam na força da primavera e voltam a semear os campos com as lavouras de verão, assim esperamos que todos os brasileiros saibam enfrentar a vida com trabalho, na luta, produzindo, gerando empregos e riquezas para todos, independente dos governos. A mística do povo brasileiro empurra-o para frente, não deixando que perca a esperança. Só a fé nos faz entender melhor esse povo sofrido que continua a viver, acreditando que “apesar de vocês amanhã há de ser NOVO DIA.”.
Maria Joana Titton Calderari – membro da Academia Mourãoense de Letras, graduada Letras UFPR, especialização Filosofia-FECILCAM e Ensino Religioso-PUC- majocalderari@yahoo.com.br

28 de ago de 2009

DE SAÍDA: Limone, do CM Futsal para à Itália


A notícia pegou a torcida de surpresa e foi divulgada na tarde de ontem. O fixo Danilo Limone - na foto, ao lado dos pais em um dos jogos do Campo Mourão Futsal no ginásio Valternei de Oliveira- vai disputar o Campeonato Italiano defendendo o Licojeste Vibo, da cidadede Vibo Valentia, na região da Calabria.
Limone estava desde março em Campo Mourão e fazia parte dos jogadores que vinham jogando com regularidade na Chave Ouro.
Segundo a assessoria do CM Futsal, Limone vai assinar contrato por dois anos com o time italiano.
E por falar em notícias esta parada toda por causa da gipe A prejudicou o time mourãoense que sentirá a falta de ritmo e também a torcida que está ausente do contato e do calor humano com os atletas e dirigentes, não bastasse já o fato de ter que jogar em Peabiru, longe do "Valtinho de Oliveira".
E por falar em volta, ela será dia 05 de setembro contra o Maringá pela segunda rodada do segundo turno.

JAIR GRASSO dia 30/08 na ENTREVISTA DE DOMINGO


O professor de Educação Física,
Jair Grassso, conhecido e respeitdo pela sua atuação como técnico e dirigente dos selecionados mourãoenses masculino e feminino de Handebol - na foto, o segundo agachado da esquerda para à direita, como goleiro- será o homenagedo neste dia 30 de agosto aqui no nosso BLOG na
ENTREVISTA DE DOMINGO.
Imperdível! Jair contará suas histórias e títulos conquistados como atleta, técnico e dirigente do nosso esporte.

CONFIRA OS JOGOS de CM no Paranaense de Basquete 2009


Na primeira fase o Campeonato Paranaense será regionalizado e Campo Mourão disputará o certame na Região Noroeste ao lado de Londrina, Maringá, Astorga e Rolândia. Os jogos serão em turno e returno. As quatro melhores equipes, das cinco deste grupo estarão garantidas na segunda fase.
Jogos de Campo Mourão
1º turno
Dia 31 de agosto, em Astorga; dia 2 de setembro, no JK contra Londrina; dia 8 de setembro, e Maringá e no dia 13 de setembro, contra Rolândia, no ginasinho JK.
2º Turno
Dia 23 de setembro, em Rolândia; dia 6 de outubro, em Londrina; dia 15 de outubro, no JK, contra Maringá e dia 17 de outubro, também no JK, em casa, desta vez diante de Astorga.

SAÚDE: O uso e os benfícios da semente de linhaça


A linhaça vem a cada dia ganhando lugar na vida de muitas pessoas que estão em busca de curas naturais e também almejando uma vida melhor, muitos fazem o uso de forma a evitar que adquiram qualquer tipo de doença futura.
Os resultados estão sendo comprovados cientificamente e os relatos de melhorias aumentam gradativamente, uma vez que pessoas que gostam do resultado desta semente milagrosa começam a fazer propaganda e levando o conhecimento a muitas e muitas pessoas.
Dentre os inúmeros benefícios com o consumo regular da linhaça estão, prevenção do câncer de próstata, de cólon, de pulmão, pois a semente de linhaça possui 27 componentes anti-cancerígenos, dentre eles a lignina,que está presente na semente 100 vezes mais que nos melhores grãos integrais, nenhum outro vegetal se iguala a tais propriedades.
É também conhecido benefícios para baixa de peso, pois elimina o colesterol ruim, de forma mais rápida, ajuda controlar a fome, por conter grandes quantidades de fibra dietética sendo estas fibras de dois tipos solúvel e insolúvel, tendo cinco vezes mais fibra até mesmo que a aveia.
Para o sistema digestivo, é ideal para cura de acidez estomacal, lubrifica e regenera a flora intestinal, evitando assim hemorróidas, prisão de ventre dentre outros.
Para o sistema nervoso é um tratamento para a pressão, as pessoas que consomem linhaça regularmente, sentem grande disposição, melhora no humor e sensação de calma.
Ainda podemos citar problemas de sistema himunológico baixo, sistema cardiovascular, doenças inflamatórias, condições de cabelo e pele, diabetes controle dos níveis de açúcar no sangue, e também para vitalidade física, podendo observar aumento de energia, melhora no metabolismo e recuperação rápida da fadiga muscular.
Esta notícia deve ser publicada mais vezes pois seria um alento para milhares de dependentes de insulina que sofrem com o desconforto da aplicação diária, para os gordinhos de plantão que estão em busca do peso ideal, enfim para muitas pessoas, é uma mudança de vida, e um consolo saber que podemos sim ficar livres de fórmulas de remédios que esão cada dia mais caros e provocando desconfortos durante o consumo.
Se você deseja perder peso, tome uma colher a mais à tarde.
É IMPORTANTE LEMBRAR QUE VOCÊ DEFonte: shvoong e BLOG do Pedro da Veiga

27 de ago de 2009

SHOW de lançamento do CRISTO É NOSSO SHOW!


SÍMBOLO IV: Teatro Municipal


Na Série "Símbolos de Campo Mourão" hoje é a vez do Teatro Municipal, que foi palco em 8 de dezembro de 2000 da premiação que promovemos na cidade: o Troféu Tocando de Primeira 2000, destacando os Melhores do Esporte e homenageando os 25 anos da conquista do Futsal nos Jogos Abertos do Paraná - JAP´s (1975) em Paranavaí - vide foto abaixo, quando o Capitão Beline usava da palavra em nome dos campeões do primeiro título do esporte mourãoense em JAP´s.
O Teatro Municipal tem capacidade de 470 lugares e realiza anualmente a Temporada de Teatro, além de projetos de formação de platéia. O prédio tem 1.500 metros de área construída, foyer para 100 pessoas, palco de 13X11 metros, camarins, cenotécnica, sistema moderno de som e luz.
É referência nacional para manifestações cênicas, de dança, música etc.
Cenário de grandes emoções também recebe importantes eventos de todos os portes nas áreas de música, dança, artes cênica, além de palestras, encontros, seminários e outros para atendimento a população da cidade e região.
A sua construção foi iniciada em 1992 e concluída em 1994. Sua inauguração em 13 de fevereiro de 1995 contou com a presença do então presidente da República, Fernando Henrique Cardoso.
A Fundação Banco do Brasil deu uma importante parcela de contribuição para a concretização do Teatro em Campo Mourão.
Em 2002, através da parceria com o SEDU e SEEC recebeu reformas significativas em sua estrutura física, ampliação de equipamentos de som e luz, substituição de cadeiras, colocação de elevadores para acesso de deficientes à Sala de Exposições e lugares próprios para deficiente na platéia.

EM SETEMBRO, Copa Coamo tem regional Sede e a grande Final


Os funcionários da Coamo - na foto, em Boa Ventura-, estão tendo atuação destacada para o sucesso do maior evento rural esportivo do Brasil Rural, que terá a última etapa classificatória do maior evento rural esportivo do Brasil no dia 12 de setembro nos Municípios de Campo Mourão, Luiziana, Iretama, Araruna e Barbosa Ferraz - juntamente com Corumbataí do Sul.
E a fase final da Copa Coamo 2009 será no dia 26 de setembro na Arcam em Campo Mourão reunindo os 33 campeões regionais do Paraná, Santa Catarina e Mato Grosso do Sul, na grande festa do cooperativismo.
CAMPEÕES REGIONAIS - Já são conhecidos campeões em seis regionais, representando as seis primeiras etapas, que estarão na grande final em Campo Mourão - Abelardo Luz (Folhas do Laranjal), Altamira do Paraná (Garrincha), Candói (Garrafão), Cantagalo (Campo Alto), Coronel Vivida (Rosário), Engenheiro Beltrão (Figueira do Oeste), Faxinal (Santo Antonio do Palmital), Fênix (Quinta do Sol), Juranda (Primavera), Laguna Carapã (Lagunita), Mamborê (Placa America "A"), Peabiru (Custodião), Roncador (Palmital 43), São João do Ivaí (E.C. Amigos da Costela),Tupãssi (Boa Vista), Amambai (Vale da Esperança), Boa Esperança (Cinzano), Ivaiporã (Beija-Flor), Mangueirinha (Canhada Funda), Nova Santa Rosa (Jóia do Oeste), São Domingos (Linha Cascata), São Pedro do Iguaçu (Vera Cruz do Oeste I), Toledo (G. O – Dez), Manoel Ribas (Castelo), Palmital (Rio Liso), Pitanga (Rio do Meio), Cândido de Abreu (União Serrana) e Boa Ventura de São Roque (Sítio Boa Ventura II).

POEMA DO Pe Zezinho (SCJ): Benção da Luz


Que o bom Deus
Tome os pais educadores
Cada dia mais
Iluminados e iluminadores
Como a lua, que mesmo
Sem ter luz própria
Todas as noites
Passa para a terra a luz
Que ela recebe

Que como a terra
Os filhos, a juventude em geral
Gire ao redor da grande luz
E se exponha todos os dias a ela
Para que seus corações
Adolescentes e jovens
Sejam capazes de acolher
E cultivar a vida

Que os feridos, pela dor
Sejam como velas
Que depois de quebradas
Continuam com a mesma luz
Porque o que vale
É o que elas tem por dentro

Que as crianças sejam como vaga-lumes
Que embora tenham
Luz pequena e intermitente
Voe irrequieto
Avisando que ao nosso redor
Existem vidas frágeis e preciosas
Que é preciso respeitar
Que sejamos como holofotes
Na hora de iluminar mais forte
Ou na hora de ressaltar alguém

No palco da vida
e que saibamos passar
nossa luz adiante
quando for hora de deixar
que outros brilhem
mais do que nós
que enfim: eu, você, sua família e
todos os que me ouvem
sejamos sal da terra
luz do mundo

Iluminados e iluminadores
capazes de perdoar
de amar e de servir
batizados e batizadores
evangelizados e evangelizadores
no mundo que precisa demais
de gente iluminada

Abençõe-vos Deus todo poderoso
que é o pai das luzes
o filho que é luz da luz
e o Espírito Santo iluminador
em nome do pai, e do filho, e do espírito Santo
Amém!

Fonte: Site oficial do Pe. Zezinho, scj

26 de ago de 2009

PALMEIRAS, 95 anos! Nossa História, Nosso Orgulho!

E Viva a Sociedade Esportiva Palmeiras e Viva todos os Palestrinos, todos os Palmeirenses.
Hoje, 26 de agosto de 2009, o Palmeiras faz aniversário e comemora 95 anos da sua fundação em 1914. Viva!
Uma das maiores paixões do torcedor palmeirense é a sua história.
Quem a conhece sabe bem a razão e o motivo de tanto orgulho. Ela é rica, bela, cheia de lutas, glórias e conquistas. Conquista como a do campeonato organizado pela FIFA em 1951, no Brasil, quando o Palmeiras se consagra campeão mundial de futebol, com o título tendo imensa repercussão internacional, exatamente um ano depois de perdermos a Copa para o Uruguai.

Timaço do verdão - um dos melhores de todos os tempos da Academia- com Eurico, Leão,Dudu, Luis Pereira, Afredo e Zeca; Edu, Leivinha, César, Ademir Da Guia e Nei.,
O palco era o mesmo. Só que dessa vez o dia seria de festa. O Maracanã assistia ao Palmeiras empatar em 2 a 2 com a Juventus de Turim. Era só o que precisávamos: um empate, já que havíamos vencido o primeiro jogo. Nessa partida, nossos jogadores traziam a bandeira de nosso país bordada em suas camisas. Mais de cem mil torcedores no estádio gritavam “Brasil” ao final da peleja. Sim, o Palmeiras era Brasil.
De volta a São Paulo, de trem, nossos jogadores, ou heróis, chamados assim pelo povo, são recebidos por centenas de milhares de brasileiros de todas as torcidas, cores e raças. A nação estava redimida do fracasso da Copa. Jamais um time de futebol uniu em sua volta milhões de torcedores alviverdes, alvinegros, alvirrubros, tricolores...
E quatorze anos depois, em 1965, quis o destino que fôssemos Brasil de novo. E de novo vencedores. O Palmeiras, convidado a inaugurar o Mineirão, veste a camisa da seleção contra o Uruguai, e vence o jogo por 3 a 0. Por essas e tantas outras passagens é que o palmeirense, dizem, “tem um caso de amor com sua história”. História que ainda nos reserva fatos como o emblemático ano de 1942, quando uma lei nos obriga a mudar de nome; o advento das duas Academias de Futebol nos anos 60 e 70; a grandeza de Ademir da Guia, um dos maiores jogadores de todos os tempos; e o Palmeiras da Era Parmalat, que nos presenteou com a Libertadores em 1999, entre tantos outros títulos, e nos fez reconhecidos em todo o mundo como exemplo de um futebol bem planejado.
Esse é um breve resumo da nossa história, orgulho de uma nação formada por 15 milhões de apaixonados alviverdes imponentes.
Nenhum clube brasileiro colecionou tantas glórias quanto o Palmeiras, em todos os torneios e campeonatos que disputou. Estas conquistas nos campos de futebol colocaram o clube como o “Campeão do Século 20”, conforme o ranking de órgãos de imprensa e instituições de respeito – Federação Paulista de Futebol; O Estado de S.Paulo; Folha de S.Paulo; Revista Placar.
GALERIA DE TÍTULOS DO VERDÃO

Foto histórica da fundação dos Amigos Palmeirenses da Arcam (APA) em 18 de dezembro de 2003

Internacionais
Mundial Interclubes: 1951
Copa Libertadores da América : 1999
Copa Sul-Americana Mercosul: 1998
Nacionais
Campeonato Nacional: 1960, 1967, 1967, 1969, 1972, 1973, 1993, 1994
Copa do Brasil: 1998
Copa dos Campeões: 2000
Títulos Honoríficos
Campeão Brasileiro: 1918, 1926, 1933, 1947, 1951
Super Campeão do Brasil: 1967
Campeão das Cinco Coroas: 1950/51, 1972, 1993/94
Interestaduais
Torneio Rio-São Paulo: 1933, 1951, 1965, 1993, 2000
Taça de Campeões Rio-São Paulo: 1926, 1933, 1934, 1942, 1944, 1947
Estaduais
Campeonato Paulista: 1920, 1926 (invicto), 1927, 1932 (invicto), 1933, 1934, 1936, 1940, 1942, 1944, 1947, 1950, 1959 (supercampeão), 1963, 1966, 1972 (invicto), 1974, 1976, 1993, 1994, 1996, 2008
Campeonato Paulista Extra: 1926 (invicto), 1938
Campeonato Estadual: 1920, 1926, 1927, 1932
Torneio Início do Campeonato Paulista: 1927, 1930, 1935, 1939, 1942, 1946, 1969
Taça Cidade de São Paulo: 1945, 1946, 1950, 1951
Taça Governador do Estado: 1972
Equipe de Reservas – 2º Quadro
Campeonato Paulista: 1917, 1919, 1920, 1922, 1923, 1926 (extra), 1927, 1928, 1929, 1930, 1931, 1932, 1934, 1938 (extra)
OUTROS TÍTULOS
1.) Internacionais

Taça Guarani: 1922
Copa Atilio Narâncio: 1923
Troféu Estevão Ronai: 1929
Taça Fanfulla: 1929
Taça C. Giusti: 1931
Torneio das Missões: 1947
Taça Peñarol: 1951
Troféu Cidade do México: 1952
Torneio do México: 1959, 1963
Torneio Quadrangular de Lima-Peru: 1962
Torneio Cidade de Manizales: 1962
Fita Azul do Futebol Brasileiro: 1962, 1972, 1994
Torneio de Florença-Itália: 1963
Copa IV Centenário do Rio de Janeiro: 1965
Taça Independência Brasil-Uruguai: 1965
Torneio Quadrangular de São Paulo: 1966
Copa Brasil-Japão: 1967
Troféu Ramon de Carranza – Espanha: 1969, 1974, 1975
Troféu Cidade de Barcelona: 1969
Copa da Grécia: 1970
Copa do Atlântico: 1972 (invicto)
Copa Centenário da Imigração Italiana: 1975
Copa Kirin: 1978
Troféu Ademir da Guia: 1982
Torneio Euro-América: 1991, 1996
Copa Brasil-Itália: 1994
Torneio Lev Yashin-Russia: 1994
Copa da China: 1996
Torneio Naranja-Espanha: 1997
Troféu da Federação Internacional de Futebol-Alemanha: 1999
2.) Nacionais
Campeonato Brasileiro – Série B: 2003
3.) Interestaduais
Troféu Falchi: 1918
Troféu Rio de Janeiro: 1920
Taça Dr. Machado Lima: 1921
Taça Colônia Gaúcha: 1926
Taça ANEA: 1926
Taça A.A. das Palmeiras: 1930
Taça Porto Alegre: 1936
Torneio do Paraná: 1938, 1984
Torneio de Fortaleza: 1938
Torneio dos Campeões (Inauguração do Pacaembu): 1940
Troféu Rio Grande do Sul: 1946
Torneio Quadrangular São Paulo-Rio: 1952
Torneio Quadrangular do Recife: 1955
Torneio de Classificação Rio-São Paulo: 1965
Torneio Maria Quitéria: 1997
Taça Governador de Góias: 1997
4.) Estaduais
Troféu dos Cronistas Esportivos: 1918
Taça Pinoni: 1919
Troféu Campeões da APEA: 1920, 1927, 1932, 1933, 1936, 1938
Taça Capital: 1922, 1923
Taça Prefeitura de São Paulo: 1925
Torneio Eliminatório da APEA: 1925
Torneio de Piracicaba: 1926
Taça Ballor: 1926, 1927
Torneio Estadual Pró-Estádio: 1931
Taça dos Invictos: 1933/1934, 1972, 1973, 1974, 1989
Troféu Campeoníssimo – Triangular dos Grandes Clubes: 1942
Torneio do Trio de Ferro: 1947
Torneio Início de Classificação do Campeonato Paulista: 1958, 1969
Torneio Roberto Ugolini: 1959, 1960
Troféu Piratininga – Quadrangular dos Grandes Clubes: 1963, 1965, 1966
Troféu A Gazeta Esportiva: 1979
Troféu José Maria Marin: 1987
Troféu Athiê Jorge Couri: 1993
CONQUISTAS ALVIVERDES
1.) Internacionais
Desafio Internacional de Clubes Brasil – Argentina: 1936, 1946
Troféu Malmo: 1949
Taça Ribeiro de Carvalho – Costa Rica: 1952
Taça Presidente da República – Costa Rica: 1952
Troféu Valentin Suarez: 1956
Taça Adhemar de Barros: 1960
Troféu João Mendonça Falcão: 1962
Taça Saprissa – Costa Rica: 1964
Taça Caracas – Venezuela: 1971
Taça Osaka: 1975
Troféu Cidade de Lima: 1985
Troféu Oviedo – Espanha: 1989
Troféu América – México: 1991
Taça Lazio: 1992
Taça Reggiana: 1993
Copa Nagoya: 1994
Taça Jihan – China: 1996
Taça Xangai – China: 1996
Copa Estados Unidos: 1997
Taça Valle D´Aosta – Itália: 1999
2.) Nacionais
Torneio de Classificação do Robertão: 1967, 1968, 1969, 1970
Campeão do Primeiro Turno do Campeonato Brasileiro: 1973
Campeão do Segundo Turno do Campeonato Brasileiro: 1973
Torneio Seletivo Taça de Prata: 1981
3.) Interestaduais
Taça Jornal do Comércio: 1918
Taça Montenegro: 1920
Taça City: 1922
Taça Orminda O’Valle: 1923
Taça King: 1924
Taça Palestra Italia: 1925
Taça Fiat: 1926
Taça Sul América: 1927
Troféu Palestra Italia: 1928
Taça Flamengo: 1929
Taça Conde Matarazzo: 1929
Troféu Lineu Prestes: 1930
Taça Prefeitura de Poços de Caldas: 1934
Taça Revanche: 1934
Taça Dante Delmanto: 1934
Taça Prefeito Dr. Guilherme: 1934
Taça Fluminense: 1934
Taça Palestra Italia: 1937
Taça Aniversário: 1937
Taça de Campeões São Paulo-Bahia: 1937, 1948
Taça Conde Francisco Matarazzo: 1938
Taça Máquinas Tonnanin: 1939
Troféu Leader Sportivo: 1940
Taça Armando Albano: 1946
Taça 7 de Setembro: 1947
Taça Mito: 1948
Taça O Esporte: 1951
Troféu Jornal dos Sports: 1961
Taça Rio Grande do Sul: 1965
Taça Cidade de Curitiba: 1966
Taça Julio Botelho: 1967
Taça Apucarana: 1967
Taça Cidade de Goiânia: 1975
Taça River: 2002
Troféu Cem Anos de Paulo Coelho Neto: 2002

SÍMBOLO CM III: Praça Getúlio Vargas


Na Série "Símbolos de Campo Mourão", iniciativa do Rotaract de Campo Mourão, posto hoje a história da Praça Getúlio Vargas, com a colaboração da Campanha Escolha o Símbolo de Campo Mourão.
Em 30 de novembro de 1944, eram lançados em definitivo, as bases do Patrimônio de Campo Mourão, com o mapeamento da área localizada no coração divisor dos rios KM 123 e do Campo, onde foram demarcados os primeiros quarteirões do futuro núcleo urbano. Um dos espaços ficou popularmente conhecido como “Raia dos Porungos”. Nele aconteciam corridas de cavalo e jogos de futebol.
Posteriormente, o local foi denominado “Praça 10 de Outubro” e no mês de agosto de 1954, com a morte do presidente Getúlio Vargas, a população liderada pelo vereador Geremias Ciliao de Araújo, apresentou um requerimento na Câmara Municipal substituindo o nome da “Praça 10 de Outubro” para “Praça Presidente Getúlio Dorneles Vargas”.
Na administração do prefeito Roberto Brzezinski (1955-1959) o local ganhou arborização, o Coreto e o Chafariz. O Chafariz e o Coreto são considerados símbolos da história mourãoense e um dos principais pontos de lazer e de entretenimento dos moradores por várias décadas.
Ambos foram tombados por força de lei.
Em 2004 o espaço passou por uma completa revitalização.
Fotos: arquivo do Pedro da Veiga e Toninho Barbosa
AMANHÃ: A HISTÓRIA DO TEATRO MUNICIPAL. NÃO PERCA!

PAPO DE EMPRETEC com Alan Palhano


Na foto, o jovem empresário Alan Palhano e a Facilitadora Lis, do Empretec 2009, que aconteceu em Campo Mourão de 15 a 20 de agosto, após quatro anos de ausência em nossa cidade.
Confira o PAPO DE EMPRETEC com ALAN PALHANO.
"O Empretec é um programa executado pelo Sistema SEBRAE, em parceria com o PNUD - Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento, dirigido a Empresários e Futuros Empreendedores.
Tem por objetivo identificar e aumentar o potencial empresarial empreendedor do participante e hoje é aplicado em mais de 27 países, sendo o Brasil uma referência no desenvolvimento do programa.
Em Campo Mourão, 25 empresários da cidade e da região fizeram parte do Empretec 2009, após quatro anos sem acontecer na cidade. O evento foi realizado de 15 a 20 de Agosto, nas dependências do Hotel Paraná Palace, tendo como Facilitadores Adilson, Kátia e Lis.
O Empretec baseia-se no fato de que o sucesso empresarial não é conseqüência apenas da habilidade dos empreendedores para gerenciamento dos negócios ou de condições favoráveis estabelecidas por política governamental, dependendo muito do comportamento do indivíduo. Apóia-se na crença de que existem características e comportamentos pessoais que são comuns aos empresários bem-sucedidos. Não se trata de um curso convencional e sim de uma metodologia de base vivencial, de alto impacto, voltada para resultados."
Nota do BLOG: obrigado Alan, parabéns a você e aos 24 colegas participantes.

25 de ago de 2009

BASQUETE CM jogará sete partidas na 1ª fase do Sul-Brasileiro


A desistência do Lageado, fará com que os gaúchos tenham apenas duas equipes - Porto Alegre e Caxias do Sul, no 7º Campeonato Sul-Brasileiro de Basquete. Já Santa Catarina, terá três equipes -Joinville (quarta melhor equipe do país), Brusque e Videira. Os paranaenses contam com o basquete de Campo Mourão (foto), Londrina e Maringá.
Na primeira etapa do Sul-Brasileiro, o Integrado/Fecam/Campo Mourão jogará em setembro dia 17 no ginasinho JK contra Maringá e dia 20 em Londrina, em jogo que será às 11 horas de manhã com uma grande novidade. Será transmitido ao vivo pela TV Educativa do Paraná para todo o Brasil.
A segunda etapa está marcada para os dias 09, 10 e 11 de outubro, na semana do aniversário dos 62 anos de Campo Mourão, que jogará em casa no dia 9 de outubro contra Brusque, no sábado, 10 de outubro diante de Videira e no domingo pela manhã frente a fortíssima equipe do Joinvile.

Os catarinenses farão um tour pelo Paraná de 9 a 11 de outubro quando farão três jogos - Campo Mourão, Londrina e Maringá, de sexta-feira a domingo.
Já na terceira e última etapa classificatória, o time mourãoense viajará para enfrentar os gaúchos nos dias 14 e 15 de novembro, respectivamente o Caxias do Sul e o Sogipa (Porto Alegre).
Com muita sorte e competência, e é isso que esperamos, a fase final será em uma cidade paranaense caso uma das nosas três equipes esteja classificada entre os finalistas. E porque não sonhar e torcer para que a final do Sul-Brasileiro seja na Capital do Centro-Oeste do Paraná, entre os dias 4 e 6 de dezembro de 2009.

EXTRA! Nesta sexta sai o Edital da 1ª fase do ginasião Belin Carolo

O diretor da UTFPR, Campus de Campo Mourão,
Narci Nogueira da Silva - na foto, o primeiro da esquerda para à direita, ao lado dos advogados pai e filho, o ex-prefeito Dr. Renato Silva e seu filho Dr. Renato, o "Renatinho", e do empresário e desportista Angelo Verci Sequinel-, em conversa na noite de ontem com este blogueiro disse que nesta sexta-feira (28) será lançado o Edital da 1ª fase para as reformas do ginasião Belin Carolo, em Campo Mourão.
Esta 1ª fase será para que a empresa vencedora proceda em um prazo de vinte dias o levantamento com laudo contendo as especificações técnicas para correção das infiltrações daquela praça, que voltará em menos de dois anos a ser esportiva novamente.
"Após esta fase, até o final de setembro deste ano, já lançaremos o 2ª edital que será concluído com a licitação e definição da empresa que irá efetuar as reformas necessárias no ginasião, as quais esperamos que sejam concluídas em prazo máximo de dois anos", disse o jovem e sempre atencioso Narci Nogueira da Silva, diretor da UTFPR.

GOTAS DE MISERICÓRDIA

Que nada te assuste ou perturbe, conserva uma profunda paz,
tudo está nas Minhas mãos.
Diário de Santa Faustina (D. 219)
Do BLOG da Eliana Sá, site da Canção Nova

SÍMBOLO DE CM II: Ginasião Belin Carolo


Na Série "Símbolos de Campo Mourão", depois da Catedral e do Parque do Lago, hoje posto um pouco da história do ginásião Belin Carolo - na foto, quando da sua construção, com o apoio dos Amigos do Rotaract, que estão promovendo o Concurso para a Escolha do Símbolo de Campo Mourão.
Para sediar pela primeira vez os Jogos Abertos do Paraná em 1976, Campo Mourão teve que realizar obras de infra-estrutura na área esportiva e o destaque foi o ginásio de Esportes "Belin Carolo". A construção da obra foi iniciada em 1975 e 18 meses depois estava concluído.
Em 1974, os mourãoenses ganharam em Rolândia a sede da competição dos JAP´s, que seriam realizados dois anos depois. Para a vitória mourãoense, o prefeito Renato Fernandes Silva viabilizou a estrutura necessária para a realização da 20ª edição dos Jogos Abertos. A promessa do Dr. Renato foi cumprida e a cidade estava pronta para em 1976 receber os visitantes de 71 cidades.
O nome "Belin Carollo" foi uma homenagem ao pioneiro, cidadão honorário e doador do terreno onde foi edificado o ginásio. A obra foi erguida em forma de leque, obra semelhante existente na Alemanha, com uma estruturação compacta de ferro e cimento, interligadas no alicerce e na cobertura. A construção foi delegada a Codusa, presidida pelo ex-vereador Getúlio Ferrari e com recursos próprios da Prefeitura, custou mais de oito milhões de cruzeiros.
A edificação também contava com espaços para alas de alojamento, administração e refeitório, uma pista de desfile com 44 metros de cumprimento por seis metros de largura. O piso de ipê, com a metragem máxima até para a prática de handebol.
Na administração do prefeito Rubens Bueno, o ginásio foi cedido para abrigar o atual campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, uma das maiores referências no campo educacional da região.
É o único ginásio em concreto armado do País e um dos poucos do mundo em forma de leque. O vão livre em concreto, de 67,25 m, talvez seja o maior do Brasil. Nos meses da sua construção, o ginásio era ponto obrigatório de visitação pelos de fora e exaltada pelos mourãoenses.
Não perca! Amanhã a história da Praça Getúlio Vargas.

24 de ago de 2009

OS MESATENISTAS no Tocando de Primeira 837


O programa Tocando de Primeira recebeu no sábado no estúdio da rádio Rural AM, no programa 837, as participações de dirigente, atletas e pais da seleção mourãoense de tênis de mesa que estarão em ação nas próxima semanas em várias competições, como o Intercolonial Paranaense, nos dias 12 e 13 de setembro, na Sonibram em Campo Mourão e depois em Ponta Grossa, na quinta etapa do Paranaense da modalidade.
Na foto, atletas e os pais - Carlos Garcia, Isaura Sakurada, Lucimara Massaretto e Edilson Suetomi, em pose exclusiva para este BLOG. Todos eles rendem agradecimentos ao dirigente e técnico Sérgio Ueda, sem dúvida, o grande nome e celebridade do tênis de mesa mourãoense e paranaense. Viva!

ELEIÇÃO DOS Símbolos de Campo Mourão


Numa iniciativa do Rotaract foi iniciada no sábado a Campanha para escolha do Símbolo de Campo Mourão. serão colocadas urnas em vários locais da cidade para que os mourãoenses possam votar, com expectativa de mais de 3 mil votos.
Podem ser votados
Praça Getúlio Vargas,
Catedral São José,
Estação da Luz, Ginásio Belin Carolo,
Parque do Lago, Parque do Lago Azul,
Prédio da Fecilcam, Salto Santa Amália,
Teatro Municipal e
Ruínas da antiga usina.
CONHEÇA O PARQUE MUNICIPAL JOAQUIM TEODORO DE OLIVEIRA,
o Parque do Lago (foto).
Um dos cartões de visita do Município, ponto de encontro da comunidade.
Tem pista de cooper para caminhadas, que passa pela mata; cancha de areia; estufas; orquidário; equipamentos de ginástica; mirante e um lago. Constitui-se em um grande atrativo para turistas e quem deseja ter momentos agradáveis de lazer junto à natureza.
Foi inaugurado em 1970, pelo prefeito Horácio Amaral e revitalizado na gestão do prefeito Augustinho Vecchi ganhando o lago e outras melhorias. Mas, sofreu novas modificações na gestão dos prefeitos Rubens Bueno (1993-1996) e Nelson Tureck (2005-2009).
Amanhã, conheça o ginásio Belin Carolo, o "ginasião".

23 de ago de 2009

ENTREVISTA DE DOMINGO: Pedro Cordeiro


O bancário e desportista José Pedro de Souza Cordeiro, o conhecido PEDRO CORDEIRO está hoje na ENTREVISTA DE DOMINGO.
Quem está no esporte conhece Pedro Cordeiro. É o Pedro, do Bradesco; o Pedro, do Camisa 10; o Pedro, do Canarinho; o Pedro, do DER; o Pedro, da Mourãoense; o Pedro, do time da Mecânica Marcos.
É o Pedro Cordeiro, campeão muitas e muitas vezes no futebol de campo, no futebol suíço e no futsal mourãoense.
É o Pedro Cordeiro que, sequer perde amistosos e muito menos jogos de futebol e futsal em nossa cidade e região.
Enfim, é o Pedro Cordeiro que entra hoje neste BLOG no rol das Celebridades. Ele nos brinda neste domingo contando um pouco da sua bela história, dos títulos e equipes por quem defendeu nesses mais de 40 anos de aor ao esporte.
Uma entrevista e homenagem para ficar na história.
QUEM É PEDRO CORDEIRO?
Sou José Pedro de Souza Cordeiro, nasci no distrito de Paula Pereira, no Município de Canoinhas, em Santa Catarina. Sou filho de Honorato de Paula Cordeiro e Getúlia Carmen de Souza, e sou casado com Maria Aparecida Verona Cordeiro - comigo na foto no casamento da nossa filha Angela; tivemos também os filhos Marcelo Alexandre Cordeiro e Samuel Augusto Cordeiro, que estão na foto abaixo ao lado da irmã Angela e do seu cunhado.
Passei a minha infância em Campo Mourão, pois cheguei aqui com menos de 1 ano de idade e morei aqui até os 10 anos, quando me mudei em 1960 para Araruna. Retornei para Campo Mourão em 1963 e nunca mais daqui sai.
Tive uma infância humilde, mas muito feliz ao lado de minha família que era numerosa e de muitos amigos, muitos dos quais convivo até hoje, como Antonio e Jorge Kivel, Adionir e Neonir Ramos, Angelo Versi Sequinel e irmãos, o Amilton Petroski, entre outros.
COMO O SENHOR SE DEFINE?
Sou uma pessoa calma, adoro o meu trabalho e a convivência com as pessoas, e com o esporte.
ONDE O SENHOR ESTUDOU E QUAL FOI SUA TRAJETÓRIA PROFISSIONAL? O 1º e 2º ano primário estudei na escola adventista em CM, o 3º e 4º no grupo escolar Princesa Izabel em Araruna, fiz o curso de Admissão no Colégio Adventista de CM, o curso ginasial no Colégio Estadual Professor João de Oliveira Gomes de CM, o curso Técnico em Contabilidade no Colégio Comercial Estadual de CM, concluído em 1973.
Fui vendedor de frutas nas ruas e feiras de CM dos 13 aos 19 anos, aos 20, tive meu primeiro emprego com carteira assinada na Auto Peças Mourão (Trombini), onde trabalhei de 1/02/1970 a
01/02/1978; e de 02/1978 até 12/1979 na Auto Escola e Despachante Cordeiro, na qual era sócio com meu irmão Adinor Cordeiro (Jibóia); e em 11/01/1980, comecei a trabalhar no Bradesco, onde estou há 29 anos e 7 meses.
E NO ESPORTE, CONTE-NOS POR QUAIS TIMES PASSOU COMO JOGADOR E TREINADOR. Sou fundador do Camisa 10 (1974) e seu presidente até 1980. Fui presidente da Liga Regional de Futebol (1981/1982); Diretor de Esportes do Sindicato dos Bancários (1986 a 2007). Fui Técnico de Campo Mourão nos Jogos Abertos por 4 vezes em Campo Mourão, sendo 2 vezes na Fase Regional e 2 vezes Fase Final. Fui técnico do Bariri por mais de 5 anos - foto abaixo, num timaço da época do glorioso Bariri.
Técnico de Campo Mourão na fase final dos Jogos Abertos nas cidades de Paranavaí, Ponta Grossa, Umuarama, Cascavel, Londrina, Maringá e Apucarana. Técnico de Campo Mourão na fase final dos Jogos da Juventude em Jardim Alegre.
Como atleta atuei: FUTSAL – Tupamaros, Metralhas, Trombini, Bradesco e Liga de Futebol.
FUTEBOL DE CAMPO: Canarinho, Juvenil Mourãoense, DER de Futebol e Regatas, Botafoguinho, Clube Atlético Mourãoense (foto abaixo)

São Paulo F.C. Campo Mourão, Camisa 10, Saltinho Esporte Clube
SUÍÇO: Gráfica Ivaí, Clube Mourãense, Camisa 10 – Mourão Diesel
Como treinador no FUTSAL: Mecânica Marcos, Mercado Colúmbia, Guardian Veteranos. FUTEBOL DE CAMPO: camisa 10, Bariri esporte Clube, seleção de CM, nas categorias principal e juventudade.
SUÍÇO: Camisa 10-Mourão Diesel, Real Corretora e Guardian Camisa 10, Clube dos 30. Categorias veterano.
QUAIS OS PRINCIPAIS TÍTULOS DA SUA CARREIRA?
Bicampeão Júnior Futebol de Campo, 1966 e 1967 , pela ERA Mourãoense (Atleta). Campeão Amador, 1972 – DER – Futebol e Regatas – (Atleta). Campeão Citadino de Futebol Suíço, 1978- Gráfica Ivaí - Atleta - na foto abaixo, o primeiro agachado da esquerda para à direita.
Tricampeão Municipal, Taça de Prata, 1974, 1975 e 1976 –Camisa 10 – (Atleta e Técnico). Campeão Fase Regional Jogos Abertos do Paraná, 1975 – Fut Campo - (Técnico). Campeão Fase Final Jogos Abertos do Paraná, 1976- Fut de campo - (Técnico). Campeão Fase Regional Jogos Abertos do Paraná, 1993 – Fut de campo - (Técnico). Campeão Mourãense de Futsal, 2° Divisão – Mercado Colúmbia - (Técnico). Campeão máster interclubes suíço , Clube Mourãoense , 1995 – (Atleta) .Campeão Regional Juniors, 1995 – Seleção de Campo Mourão – (Técnico) Campeão máster de futsal, 1999 – Camisa 10 – (atleta e técnico) Campeão Master de Futebol Suíço, 1999 - Camisa 10 – (Atleta e Técnico) Tricapeão Master Futebol Suíço – Camisa 10 – Mourão Diesel, 2001, 2002 e 2003 – (Técnico). Bicapeão pré-veterano suíço interclubes, 2003 e 2004 – Clube dos 30 - (Técnico). Tricampeão Master Futebol Suíço interclubes – 2005, 2007 e 2008 – Clube dos 30 (Técnico). Bicampeão Veterano, torneio dos agrônomos – 2004 e 2005 – camisa 10 Mourão Diesel - (Técnico). Bicampeão Veterano, torneio dos agrônomos – 2007 e 2008 – Real Corretora – Camisa 10 –(Técnico). Campeão Futsal Veteranos, 2008 – Guardian- Camisa 10 - (Técnico) - foto abaixo- Campeão do Torneio Jair Sambati, 2008 – Coopermibra – (Piquirivaí) - (Técnico). COMO SE SENTE SENDO UMA "LENDA VIVA" DO NOSSO ESPORTE?
Orgulhoso, por fazer parte de uma pequena fatia privilegiada pelo reconhecimento de nosso trabalho. QUAL A SUA ANÁLISE DOS POLÍTICOS ATUAIS? Como em todos os segmentos, existem os bons (poucos) e os ruins (muitos).
OS CIDADÃOS ELEGEM OS POLÍTICOS. ATÉ QUE PONTO OS ELEITORES ESTÃO PREOCUPADOS COM ESTA “BAGUNÇA E VERGONHA” PROPICIADA PELOS NOSSOS “POLÍTICOS”? A preocupação é mínima, pois a maioria diz que odeia a política, se caracterizando no verdadeiro analfabeto político de Bertold Brecht, nem se quer analisam a vida e nem os atos do seu candidato nem a sua atuação como representante do povo. QUANTOS JOGOS JÁ JOGOU NA SUA CARREIRA E QUANTOS GOLS FEZ? Impossível dizer quantos jogos, foram muitos jogos e muitos gols, mas minha secretária não os catalogou.....
SER DIRIGENTE DE FUTEBOL EM CM é difícil como em qualquer lugar do mundo.
O FUTEBOL BRASILEIRO é o melhor do mundo, embora seja um dos mais desorganizados.
ÉTICA EM UMA FRASE É a postura que adotamos perante fatos na vida, ter ética é pensar antes de agir e agir sabendo que terá que assumir os resultados.
A POLÍTICA É a arte de conviver diariamente com pessoas de diferentes credos, opiniões, etc... um mal necessário (política partidária).
CASO FOSSE SECRETÁRIO MUNICIPAL DE ESPORTES QUAIS SERIAM SUAS PRIORIDADES? Melhorar a infra-estrutura voltada ao esporte, começando por um ginásio de grande porte, digno do futsal mourãoense, além da reforma do estádio municipal.
Priorizaria também competições de categorias menores, campeonatos colegiais, etc
No adulto, melhorar o nível com campeonatos mais longos, valorizar a qualidade e não a quantidade.
CITE ALGUNS FATOS PITORESCOS VIVIDOS EM SUA TRAJETÓRIA? Vários, como sofrer um gol quando a metade do time ainda não estava em campo nos Jogos Abertos de Cascavel – Estádio Ninho da Cobra. Mas, também lembro de outros como:
* Invadir o campo e fechar a boca do Getulinho para o mesmo não xingar o árbitro e não ser expulso, mas não adiantou – Jogos Abertos Veteranos de Pato Branco.
* Em um jogo do Bariri contra Iretama, em Iretama, no Campeonato Amador, um atleta de Iretama foi expulso, se trocou e voltou armado para dentro do campo. Ele era policial, mas não estava em serviço e começou ameaçar a todos. O fato fez com que o jogo fosse encerrado pela metade. Haviam 2 rádios transmitindo e o Presidente da Liga estava lá para testemunhar.
* Conseguir parar uma partida em andamento no estádio municipal Roberto Brezezinski, semifinal do Campeonato Amador, com direito a transmissão de duas emissoras de rádio e estádio praticamente lotado, devido a desobediência de uma ordem judicial, da qual eu fui autor. Aos 5 Minutos do segundo tempo a polícia invadiu o gramado ordenando o final do jogo ou a prisão do trio de arbitragem e dos mesários.
* Receber a visita de um conhecido diretor esportivo de CM em nosso vestiário minutos antes de um jogo pelo Campeonato Amador, o mesmo veio solicitar dinheiro para entregar o jogo.
QUAL O SEU ESPORTE PREFERIDO, SEU TIME E O ÍDOLO DESSE TIME? O esporte é o futebol, o time do coração é o Santos e o meu ídolo é todo o time da década de 60 e eternamente Pelé.
COMO ESTÁ HOJE EM DIA O ESPORTE AMADOR EM CM? Regular, destaque no atletismo, tênis de mesa, bolão, bocha e basquete, mas em decadência no futebol e futsal devido a falta de patrocínio e as restrições a atletas mais qualificados participarem de todas as competições.
CM PODERÁ TER UM TIME FORTE NO FUTEBOL PROFISSIONAL? É difícil, devido ao auto custo com viagens, salário, arbitragem, material esportivo e a pouca receita com a venda de ingressos. O ideal seria a parceria, não só com o empresário, mas com as grande equipes, as quais poderiam ceder seus atletas descartáveis, para que os mesmos apareçam na vitrine, com isso poderiam valorizá-los e comercializá-los repassando uma percentagem a equipe.
QUAL O MELHOR TIME QUE JÁ VIU JOGAR NO FUTEBOL OU FUTSAL. O futsal evoluiu muito, com isso cada época teve seus ídolos, portanto, destaco 2 seleções vitoriosas de Campo Mourão. Lori, Rancho, Beline, James, Carlão, Itamar, Ione e Luizinho Kloster. Time Campeão dos JAP´s Paranavaí, 1975.

A outra equipe é: Xaxo, Silvio, Davi, Tião Mauro, Beline, Getúlio, Luisinho, Tuim, Carlinho Batata, Ticão, Renan e Djalmir. Campeão dos JAP´s em Guarapuava, 1988.
Mas tenho que destacar 2 equipes que treinei, pela beleza de seu futsal, Mecânica Marcos: Ivar, Robson, Tostão, Humberto, Helmut, Robertinho, Jair Dicenha, Dirlei, Zé Vicente, Zuco, Fusca. Mercado Colúmbia: Xaxo, Papaeti, Tia, Luisinho Curta, Batata, Bene, entre outros.
No futebol de campo foram 3 seleções, começando pela campeã dos JAP´s de Campo Mourão, 1976 - foto abaixo-:Odair, Flavião, João Miguel, João Carlos Dissenha, Beto, Milico, Juarez, Vininho, Zé Carlos, Calhambeque, Flavinho, Jadir, Nilson, Orlando Laranja, Gildo, Mario Lima. Ainda destaco a seleções do JAP´s de Ponta Grossa, 1981 ( a melhor seleção que eu montei, mas os jogos foram cancelados) e a seleção dos JAP´s de Londrina, 1984.
QUAL FOI O MELHOR TIME EM QUE JÁ JOGOU?Os principais destaques foram o D.E.R. de 1972, Campeão Amador, e o Camisa 10 - foto abaixo- tricampeão municipal (1974/75/76). Pela União, categoria, e por ser um serem times vencedores. CITE TRÊS PERSONALIDADES ESPORTIVAS DE CM. E QUEM É DESTAQUE HOJE.
Paulo Gilmar Fuzeto (foto), Itamar Tagliari e Getúlio Ferrari Júnior.
Edson Hirata, o China, Sérgio Ueda e o Professor Paulo César, o Paulinho do atletismo. Destaco ainda Mario José Paulista, pelo seu trabalho incessante nas escolinhas de futebol. Ainda 3 personalidades que fizeram história no município José Carlos Galbier, Milton Hauagge e Haroldo Gonçalves Neto, todos in memorian.
CITE TRÊS PERSONALIDADES MOURÃOENSES?
José Aroldo Gallassini, destaque pelo trabalho realizado na Cooperativa Coamo, que leva o nome de Campo Mourão para o Brasil e o Mundo. O casal Henning Baer e Maria da Conceição Montans Baer, pelos investimentos e destaques na área Agricola, mas principalmente na área Educacional.
O Dilmar Daleffe, pela sua incansável luta na construção da Santa Casa e; Não esquecendo do José Turozzi, pelo trabalho nas APAEs de Campo Mourão e do Paraná.
CITE TRÊS POLÍTICOS DE DESTAQUE. Nelson José Tureck, Tauillo Tezelli e Rubens Bueno. O destaque atual é o "cara", o nosso atual Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
A CAMPO MOURÃO DO PRESENTE É o meu porto seguro, pois adoro viver aqui.
A CAMPO MOURÃO DO FUTURO SERÁ uma cidade com um futuro brilhante. O investimentos em educação trazem um destaque a uma cidade com apenas 80.000 habitantes e 3 instituições de Ensino Superior.
A SECRETÁRIA KARLA TURECK É uma proposta de renovação na administração esportiva de Campo Mourão.
O GOVERNO NELSON TURECK É Popular, dinâmico, arrojado e sonhador, com seu pólo de alimentos, que já está se tornando realidade.
O GOVERNO LULA É o espinho na carne da classe dominante, que não se conforma em ter que aplaudir um país melhor em todos os sentidos. Orgulho da classe operária, a prova de que não só os intelectuais conseguem governar o País. Colocou o Brasil em destaque no mundo inteiro, não é toa que Barack Obama diz que ele é o “Cara”. O mundo destaca o Brasil pelas conquistas, diminuição das diferenças sociais, valorização do salário mínimo, pagamento da dívida externa, avanço nas pesquisas de exploração do petróleo, aumento da participação no comércio mundial, liderança absoluta na América do Sul, principal destaque do G20 e do BRIC´s.
QUAL O SENTIMENTO DE RECEBER ESTA HOMENAGEM E PARTILHAR UM POUCO DA SUA VIDA E DA SUA HISTÓRIA? Sentimento de alegria pelo reconhecimento do trabalho dedicado na área esportiva durante uma vida.
QUAL O RECADO PARA OS LEITORES DO BLOG DO ILIVALDO DUARTE.
“A viagem é sempre mais importante que o destino.” Para se conquistar um sonho, seja ele qual for, o mais marcante é sempre o momento que passamos lutando pela conquista, plantando e colhendo amizade, realizações, frustrações, mas acima de tudo aprendemos lições com nossos erros e podemos dizer que depende de você, da sua vontade, dedicação, esforço, garra. A conquista é apenas uma conseqüência.
Ilivaldo, quem vai à frente planta a semente, quem vai na frente abre caminho, embora pise no espinho. Ilivaldo Duarte, você que abre caminho para que todos possam mostrar um pouco de suas vidas, suas conquistas, suas esperanças. Desejo que todos seus sonhos se realizem, que você tenha cada vez mais sucesso, saúde e essa vontade de continuar inovando e mostrando um pouco dos mourãoenses que fizeram história em vários segmentos de nossa cidade